Esta página foi útil?
Seus comentários sobre este conteúdo são importantes. Queremos saber sua opinião.
Comentários adicionais?
1500 caracteres restantes
Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Instalar os Componentes de Integração do Windows Azure

Atualizado: junho de 2011

[O recurso da função VM do Windows Azure está para ser retirado em 15 de maio de 2013. Depois da data de baixa, implantações da função VM serão excluídas. Para avançar com seus aplicativos existentes, você pode usar as Máquinas Virtuais do Windows Azure. Para obter mais informações sobre como usar Máquinas Virtuais para seu aplicativo, consulte Moving from VM Role to Windows Azure Virtual Machines (Mudando de Função VM para Máquinas Virtuais do Windows Azure).

Os Componentes de Integração do Windows Azure são necessários em uma instância de uma função VM no Windows Azure. Os componentes de integração são iniciados sempre que o sistema operacional é iniciado. Antes de os Componentes de Integração do Windows Azure serem instalados, você deve assegurar que tenha criado o VHD de base. Para obter mais informações, consulte Criar um VHD de base para uma função VM no Windows Azure.

Os Componentes de Integração do Windows Azure devem ser instalados na imagem do servidor para que o VHD de base possa ser carregado no Windows Azure. Os Componentes de Integração do Windows Azure são executados em cada instância da função VM que é criada a partir da imagem do servidor e tratam da integração entre a instância da função VM e o ambiente do Windows Azure.

Eles executam as tarefas necessárias para integrar o sistema operacional da instância da função VM ao Windows Azure. Os componentes trabalham com o balanceador de carga para comunicar informações sobre o estado das instâncias. Os componentes também inicializam a máquina virtual instalando certificados e criando diretórios de recursos locais com base nas configurações da definição do serviço.

As seções a seguir descrevem os recursos com suporte nos Componentes de Integração do Windows Azure:

Quando uma instância da função VM é colocada online pela primeira vez, a imagem generalizada usada para criar a instância deve ser executada em uma fase de especialização de instalação. Essa fase de especialização é executada pela Ferramenta de preparação do sistema (sysprep), fornecida pelos Componentes de Integração do Windows Azure.

Para automatizar a fase de especialização, os Componentes de Integração do Windows Azure instalam um arquivo de resposta no diretório raiz da instância da função VM. O nome padrão do arquivo de resposta é c:\unattend.xml.

O arquivo de resposta fornece um conjunto de definições de configuração padrão do Windows durante a fase de especialização que configura o sistema operacional. Essas configurações padrão incluem:

  • Definir a localidade do sistema como EN-US.

  • Definir o fuso horário do sistema como UTC. Você não deve alterar o valor dessa configuração.

  • Desativar o Windows Update.

  • Definir a senha de administrador.

A conta de administrador é desabilitada depois que você carrega a imagem do servidor no Windows Azure. Entretanto, se durante o processo de preparação da imagem do servidor, você a generalizar e a especializar novamente, a senha de administrador será necessárias para a fase de especialização.

Os Componentes de Integração do Windows Azure instalam as APIs de tempo de execução do serviço na imagem, de forma que a instância da função VM possa coletar informações dinâmicas do ambiente do Windows Azure. As APIs de tempo de execução do serviço fornecem acesso a informações de configuração do serviço, como os valores das definições de configuração, a informações da instância da função VM, como a ID da instância e o domínio de atualização ao qual a instância pertence, e às informações de endereço de rede de todas as instâncias na implantação do serviço de nuvem.

noteObservação
A API de tempo de execução de serviço está acessível somente ao código que está em execução sob uma conta de administrador ou LocalSystem na instância da função VM.

Os Componentes de Integração do Windows Azure criam todos os recursos de repositório local nomeados definidos por você no modelo de serviço para a função VM. Você pode acessar recursos de repositório local a partir da instância da função VM usando a API de tempo de execução do serviço (LocalResource) ou acessando os recursos em c:\Recursos\<nome_do_recurso>.

Quando a instância da função VM é iniciada, o acesso ao diretório de recursos local é restrito à conta de administrador. O seu código deve alterar as configurações de segurança do diretório se um processo em execução em uma conta com privilégios inferiores precisar acessá-lo.

Os componentes também criam os recursos do repositório local do sistema, no qual os dados de diagnóstico são gravados enquanto a instância da função VM está online.

Os Componentes de Integração do Windows Azure instalam todos os certificados que você especificar na definição do serviço no local de repositório de LocalMachine para a instância da função VM. Você pode especificar que um certificado deve ser instalado em um nome de repositório de certificados preexistente ou pode especificar um nome de repositório personalizado. Para obter detalhes sobre como especificar o local e o nome do repositório de certificados no arquivo de definição do serviço, consulte Service Definition Schema.

noteObservação
Todos os certificados são instalados no local do repositório de LocalMachine; não é possível instalar certificados no local do repositório de CurrentUser nem em qualquer outro local de repositório.

Um certificado instalado em uma instância da função VM deve primeiro ser carregado no repositório de certificados do Windows Azure para o serviço de nuvem. Todos os certificados devem ser instalados a partir do repositório de certificados do Windows Azure. Para obter mais informações sobre os certificados necessários para as instâncias da função VM, consulte Usar certificados com uma função VM no Windows Azure.

noteObservação
Não é recomendado instalar um certificado na imagem do servidor que será carregada. A Ferramenta de preparação do sistema (sysprep), que deve ser executada para generalizar a imagem antes de ela ser implantada no Windows Azure, destrói informações de chave privada.

Você pode usar o procedimento a seguir para instalar os Componentes de Integração do Windows Azure na imagem do servidor que você deseja carregar no Windows Azure.

  • No Gerenciador do Hyper-V, selecione a máquina virtual e clique em Configurações.

  • No painel Hardware, em Controlador IDE 1, clique em Unidade de DVD.

  • Na página Configurações, navegue até a pasta %ProgramFiles%\Windows Azure SDK\<VersionNumber>\iso\, selecione o arquivo wavmroleic.iso e clique em OK.

    Em que VersionNumber é a versão atual do SDK do Windows Azure.

  • No Gerenciador do Hyper-V, clique em Conectar.

  • Na janela da máquina virtual, abra o Windows Explorer, selecione a unidade de DVD e clique duas vezes em WaIntegrationComponents-x64.msi.

  • Digite a senha de administrador que é usada quando o sistema operacional é iniciado depois que a imagem foi preparada e implantada no Windows Azure. Conclua a instalação dos componentes. Você deve reiniciar a máquina virtual para que os componentes sejam totalmente instalados.

    noteObservação
    É recomendável que você crie um disco de redefinição de senha para garantir que possa acessar a máquina virtual se a senha for perdida ou esquecida. Para obter mais informações, consulte Criar uma senha de administrador.

Depois que os Componentes de Integração do Windows Azure tiverem sido instalados, você deverá instalar os aplicativos e fazer todas as alterações de configuração necessárias para o seu aplicativo. Para obter mais informações, consulte Windows Server.

Consulte Também

Contribuições da comunidade

Mostrar:
© 2015 Microsoft