Esta página foi útil?
Seus comentários sobre este conteúdo são importantes. Queremos saber sua opinião.
Comentários adicionais?
1500 caracteres restantes
Hospedando o cache na função em funções dedicadas

Hospedando o cache na função em funções dedicadas (cache do Azure)

Atualizado: maio de 2015

noteObservação
Para orientação sobre como escolher a oferta Azure Cache para seu aplicativo, consulte Qual oferta de cache do Azure é ideal para mim?.

Este tópico aborda a topologia de Cache na Função dedicado. Esse recurso é aplicável ao Cache na Função baseado em função.

Para acessar um exemplo disponível para download que usa uma topologia dedicada, consulte Exemplo de API e desempenho de cache.

Uma função de caching dedicado é usada apenas para o caching.

noteObservação
O cache de função dedicada só tem suporte em funções de trabalho e não pode ser configurado em funções web.

Embora cada instância de máquina virtual seja dedicada ao caching, parte da memória deverá estar disponível para o sistema operacional e outras sobrecargas operacionais. A tabela a seguir lista os diferentes tamanhos de máquina virtual e a respectiva memória física. Para entender o número de instâncias necessárias para seus requisitos de caching, consulte Considerações sobre planejamento de capacidade para o Cache na Função do Azure.

 

Tamanho da máquina virtual Memória total

Small

1,75 GB

Medium

3,5 GB

Large

7 GB

ExtraLarge

14 GB

No Visual Studio 2012, configure o tamanho da máquina virtual e a contagem de instâncias na guia Configuração das propriedades da função.

CautionCuidado
Não há suporte ao uso do tamanho de máquina virtual ExtraSmall.

As etapas a seguir descrevem como adicionar uma função de trabalho de Cache na Função dedicado a um projeto existente do Azure no Visual Studio 2012.

  1. No Gerenciador de Soluções, clique com o botão direito do mouse no projeto do Azure e selecione Adicionar Novo Projeto de Função de Trabalho.

  2. Selecione Função de Trabalho de Cache.

  3. Opcionalmente, altere o nome e, em seguida, clique em Adicionar.

  4. No Gerenciador de Soluções, navegue até a pasta Funções. Clique duas vezes na nova função.

  5. Na janela de propriedades, vá para a guia Cache.

  6. Certifique-se de que Habilitar Cache e Função Dedicada estão selecionados.

    Propriedades Dedicadas de Caching
  7. Em seguida, configure os parâmetros do cache default ou crie novos caches nomeados.

As diretrizes a seguir aplicam-se à topologia de Cache na Função dedicado:

  1. Em geral uma função de Cache na Função dedicado fornece o melhor desempenho, porque a máquina virtual da função não é compartilhada com outros serviços de aplicativo. Ela também fornece mais flexibilidade, porque a função do Cache na Função pode ser dimensionada independentemente. Por esses motivos, o uso de uma topologia dedicada é a arquitetura recomendada para o caching. Não obstante, há situações em que uma topologia colocalizada funciona bem. Para obter mais informações, consulte Guidelines for a Co-located Caching Topology.

  2. A quantidade de memória disponível por instância de função em execução é determinada pelo tamanho da máquina virtual (Tamanho da VM) e pela memória usada pelo sistema operacional e por outros serviços de aplicativo que estão sendo executados na função. Para entender como definir corretamente o Tamanho do Cache (%), consulte Considerações sobre planejamento de capacidade para o Cache na Função do Azure.

  3. Não use uma função de Cache na Função dedicado para outro código ou outros serviços.

  4. Só há suporte a um cluster de cache para cada serviço de nuvem.

Consulte também

Mostrar:
© 2015 Microsoft