Como restaurar um backup de log de transações (SQL Server Management Studio)

ObservaçãoObservação

O processo normal de uma restauração é selecionar os backups de log na caixa de diálogo Restaurar Banco de Dados junto com os dados e backups diferenciais.

Os backups devem ser restaurados na ordem em que foram criados. Antes de poder restaurar um backup de log de transações específico, restaure primeiro os backups anteriores seguintes sem reverter as transações não confirmadas, isto é WITH NORECOVERY:

  • O backup de banco de dados completo e o último backup diferencial, se houver, realizado antes do backup de log de transações específico.

  • Todos os backups de log de transações efetuados depois do backup de banco de dados completo ou o backup diferencial (se você o restaurar) e antes do backup de log de transações específico.

    ObservaçãoObservação

    Restaure os backups anteriores usando a seguinte opção Estado de recuperação: Deixe o banco de dados não operacional e não reverta as transações não confirmadas. Os logs de transações adicionais podem ser restaurados. (RESTORE WITH NORECOVERY)

    Para obter mais informações sobre como usar backups de log de transações, consulte Trabalhando com backups de log de transações.

Para restaurar um backup de log de transações

  1. Depois de se conectar à instância adequada do Microsoft Mecanismo de banco de dados do SQL Server, no Pesquisador de Objetos, clique no nome do servidor para expandir a árvore do servidor.

  2. Expanda Bancos de Dados e, dependendo do banco de dados, selecione um banco de dados de usuário ou expanda Bancos de Dados do Sistema e selecione um banco de dados do sistema.

  3. Clique com o botão direito do mouse no banco de dados, aponte para Tarefas e clique em Restaurar.

  4. Clique em Log de transações, o que abre a caixa de diálogo Restaurar Log de Transações.

  5. Na página Geral, na caixa de listagem Banco de Dados, selecione ou digite o nome de um banco de dados. Só são listados bancos de dados no estado de restauração.

  6. Para especificar a origem e o local dos conjuntos de backup a serem restaurados, clique em uma das seguintes opções:

    • De backups anteriores do banco de dados

      Selecione o nome do banco de dados cujos backups de log que você quer restaurar.

    • Do arquivo ou fita

      Clique no botão de procura para selecionar um ou mais arquivos ou fitas como a origem dos backups de log de transações.

      Selecionar um arquivo ou uma fita abre a caixa de diálogo Especificar Backup. Na caixa de listagem Mídia de backup, selecione um dos tipos de dispositivo listados. Para selecionar um ou mais dispositivos para a caixa de listagem Local do backup, clique em Adicionar. Depois de adicionar os dispositivos desejados à caixa de listagem, clique em OK para retornar à página Geral.

  7. Na grade Selecione os conjuntos de backup a serem restaurados, selecione os backups para restaurar. Essa grade lista os backups de log de transações disponíveis para o banco de dados selecionado. Um backup de log só estará disponível se seu Primeiro LSN for maior que o Último LSN do banco de dados. Os backups de log são listados na ordem dos números de seqüência de log (LSN) que eles contêm e devem ser restaurados nessa ordem.

    A tabela a seguir lista os cabeçalhos de coluna da grade e descreve seus valores.

    Cabeçalho

    Valor

    Restore

    Caixas de seleção selecionadas indicam os conjuntos de backup a serem restaurados.

    Backup Set Name

    Nome do conjunto de backup.

    Backup Component

    Componente com backup: Banco de Dados, Arquivo ou <espaço em branco> (para logs de transações).

    Backup Type

    Tipo de backup realizado: Completo, Diferencial ou Log de Transações.

    Server Name

    Nome da instância do Mecanismo de Banco de Dados que executou a operação de backup.

    Database

    Nome do banco de dados envolvido na operação de backup.

    Position

    Posição do conjunto de backup no volume.

    First LSN

    Número de seqüência de log da primeira transação no conjunto de backup. Em branco para backups de arquivo.

    Last LSN

    Número de seqüência de log da última transação no conjunto de backup. Em branco para backups de arquivo.

    Ponto de verificação LSN

    Número de seqüência de log do ponto de verificação mais recente no momento em que o backup foi criado.

    Full LSN

    Número de seqüência de log do backup de banco de dados completo mais recente.

    Start Date

    A data e hora do início da operação de backup, apresentadas na configuração regional do cliente.

    Finish Date

    Data e hora de término da operação de backup, apresentadas na configuração regional do cliente.

    Tamanho

    Tamanho do conjunto de backup em bytes.

    User Name

    Nome do usuário que realizou a operação de backup.

    Expiration

    Data e hora de vencimento do conjunto de backup.

  8. Selecione uma destas opções:

    • Point-in-time

      Retenha o padrão (Mais recente possível) ou selecione uma data e hora específicas clicando no botão de procura, que abre a caixa de diálogo Restauração Point-in-time.

    • Transação marcada

      Restaure o banco de dados a uma transação previamente marcada. Selecionar esta opção inicia a caixa de diálogo Selecionar Transação Marcada que exibe uma grade com uma lista das transações marcadas disponíveis nos backups de log de transações selecionados.

      Por padrão, a restauração vai até a transação marcada, mas a exclui. Para restaurar também a transação marcada, selecione Incluir transação marcada.

      A tabela a seguir lista os cabeçalhos de coluna da grade e descreve seus valores.

      Cabeçalho

      Valor

      <blank>

      Exibe uma caixa de seleção para selecionar a marca.

      Transaction Mark

      Nome da transação marcada especificado pelo usuário quando a transação foi confirmada.

      Date

      Data e hora de confirmação da transação. A data e hora da transação são exibidas como registradas na tabela msdb gmarkhistory, não a data e horário do computador cliente.

      Description

      Descrição da transação marcada especificada pelo usuário quando a transação foi confirmada (se houver).

      LSN

      Número de seqüência de log de transações marcadas.

      Database

      Nome do banco de dados em que a transação marcada foi confirmada.

      User Name

      Nome do usuário de banco de dados que confirmou a transação marcada.

  9. Para exibir ou selecionar as opções avançadas, clique em Opções no painel Selecionar uma página.

  10. Para as opções Restaurar para, as escolhas são:

    • Preservar as configurações de replicação

      Preserva as configurações de replicação ao restaurar um banco de dados publicado em um servidor diferente do servidor em que o banco de dados foi criado.

      Essa opção só está disponível com a opção Deixar o banco de dados pronto para uso revertendo as transações não confirmadas... (descrita adiante), que é equivalente a restaurar um backup com a opção de RECOVERY.

      Selecionar essa opção é equivalente a usar a opção KEEP_REPLICATION em uma instrução RESTORE do Transact-SQL.

    • Perguntar antes de restaurar cada backup

      Antes de restaurar cada conjunto de backup (depois do primeiro), essa opção traz a caixa de diálogo Continuar Restauração que solicita a você que indique se deseja continuar a seqüência de restauração. Essa caixa de diálogo exibe o nome do próximo conjunto de mídia (se disponível), o nome do conjunto de backup e a descrição do conjunto de backup.

      Essa opção é particularmente útil quando você deve trocar fitas para conjuntos de mídia diferentes. Por exemplo, você poderá usá-la quando o servidor tiver só um dispositivo de fita. Espere até estar pronto para continuar antes de clicar em OK.

      Clicar em Não deixa o banco de dados em estado de restauração. Quando for conveniente, você poderá continuar a seqüência de restauração depois da última restauração concluída. Se o próximo backup for um backup de dados ou diferencial, use a tarefa Restaurar Banco de Dados novamente. Se o próximo backup for um backup de log, use a tarefa Restaurar Log de Transações.

    • Acesso restrito ao banco de dados restaurado

      Torna o banco de dados restaurado disponível apenas para os membros de db_owner, dbcreator ou sysadmin.

      Selecionar essa opção é equivalente a usar a opção RESTRICTED_USER em uma instrução RESTORE do Transact-SQL.

  11. Para as opções Estado de recuperação, especifique o estado do banco de dados após a operação de restauração.

    • Deixar o banco de dados pronto para uso revertendo as transações não confirmadas. Os logs de transações adicionais não podem ser restaurados. (RESTORE WITH RECOVERY)

      Recupera o banco de dados. Essa opção é equivalente à opção RECOVERY em uma instrução RESTORE do Transact-SQL.

      Só escolha essa opção se você não tiver nenhum arquivo de log que queira restaurar.

    • Deixar o banco de dados não operacional e não reverter as transações não confirmadas. Logs de transações adicionais podem ser restaurados. (RESTORE WITH NORECOVERY)

      Deixa o banco de dados em estado não recuperado. Essa opção é equivalente a usar a opção NORECOVERY em uma instrução RESTORE do Transact-SQL.

      Quando você escolhe essa opção, a opção Preservar configurações de replicação fica indisponível.

    • Deixar o banco de dados no modo somente leitura. Desfazer transações não confirmadas, mas salvar as ações de desfazer em um arquivo em espera, para que os efeitos da recuperação possam ser revertidos. (RESTORE WITH STANDBY)

      Deixa o banco de dados em estado de espera. Essa opção é equivalente a usar a opção STANDBY em uma instrução RESTORE do Transact-SQL.

      A escolha dessa opção requer que você especifique um arquivo em espera.

  12. Opcionalmente, especifique um nome do arquivo em espera na caixa de texto Arquivo em espera. Essa opção será necessária se você deixar o banco de dados no modo somente leitura. Você pode procurar o arquivo em espera ou pode digitar o nome do caminho na caixa de texto.

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar: