Windows Dev Center

Testando a acessibilidade do seu aplicativo (XAML)

Procurando a versão para HTML/JavaScript deste tópico? Consulte Testando a acessibilidade do seu aplicativo (HTML).

Procurando a versão para Windows Phone deste tópico? Consulte Testando a acessibilidade de seu aplicativo (Windows Phone).

Aqui estão alguns procedimentos de teste a serem seguidos para garantir que seu aplicativo do Tempo de Execução do Windows em C++, C# ou Visual Basic seja acessível.

Veja este recurso em ação como parte da nossa série sobre recursos para aplicativos, do início ao fim:  Interação do usuário: entrada por toque... e mais

Executar as ferramentas de teste de acessibilidade

O Software Development Kit do Windows (SDK do Windows) inclui várias ferramentas de teste de acessibilidade, tais como AccScope, Inspect e UI Accessibility Checker. Estas ferramentas podem ajudá-lo a verificar a acessibilidade de seu aplicativo. Lembre-se de verificar todos os cenários e elementos da interface do usuário do aplicativo.

Você pode iniciar as ferramentas de teste de acessibilidade a partir de um prompt de comando do Microsoft Visual Studio ou da pasta de ferramentas do SDK do Windows (o subdiretório bin de onde o SDK do Windows foi instalado no seu computador de desenvolvimento).

AccScope

AccScope é uma ferramenta mais nova que está disponível no Software Development Kit do Windows (SDK do Windows) para o Windows 8.1. Essa ferramenta permite que desenvolvedores e testadores avaliem a acessibilidade de seus aplicativos durante o desenvolvimento e design do aplicativo, potencialmente nas fases iniciais de protótipos, não nas fases finais de teste do ciclo de desenvolvimento de um aplicativo. O objetivo principal é testar cenários de acessibilidade do Narrador com seu aplicativo.

Inspect

O Inspect permite selecionar qualquer elemento da interface do usuário e exibir seus dados de acessibilidade. Você pode visualizar as propriedades e padrões de controle de Automação da Interface do Usuário Microsoft e testar a estrutura de navegação dos elementos de automação na árvore de automação da IU. Use o Inspect durante o desenvolvimento da interface do usuário para verificar como os atributos de acessibilidade são expostos na Automação da Interface do Usuário. Em alguns casos, os atributos vêm do suporte de Automação de Interface do Usuário que já está implementado para os controles XAML padrão em Tempo de Execução do Windows. Em outros casos, os atributos vêm de valores específicos que você definiu em sua marcação XAML, como propriedades AutomationProperties anexadas.

Captura de tela da ferramenta Inspect.

UI Accessibility Checker

O UI Accessibility Checker (AccChecker) ajuda a descobrir problemas de acessibilidade em tempo de execução. Quando sua interface do usuário estiver completa e funcional, use o AccChecker para testar diferentes cenários, verificar a correção das informações de acessibilidade em tempo de execução e descobrir problemas em tempo de execução. Você pode executar o AccChecker no modo de interface do usuário ou de linha de comando. Para executar a ferramenta no modo de interface do usuário, abra o diretório AccChecker no diretório bin SDK do Windows, execute acccheckui.exe e clique no menu Ajuda.

Verificação da Automação de Interface de Usuário

A ferramenta UI Automation Verify (UIA Verify) é uma estrutura automatizada de testes e verificação para implementações da Automação da Interface do Usuário. A UIA Verify pode ser integrada ao código de teste e conduzir testes regulares e automatizados ou verificações específicas de cenários de Automação da Interface do Usuário. Para executar UIA Verify, execute VisualUIAVerifyNative.exe a partir do subdiretório UIAVerify.

Accessible Event Watcher

O Accessible Event Watcher (AccEvent) testa se os elementos de interface do usuário de um aplicativo acionam os eventos adequados de Automação da Interface do Usuário e do Microsoft Active Accessibility quando ocorrem alterações de interface do usuário. As alterações na interface do usuário podem ocorrer quando o foco muda ou quando um elemento de interface do usuário é chamado, selecionado ou sofre uma mudança de estado ou propriedade.

Observação  A maioria das ferramentas de teste de acessibilidade mencionadas na documentação é executada em um PC com Windows, não em um Windows Phone. Você pode executar algumas das ferramentas enquanto desenvolve e utiliza um emulador, mas a maioria destas ferramentas não pode expor a árvore de automação da IU dentro do emulador.

Testar a acessibilidade do teclado

A melhor maneira de testar a acessibilidade do seu teclado é desconectar o mouse ou usar o Teclado Virtual se você estiver usando um dispositivo tablet. Teste a navegação da acessibilidade de teclado usando a tecla Tab. Você deverá ser capaz de alternar entre todos os elementos interativos da interface do usuário usando a tecla Tab. Para elementos compostos da interface do usuário, verifique se é possível navegar entre partes de elementos usando as teclas de seta. Por exemplo, você deve ser capaz de navegar nas listas de itens com as teclas do teclado. Finalmente, certifique-se de que é possível invocar todos os elementos interativos da interface do usuário com o teclado assim que esses elementos obtêm foco, geralmente usando Enter ou a tecla de espaço.

Verificar o contraste do texto visível

Use as ferramentas de contraste de cores para verificar se a taxa de contraste de texto visível é aceitável. As exceções incluem elementos da interface do usuário inativos e logotipos ou texto decorativo que não transmita informações e possa ser rearranjado sem alterar o significado. Consulte Atendendo aos requisitos de texto acessível para obter mais informações sobre a taxa de contraste e as exceções. Consulte Técnicas para WCAG 2.0 G18 (seção Recursos) sobre as ferramentas que podem testar taxas de contraste.

Observação  Algumas das ferramentas listadas pelas Técnicas para WCAG 2.0 G18 não podem ser usadas de forma interativa com um aplicativo da Windows Store. Talvez você precise inserir valores de cor da tela de fundo e de primeiro plano manualmente na ferramenta, fazer capturas de tela da interface do usuário do aplicativo e depois executar a ferramenta de taxa de contraste na imagem da captura de tela. Ou então executar a ferramenta enquanto você abre arquivos de bitmap de origem em um programa de edição de imagens, não enquanto a imagem é carregada pelo aplicativo.

Verificar se o aplicativo está em alto contraste

Use o aplicativo com um tema de alto contraste ativo para verificar se todos os elementos da interface do usuário são exibidos corretamente. Todo o texto deve ser legível e todas as imagens devem ser nítidas. Ajuste os recursos de dicionário XAML ou os modelos de controle para corrigir quaisquer problemas de tema provenientes dos controles. Nos casos em que os problemas de alto contraste proeminentes não são provenientes de temas ou controles (como a partir de arquivos de imagem), forneça versões separadas para serem usadas quando um tema de alto contraste está ativo.

Verificar o aplicativo com configurações de exibição

Use as opções de exibição do sistema que ajustam o valor de pontos por polegada (dpi) da exibição, e garanta que a interface de usuário de seu aplicativo seja dimensionada corretamente quando o valor de dpi mudar. (Alguns usuários alteram os valores de dpi como uma opção de acessibilidade disponível em Facilidade de Acesso assim como nas propriedades de vídeo). Se você encontrar qualquer problema, siga as diretrizes para dimensionamento do layout e forneça recursos adicionais para diferentes fatores de escala. Para saber mais, veja o tópico sobre diretrizes de escala.

Verifique os cenários do aplicativo principal usando o Narrator.

Use o Narrador para testar a experiência de leitura da tela do seu aplicativo, executando as seguintes etapas:

Use estas etapas para testar o seu aplicativo usando o Narrador com um mouse e teclado:

  1. Inicie o Narrador pressionando a tecla de logotipo do Windows + Enter.
  2. Navegue pelo aplicativo com o teclado usando a tecla Tab, as teclas direcionais e Caps Lock + teclas direcionais.
  3. Durante a navegação, ouça o Narrador enquanto ele lê os elementos da interface do usuário e verifique o seguinte:
    • Para cada controle, verifique se o Narrador lê todo o conteúdo visível. Verifique também se o Narrador lê o nome de cada controle, seu estado aplicável (marcado, selecionado e assim por diante) e o tipo do controle (botão, caixa de seleção, item de lista e assim por diante).
    • Se o elemento for interativo, verifique se é possível usar o Narrador para invocar a sua ação pressionando a tecla Caps Lock + Barra de espaço.
    • Para cada tabela, verifique se o Narrador lê corretamente o nome da tabela, sua descrição (se disponível) e os títulos de linhas e colunas.
  4. Pressione Caps Lock + Enter para pesquisar o aplicativo e verificar se todos os controles aparecem na lista de pesquisa e se os nomes desses controles estão localizados e são legíveis.
  5. Desligue seu monitor e tente realizar os cenários do aplicativo principal usando apenas o teclado e o Narrador. Para ver a lista completa de comandos e atalhos do Narrador, pressione Caps Lock + F1.

Use estas etapas para testar seu aplicativo usando o modo de toque do Narrador:

Observação  O Narrador entra automaticamente no modo de toque em dispositivos que oferecem suporte para mais de 4 contatos. O Narrador não oferece suporte para cenários com vários monitores ou digitalizadores de toque múltiplo na tela principal.
  1. Familiarize-se com a interface do usuário e explore o layout.
    • Navegue pela interface do usuário usando gestos simples de passar o dedo. Use movimentos para a esquerda ou direita para se mover entre itens e movimentos para cima e para baixo para mudar a categoria de itens navegados. As categorias incluem todos os itens, links, tabelas, cabeçalhos e assim por diante. A navegação com gestos simples de passar o dedo é semelhante à navegação com Caps Lock + Seta.
    • Use gestos de tabulação para navegar através de elementos focalizáveis. Um gesto de passar três dedos para a direita ou esquerda equivale a navegar com Tab e Shift + Tab em um teclado.
    • Investigue a interface do usuário espacialmente com um único dedo. Arraste um único dedo para cima e para baixo, ou para a esquerda ou direita, para que o Narrador leia os itens sob esse dedo. É possível usar o mouse como alternativa, pois ele usa a mesma lógica de teste por pressionamento que o gesto de arrastar um único dedo.
    • Leia a janela inteira e todo o seu conteúdo com um gesto de passar três dedos para cima. Isso equivale a usar Caps Lock + W.

    Se houver um elemento importante da interface do usuário que você não consiga acessar, talvez exista um problema de acessibilidade.

  2. Interaja com um controle para testar suas ações principais e secundárias, bem como seu comportamento de rolagem.

    Ações principais incluem ativar um botão, inserir um sinal de intercalação de texto e definir o foco no controle. Ações secundárias incluem selecionar um item de lista ou expandir um botão que oferece várias opções.

    • Para testar uma ação principal: toque duas vezes ou pressione com um dedo e toque com o outro.
    • Para testar uma ação secundária: toque três vezes ou pressione com um dedo e toque duas vezes com o outro.
    • Para testar o comportamento de rolagem: use gestões de passar dois dedos para rolar na direção desejada.

    Alguns controles fornecem ações adicionais. Para exibir a lista completa, basta um único toque com quatro dedos.

    Se um controle responder ao mouse ou teclado, mas não responder a uma interação de toque principal ou secundária, talvez ele precise implementar padrões de controle da Automação da Interface do Usuário adicionais.

Considere também usar a ferramenta AccScope para testar cenários de acessibilidade do Narrador com seu aplicativo. O AccScope tool topic descreve como configurar a ferramenta AccScope para testar cenários do Narrador.

Para saber mais sobre como usar o Narrador, veja Acessibilidade no Windows 8.

Examine a representação de Automação da interface do usuário para seu aplicativo

Várias ferramentas de teste de automação da interface do usuário mencionadas anteriormente fornecem uma maneira de visualizar seu aplicativo de uma forma que, deliberadamente, não considera a aparência do aplicativo, e em vez disso representa o aplicativo como uma estrutura de elementos de Automação da IU. Esta é a forma em que os clientes de automação da interface do usuário, principalmente de tecnologias adaptativas, interagirão com seu aplicativo em cenários de acessibilidade.

A ferramenta AccScope fornece uma visualização particularmente interessante do seu aplicativo, pois é possível ver os elementos de Automação da IU como uma representação visual ou como uma lista. Se você usar a visualização, será possível analisar as peças de maneira que poderá correlacionar com a aparência visual da interface de usuário do aplicativo. Você mesmo pode testar a acessibilidade de seus primeiros protótipos da interface do usuário antes de atribuir toda a lógica à interface do usuário, certificando-se de que a interação visual e a navegação de acessibilidade do cenário de seu aplicativo está em equilíbrio.

Um aspecto que você pode testar é se há elementos que aparecem na visualização de elemento de Automação da IU que você não quer que apareça. Se você encontrar os elementos que quer omitir da visualização, ou, ao contrário, se faltarem elementos, é possível usar a propriedade XAML AutomationProperties.AccessibilityView anexada para ajustar como os controles de XAML aparecem nas visualizações de acessibilidade. Após verificar os pontos de vista básicos de acessibilidade, esta é também uma boa oportunidade para reavaliar suas sequências de tabulação ou de navegação espacial ativadas por teclas de setas para garantir que os usuários possam chegar a cada uma das partes interativas e expostas na visualização de controle.

Tópicos relacionados

Práticas a serem evitadas
Tornando seu aplicativo acessível
Automação da Interface do Usuário
Acessibilidade no Windows 8

 

 

Mostrar:
© 2015 Microsoft