Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Este artigo foi traduzido manualmente. Coloque o ponteiro do mouse sobre as frases do artigo para ver o texto original. Mais informações.
Tradução
Original

Usar o utilitário sqlcmd

O utilitário sqlcmd é um utilitário de linha de comando para execução interativa ad hoc dos scripts e instruções Transact-SQL, e para automatização das tarefas de script do Transact-SQL. Para usar o sqlcmd de forma interativa ou para criar arquivos de script para serem executados com o sqlcmd, os usuários devem entender o Transact-SQL. O utilitário sqlcmd é normalmente usado das seguintes maneiras:

  • Os usuários inserem interativamente instruções Transact-SQL de forma semelhante ao trabalho no prompt de comando. Os resultados são exibidos no prompt de comando. Para abrir uma janela de prompt de comando, clique em Iniciar, clique em Todos os Programas, aponte para Acessórios e, em seguida, clique em Prompt de Comando. No prompt de comando, digite sqlcmd seguido por uma lista de opções que você deseja. Para obter uma lista completa das opções com suporte no sqlcmd, consulte Utilitário sqlcmd.

  • Os usuários enviam um trabalho sqlcmd especificando uma única instrução Transact-SQL a ser executada ou apontando o utilitário para um arquivo de texto que contenha instruçõesTransact-SQL a serem executadas. O resultado geralmente é dirigido a um arquivo de texto, mas também pode ser exibido no prompt de comando.

  • modo SQLCMD no Editor de Consultas SQL Server Management Studio.

  • SQL Server Management Objects (SMO)

  • Trabalhos do CmdExec do SQL Server Agent.

As opções a seguir são usadas com mais frequência:

  • A opção de servidor (-S) que identifica a instância do Microsoft SQL Server com a qual o sqlcmd se conecta.

  • As opções de autenticação (-E, -U e -P) que especificam as credenciais que o sqlcmd usa para se conectar à instância do SQL Server.

    Observação Observação

    A opção -E é o padrão e não precisa ser especificada.

  • As opções de entrada (-Q, -q e -i) que identificam o local da entrada para sqlcmd.

  • A opção de saída (-o) que especifica o arquivo no qual o sqlcmd deve colocar a saída.

Estes são os usos comuns do utilitário sqlcmd:

  • Conectando-se a uma instância padrão usando a Autenticação do Windows para executar instruções Transact-SQL de forma interativa:

    sqlcmd -S <ComputerName>
    
    ObservaçãoObservação

    No exemplo anterior, -E não é especificado porque é o padrão e o sqlcmd se conecta à instância padrão usando a Autenticação do Windows.

  • Conexão com uma instância nomeada usando a Autenticação do Windows para executar instruções Transact-SQL interativamente:

    sqlcmd -S <ComputerName>\<InstanceName>
    

    OR

    sqlcmd -S .\<InstanceName>
    
  • Conectando-se com uma instância nomeada, usando a Autenticação do Windows e especificando arquivos de entrada e saída:

    sqlcmd -S <ComputerName>\<InstanceName> -i <MyScript.sql> -o <MyOutput.rpt>
    
  • Conectando-se a uma instância padrão no computador local usando a Autenticação do Windows, executando uma consulta e executando o sqlcmd até mesmo após a consulta ter sido concluída:

    sqlcmd -q "SELECT * FROM AdventureWorks2012.Person.Person"
    
  • Conectando-se a uma instância padrão no computador local usando a Autenticação do Windows, executando uma consulta, direcionando a saída para um arquivo e fazendo com que o sqlcmd feche após a conclusão da consulta:

    sqlcmd -Q "SELECT * FROM AdventureWorks2012.Person.Person" -o MyOutput.txt
    
  • Conectando-se a uma instância nomeada que usa a Autenticação do SQL Server para executar de forma interativa as instruções Transact-SQL, com o sqlcmd solicitando uma senha:

    sqlcmd -U MyLogin -S <ComputerName>\<InstanceName>
    
    ObservaçãoObservação

    Para consultar uma lista das opções que têm suporte no utilitário sqlcmd, execute sqlcmd -?.

Você pode usar o utilitário sqlcmd interativamente para executar instruções Transact-SQL em uma janela de prompt de comando. Para executar interativamente instruções Transact-SQL usando o sqlcmd, execute o utilitário sem usar as opções -Q, -q, -Z ou -i para especificar qualquer arquivo ou consulta de entrada. Por exemplo:

sqlcmd -S <ComputerName>\<InstanceName>

Quando o comando é executado sem arquivos ou consultas de entrada, o sqlcmd se conecta à instância especificada do SQL Server e, em seguida, exibe uma nova linha com um 1> seguido de um sublinhado intermitente, que é conhecido como o prompt do sqlcmd. O 1 significa que esta é a primeira linha de uma instrução Transact-SQL, e o prompt do sqlcmd é o ponto no qual a instrução Transact-SQL iniciará quando ela for digitada nele.

No prompt sqlcmd, você pode digitar instruções Transact-SQL e comandos sqlcmd, como GO e EXIT. Cada instrução Transact-SQL é colocada em um buffer denominado cache de instrução. Estas instruções são enviadas para o SQL Server depois que você digita o comando GO e pressiona ENTER. Para fechar o sqlcmd, digite EXIT ou QUIT no início de uma linha nova.

Para limpar o cache de instrução, digite :RESET. Digitar ^C faz com que o sqlcmd feche. O ^C também pode ser usado para interromper a execução do cache de instrução depois que um comando GO é emitido.

As instruções Transact-SQL inseridas em uma sessão interativa podem ser editadas através do comando :ED e do prompt do sqlcmd. O editor será aberto e, após a edição da instrução Transact-SQL e de fechamento do editor, a instrução Transact-SQL revisada aparecerá na janela de comando. Digite GO para executar a instrução Transact-SQL revisada.

Os caracteres entre aspas são usados sem nenhum pré-processamento adicional, a não ser quando as aspas podem ser inseridas em uma cadeia de caracteres através de duas aspas consecutivas. O SQL Server trata esta sequência de caracteres como uma aspa. (Porém, a tradução acontece no servidor.) Não serão expandidas variáveis de script quando elas aparecerem dentro de uma cadeia de caracteres.

Por exemplo:

sqlcmd

PRINT "Length: 5"" 7'";

GO

Aqui está o conjunto de resultados.

Length: 5" 7'

O sqlcmd oferece suporte a scripts com cadeias de caracteres que abrangem várias linhas. Por exemplo, a seguinte instrução SELECT estende diversas linhas, mas é uma única cadeia de caracteres executada ao pressionar a tecla ENTER, depois de digitar GO.

SELECT First line

FROM Second line

WHERE Third line;

GO

Este é um exemplo do que você verá ao executar o sqlcmd interativamente.

Ao abrir uma janela de prompt de comando, você verá uma linha semelhante a esta:

C:\> _

Isso significa que a pasta C:\ é a pasta atual, e se você especificar um nome de arquivo, o Windows procurará o arquivo nessa pasta.

Digite sqlcmd para se conectar à instância padrão do SQL Server no computador local e os conteúdos da janela de prompt de comando serão:

C:\>sqlcmd

1> _

Isso significa que você se conectou com a instância do SQL Server e o sqlcmd agora está pronto para aceitar as instruções Transact-SQL e os comandos sqlcmd. O sublinhado intermitente que precede o 1> é o prompt sqlcmd que marca o local no qual as instruções e os comandos que você digita serão exibidos. Agora, digite USE AdventureWorks2012, pressione ENTER e, em seguida, digite GO e pressione ENTER. O conteúdo da janela de prompt de comando será:

sqlcmd

USE AdventureWorks2012;

GO

Aqui está o conjunto de resultados.

Changed database context to 'AdventureWorks2012'.

1> _

Pressionar ENTER depois de inserir USE AdventureWorks2012 sinaliza ao sqlcmd para iniciar uma linha nova. Ao pressionar ENTER após digitar GO,, você sinalizou o sqlcmd para enviar a instrução USE AdventureWorks2012 à instância do SQL Server. O sqlcmd retornou uma mensagem para indicar que a instrução USE foi concluída com êxito e exibiu um novo prompt 1> como sinal para inserir uma nova instrução ou comando.

O exemplo a seguir mostra o conteúdo da janela de prompt de comando ao você digitar uma instrução SELECT, uma GO para executar o comando SELECT, e uma EXIT para fechar o sqlcmd:

sqlcmd

USE AdventureWorks2012;

GO

SELECT TOP (3) BusinessEntityID, FirstName, LastName

FROM Person.Person;

GO

Aqui está o conjunto de resultados.

BusinessEntityID FirstName LastName

----------- -------------------------------- -----------

1 Syed Abbas

2 Catherine Abel

3 Kim Abercrombie

(3 rows affected)

1> EXIT

C:\>

As linhas depois da linha 3> GO são a saída de uma instrução SELECT. Depois que você gerar a saída, o sqlcmd redefine o prompt sqlcmd e exibe 1>. Após digitar EXIT na linha 1>, a janela de prompt de comando exibe a mesma linha, como fez quando você a abriu primeiramente. Isto indica que o sqlcmd encerrou sua sessão. Agora você pode fechar a janela de prompt de comando digitando outro comando EXIT.

Você pode usar osqlcmd para executar arquivos de script de banco de dados. Os arquivos de script são arquivos de texto que contêm uma mistura de instruções Transact-SQL, comandos do sqlcmd e variáveis de script. Para obter mais informações sobre como criar script de variáveis, consulte Usar sqlcmd com variáveis de script. O sqlcmd funciona com instruções, comandos e variáveis de script em um arquivo de script de modo semelhante ao modo como funciona com instruções e comandos inseridos interativamente. A principal diferença é que o sqlcmd faz a leitura por meio do arquivo de entrada sem pausa, em vez de esperar que um usuário insira as instruções, os comandos e as variáveis de script.

Existem maneiras diferentes de criar arquivos de script de banco de dados:

  • Você pode criar e depurar interativamente uma série de instruções Transact-SQL no SQL Server Management Studio, e em seguida salvar o conteúdo da janela de consulta como arquivo script.

  • Você pode criar um arquivo de texto que contém instruções Transact-SQL usando um editor de textos, como o Bloco de Notas.

A.Executando um script usando o sqlcmd

Iniciar o Bloco de Notas e digitar as seguintes instruções Transact-SQL:

USE AdventureWorks2012;

GO

SELECT TOP (3) BusinessEntityID, FirstName, LastName

FROM Person.Person;

GO

Criar uma pasta nomeada MyFolder e, em seguida, salvar o script como o arquivo MyScript.sql na pasta C:\MyFolder. Digite a sequência abaixo no prompt de comando para executar o script e colocar a saída em MyOutput.txt, em MyFolder:

sqlcmd -i C:\MyFolder\MyScript.sql -o C:\MyFolder\MyOutput.txt

Ao exibir os conteúdos de MyOutput.txt no Bloco de Notas, você verá o seguinte:

Changed database context to 'AdventureWorks2012'.

BusinessEntityID FirstName LastName

---------------- ----------- -----------

1 Syed Abbas

2 Catherine Abel

3 Kim Abercrombie

(3 rows affected)

B.Usando o sqlcmd com uma conexão administrativa dedicada

No exemplo a seguir, sqlcmd é usado para se conectar a um servidor que tem um problema de bloqueio utilizando a conexão de administrador dedicada (DAC).

C:\>sqlcmd -S ServerName -A

1> SELECT blocked FROM sys.dm_exec_requests WHERE blocked <> 0;

2> GO

Aqui está o conjunto de resultados.

spid blocked

------ -------

62 64

(1 rows affected)

Use o sqlcmd para finalizar o processo de bloqueio.

1> KILL 64;

2> GO

C.Usando o sqlcmd para executar um procedimento armazenado

O exemplo a seguir mostra como executar um procedimento armazenado usando o sqlcmd. Criar o seguinte procedimento armazenado.

USE AdventureWorks2012;

IF OBJECT_ID ( ' dbo.ContactEmailAddress, 'P' ) IS NOT NULL

DROP PROCEDURE dbo.ContactEmailAddress;

GO

CREATE PROCEDURE dbo.ContactEmailAddress

(

@FirstName nvarchar(50)

,@LastName nvarchar(50)

)

AS

SET NOCOUNT ON

SELECT EmailAddress

FROM Person.Person

WHERE FirstName = @FirstName

AND LastName = @LastName;

SET NOCOUNT OFF

No prompt sqlcmd, insira o seguinte:

C:\sqlcmd

1> :Setvar FirstName Gustavo

1> :Setvar LastName Achong

1> EXEC dbo.ContactEmailAddress $(Gustavo),$(Achong)

2> GO

EmailAddress

-----------------------------

gustavo0@adventure-works.com

D.Usando o sqlcmd para manutenção do banco de dados

O exemplo a seguir mostra como usar o sqlcmd para uma tarefa de manutenção de banco de dados. Crie C:\BackupTemplate.sql com o seguinte código.

USE master;

BACKUP DATABASE [$(db)] TO DISK='$(bakfile)';

No prompt sqlcmd, insira o seguinte:

C:\ >sqlcmd

1> :connect <server>

Sqlcmd: Successfully connected to server <server>.

1> :setvar db msdb

1> :setvar bakfile c:\msdb.bak

1> :r c:\BackupTemplate.sql

2> GO

Changed database context to 'master'.

Processed 688 pages for database 'msdb', file 'MSDBData' on file 2.

Processed 5 pages for database 'msdb', file 'MSDBLog' on file 2.

BACKUP DATABASE successfully processed 693 pages in 0.725 seconds (7.830 MB/sec)

E.Usando o sqlcmd para executar o código em diversas instâncias

O código a seguir em um arquivo exibe um script que conecta a duas instâncias. Note o GO antes da conexão com a segunda instância.

:CONNECT <server>\,<instance1>

EXEC dbo.SomeProcedure

GO

:CONNECT <server>\,<instance2>

EXEC dbo.SomeProcedure

GO

E.Retornando a saída XML

O exemplo a seguir mostra como a saída XML é retornada sem formatação, em um fluxo contínuo.

C:\>sqlcmd -d AdventureWorks2012

1> :XML ON

1> SELECT TOP 3 FirstName + ' ' + LastName + ', '

2> FROM Person.Person

3> GO

Syed Abbas, Catherine Abel, Kim Abercrombie,

F.Usando o sqlcmd em um arquivo de script do Windows

Um comando sqlcmd, como sqlcmd -i C:\InputFile.txt -o C:\OutputFile.txt, pode ser executado em um arquivo .bat junto com o VBScript. Nesse caso, não use opções interativas. O sqlcmd deve ser instalado no computador que está executando o arquivo .bat.

Primeiro, crie os quatro arquivos a seguir:

  • C:\badscript.sql

    SELECT batch_1_this_is_an_error
    GO
    SELECT 'batch #2'
    GO
    
  • C:\goodscript.sql

    SELECT 'batch #1'
    GO
    SELECT 'batch #2'
    GO
    
  • C:\returnvalue.sql

    :exit(select 100)
    @echo off
    C:\windowsscript.bat
    @echo off
    
    echo Running badscript.sql
    sqlcmd -i badscript.sql -b -o out.log
    if not errorlevel 1 goto next1
    echo == An error occurred 
    
    :next1
    
    echo Running goodscript.sql
    sqlcmd -i goodscript.sql -b -o out.log
    if not errorlevel 1 goto next2
    echo == An error occurred 
    
    :next2
    echo Running returnvalue.sql
    sqlcmd -i returnvalue.sql -o out.log
    echo SQLCMD returned %errorlevel% to the command shell
    
    :exit
    
  • C:\windowsscript.bat

    @echo off
    
    echo Running badscript.sql
    sqlcmd -i badscript.sql -b -o out.log
    if not errorlevel 1 goto next1
    echo == An error occurred 
    
    :next1
    
    echo Running goodscript.sql
    sqlcmd -i goodscript.sql -b -o out.log
    if not errorlevel 1 goto next2
    echo == An error occurred 
    
    :next2
    echo Running returnvalue.sql
    sqlcmd -i returnvalue.sql -o out.log
    echo SQLCMD returned %errorlevel% to the command shell
    
    :exit
    

Em seguida, no prompt de comando, execute C:\windowsscript.bat:

C:\>windowsscript.bat

Running badscript.sql

== An error occurred

Running goodscript.sql

Running returnvalue.sql

SQLCMD returned 100 to the command shell

G.Usando o sqlcmd para definir a criptografia em bancos de dados SQL do Windows Azure

Um sqlcmdpode ser executado em uma conexão com o Banco de dados SQL para especificar a criptografia e a confiança do certificado. Duas opções do sqlcmd estão disponíveis:

  • A opção -N é usada pelo cliente para solicitar uma conexão criptografada. Essa opção é equivalente ao ADO. net option ENCRYPT = true.

  • A opção -C é usada pelo cliente para configurá-lo para confiar implicitamente no certificado do servidor e não validá-lo. Essa opção é equivalente ao ADO. net option TRUSTSERVERCERTIFICATE = true.

O serviço Banco de dados SQL não dá suporte a todas as opções de SET disponíveis em uma instância do SQL Server. As opções a seguir emitem um erro quando a opção de SET correspondente é definida como ON ou OFF:

  • SET ANSI_DEFAULTS

  • SET ANSI_NULLS

  • SET REMOTE_PROC_TRANSACTIONS

  • SET ANSI_NULL_DEFAULT

As opções de SET a seguir não emitem exceções, mas não podem ser usadas. Elas são substituídas:

  • SET CONCAT_NULL_YIELDS_NULL

  • SET ANSI_PADDING

  • SET QUERY_GOVERNOR_COST_LIMIT

Sintaxe

Os exemplos a seguir fazem referência a casos em que as configurações do provedor SQL Server Native Client incluem: ForceProtocolEncryption = False, Trust Server Certificate = No

Conectar usando credenciais do Windows e comunicação criptografada:

SQLCMD –E –N

Conectar usando credenciais do Windows e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E –C

Conectar usando credenciais do Windows, comunicação criptografada e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E –N –C

Os exemplos a seguir fazem referência a casos em que as configurações do provedor SQL Server Native Client incluem: ForceProtocolEncryption = True, TrustServerCertificate = Yes.

Conectar usando credenciais do Windows, comunicação criptografada e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E

Conectar usando credenciais do Windows, comunicação criptografada e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E –N

Conectar usando credenciais do Windows, comunicação criptografada e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E –T

Conectar usando credenciais do Windows, comunicação criptografada e certificado do servidor confiável:

SQLCMD –E –N –C

Se o provedor especificar ForceProtocolEncryption = True a criptografia será habilitada mesmo que Encrypt=No esteja na cadeia de conexão.

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2015 Microsoft