Biblioteca MSDN

CREATE SEQUENCE (Transact-SQL)

 

**ESTE TÓPICO APLICA\-SE A:** ![](../Image/Applies%20to/yes.png)SQL Server \(começando com o 2012\) ![](../Image/Applies%20to/yes.png)Banco de Dados SQL do Azure ![](../Image/Applies%20to/no.png)Azure SQL Data Warehouse ![](../Image/Applies%20to/no.png)Parallel Data Warehouse

Cria um objeto de sequência e especifica suas propriedades. Uma sequência é um objeto associado a um esquema definido pelo usuário que gera uma sequência de valores numéricos de acordo com a especificação com a qual a sequência foi criada. A sequência de valores numéricos é gerada em ordem crescente ou decrescente em um intervalo definido e pode ser configurada para reiniciar (em um ciclo) quando se esgotar. As sequências, ao contrário de colunas de identidade, não são associadas a tabelas específicas. Os aplicativos fazem referência a um objeto de sequência para recuperar seu próximo valor. A relação entre sequências e tabelas é controlada pelo aplicativo. Os aplicativos de usuário podem referenciar um objeto de sequência e coordenar os valores nas várias linhas e tabelas.

Ao contrário de valores de colunas de identidade que são gerados quando as linhas são inseridas, um aplicativo pode obter o próximo número de sequência sem inserir a linha por meio da chamada da função NEXT VALUE FOR. Use sp_sequence_get_range para obter vários números de sequência de uma vez.

Para obter informações e cenários que usam CREATE SEQUENCE e a função NEXT VALUE FOR, consulte Números de sequência.

Aplica-se a: SQL Server (SQL Server 2012 à versão atual).

Topic link icon Convenções da sintaxe Transact-SQL

  
CREATE SEQUENCE [schema_name . ] sequence_name  
    [ AS [ built_in_integer_type | user-defined_integer_type ] ]  
    [ START WITH <constant> ]  
    [ INCREMENT BY <constant> ]  
    [ { MINVALUE [ <constant> ] } | { NO MINVALUE } ]  
    [ { MAXVALUE [ <constant> ] } | { NO MAXVALUE } ]  
    [ CYCLE | { NO CYCLE } ]  
    [ { CACHE [ <constant> ] } | { NO CACHE } ]  
    [ ; ]  

sequence_name
Especifica o nome exclusivo pelo qual a sequência é conhecida no banco de dados. O tipo é sysname.

[ built_in_integer_type | user-defined_integer_type
Uma sequência pode ser definida como qualquer tipo de inteiro. Os seguintes tipos são permitidos:

  • tinyint - O intervalo é de 0 a 255.

  • smallint - O intervalo é de -32.768 a 32.767.

  • int - O intervalo é de -2.147.483.648 a 2.147.483.647

  • bigint - O intervalo é de -9.223.372.036.854.775.808 a 9.223.372.036.854.775.807.

  • decimal e numeric com uma escala de 0.

  • Qualquer tipo de dados definido pelo usuário (tipo de alias) que seja baseado em um dos tipos permitidos.

Se nenhum tipo de dados for fornecido, o tipo de dados bigint será usado como o padrão.

START WITH <constante>
O primeiro valor retornado pelo objeto de sequência. O valor START deve ser um valor que seja menor ou igual ao valor máximo e maior ou igual ao valor mínimo do objeto de sequência. O valor de início padrão para um novo objeto de sequência é o valor mínimo para um objeto de sequência e o valor máximo de um objeto de sequência decrescente.

INCREMENT BY <constante>
O valor usado para incrementar (ou decrementar, se negativo) o valor do objeto de sequência para cada chamada da função NEXT VALUE FOR. Se o incremento for um valor negativo, o objeto de sequência será decrescente, caso contrário, será crescente. O incremento não pode ser 0. O incremento padrão para um novo objeto de sequência é 1.

[ MINVALUE <constante> | NO MINVALUE ]
Especifica os limites do objeto de sequência. O valor mínimo padrão de um novo objeto de sequência é o valor mínimo do tipo de dados do objeto de sequência. É zero para o tipo de dados tinyint e um número negativo para todos os outros tipos de dados.

[ MAXVALUE <constante> | NO MAXVALUE
Especifica os limites do objeto de sequência. O valor máximo padrão para um novo objeto de sequência é o valor máximo do tipo de dados do objeto de sequência.

[ CYCLE | NO CYCLE ]
Propriedade que especifica se o objeto de sequência deve reiniciar do valor mínimo (ou máximo para objetos de sequência decrescente) ou deve lançar uma exceção quando seu valor mínimo ou máximo é excedido. A opção de ciclo padrão para novos objetos de sequência é NO CYCLE.

Observe que o ciclo é reiniciado a partir do valor mínimo ou máximo, não do valor inicial.

[ CACHE [<constante> ] | NO CACHE ]
Aumenta o desempenho de aplicativos que usam objetos de sequência por meio da minimização do número de E/S de disco necessárias para gerar números de sequência.

Por exemplo, se um tamanho de cache de 50 for escolhido, o SQL Server não manterá 50 valores individuais em cache. Somente permanecem em cache o valor atual e o número de valores restantes no cache. Isso significa que a quantidade de memória necessária para armazenar o cache sempre é duas instâncias do tipo de dados do objeto de sequência.

System_CAPS_ICON_note.jpg Observação


Se a opção de cache for habilitada sem a especificação de um tamanho de cache, o Mecanismo de Banco de Dados selecionará um tamanho. Porém, os usuários não devem confiar que a seleção será consistente. O Microsoft pode alterar o método de cálculo do tamanho do cache sem aviso prévio.

Quando criado com a opção CACHE, um desligamento inesperado (uma falta de luz, por exemplo) pode acarretar a perda dos números de sequência restantes no cache.

Os números de sequência são gerados fora do escopo da transação atual. Eles serão consumidos se a transação que usa o número de sequência for confirmada ou revertida.

Gerenciamento de cache

Para aprimorar o desempenho, o SQL Server pré-aloca o número de números de sequência especificado pelo argumento CACHE.

Por exemplo, uma nova sequência é criada com um valor inicial de 1 e um tamanho de cache de 15. Quando o primeiro valor é necessário, valores de 1 a 15 são disponibilizados da memória. O último valor em cache (15) é gravado nas tabelas do sistema no disco. Quando todos os 15 números são usados, a solicitação seguinte (pelo número 16) faz com que o cache seja alocado novamente. O novo valor colocado no cache por último (30) será gravado nas tabelas do sistema.

Se o Mecanismo de Banco de Dados for interrompido depois que você usar 22 números, o próximo número de sequência pretendido na memória (23) será gravado nas tabelas do sistema, substituindo o número armazenado antes.

Após a reinicialização do SQL Server e quando um número de sequência for necessário, o número inicial será lido nas tabelas do sistema (23). A quantidade de cache de 15 números (23-38) é alocada para a memória e o próximo número não de cache (39) é gravado nas tabelas do sistema.

Se o Mecanismo de Banco de Dados parar de modo anormal para um evento, como uma deficiência de força, a sequência reiniciará com o número lido nas tabelas do sistema (39). Os números de sequência alocados na memória (mas nunca solicitados por um usuário ou aplicativo) são perdidos. Essa funcionalidade pode deixar intervalos, mas garante que o mesmo valor nunca será emitido duas vezes para um único objeto de sequência, a menos que seja definido como CYCLE ou reiniciado manualmente.

O cache é mantido na memória por meio do acompanhamento do valor atual (o último valor emitido) e o número de valores restantes no cache. Portanto, a quantidade de memória usada pelo cache sempre é duas instâncias do tipo de dados do objeto de sequência.

A definição do argumento de cache como NO CACHE grava o valor de sequência atual nas tabelas do sistema sempre que uma sequência é usada. Isso pode prejudicar o desempenho ao aumentar o acesso ao disco, mas reduz a possibilidade de intervalos não intencionais. Ainda poderão ocorrer intervalos se os números forem solicitados com o uso das funções NEXT VALUE FOR ou sp_sequence_get_range, mas nesse caso, os números não são usados ou são utilizados em transações não confirmadas.

Quando um objeto de sequência usa a opção CACHE, se você reiniciar esse objeto ou alterar INCREMENT, CYCLE, MINVALUE, MAXVALUE ou as propriedades de tamanho de cache, isso fará com que o cache seja gravado nas tabelas do sistema, antes da alteração. Em seguida, o cache é recarregado a partir do valor atual (ou seja, nenhum número será ignorado). A alteração do tamanho do cache entra em vigor imediatamente.

Opção CACHE quando os valores em cache estão disponíveis

O processo a seguir ocorre sempre que um objeto de sequência recebe uma solicitação para gerar o próximo valor para a opção CACHE, caso haja valores não usados disponíveis no cache na memória para o objeto de sequência.

  1. O próximo valor para o objeto de sequência é calculado.

  2. O novo valor atual para o objeto de sequência é atualizado na memória.

  3. O valor calculado é retornado à instrução de chamada.

Opção CACHE quando o cache está esgotado

O seguinte processo ocorre sempre que um objeto de sequência recebe uma solicitação para gerar o próximo valor para a opção CACHE, quando o cache está esgotado:

  1. O próximo valor para o objeto de sequência é calculado.

  2. O último valor para o novo cache é calculado.

  3. A linha da tabela do sistema para o objeto de sequência está bloqueada, e o valor calculado na etapa 2 (o último valor) é gravado na tabela do sistema. Um xevent de cache esgotado é disparado para notificar o usuário sobre o novo valor contínuo.

Opção NO CACHE

O seguinte processo ocorre sempre que um objeto de sequência recebe uma solicitação para gerar o próximo valor para a opção NO CACHE:

  1. O próximo valor para o objeto de sequência é calculado.

  2. O novo valor atual para o objeto de sequência é gravado na tabela do sistema.

  3. O valor calculado é retornado à instrução de chamada.

Para obter informações sobre sequências, consulte sys.sequences.

Permissões

Requer a permissão CREATE SEQUENCE, ALTER ou CONTROL no SCHEMA.

  • Os membros das funções de banco de dados fixas db_owner e db_ddladmin podem criar, alterar e remover objetos de sequência.

  • Os membros das funções de banco de dados fixas db_owner e db_datawriter podem atualizar os objetos de sequência fazendo com que gerem números.

O exemplo a seguir concede ao usuário AdventureWorks\Larry a permissão para criar sequências no esquema Test.

GRANT CREATE SEQUENCE ON SCHEMA::Test TO [AdventureWorks\Larry]  

A propriedade de um objeto de sequência pode ser transferida com o uso da instrução ALTER AUTHORIZATION.

Se uma sequência utilizar um tipo de dados definido pelo usuário, o autor da sequência deverá ter a permissão REFERENCES nesse tipo.

Auditoria

Para auditar CREATE SEQUENCE, monitore o SCHEMA_OBJECT_CHANGE_GROUP.

Para obter exemplos de como criar sequências e usar a função NEXT VALUE FOR para gerar números de sequência, consulte Números de sequência.

A maioria dos exemplos a seguir cria objetos de sequência em um esquema denominado Test.

Para criar o esquema Test, execute a instrução a seguir.

-- CREATE SCHEMA Test ;  
GO  

A.Criando uma sequência que aumenta em 1

No exemplo a seguir, Thierry cria uma sequência chamada CountBy1, que aumenta em incrementos de um cada vez que é utilizada.

CREATE SEQUENCE Test.CountBy1  
    START WITH 1  
    INCREMENT BY 1 ;  
GO  

B.Criando uma sequência que diminui em 1

O exemplo a seguir inicia em 0 e conta em decrementos negativos de um cada vez que é usada.

CREATE SEQUENCE Test.CountByNeg1  
    START WITH 0  
    INCREMENT BY -1 ;  
GO  

C.Criando uma sequência que aumenta em 5

O exemplo a seguir cria uma sequência que aumenta em incrementos de 5 cada vez que é utilizada.

CREATE SEQUENCE Test.CountBy1  
    START WITH 5  
    INCREMENT BY 5 ;  
GO  

D.Criando uma sequência que começa com um número designado

Depois de importar uma tabela, Thierry percebe que o número de ID mais alto usado é 24.328. Thierry precisa de uma sequência que gerará números que comecem em 24.329. O código a seguir cria uma sequência que inicia com 24.329 e incrementos de 1.

CREATE SEQUENCE Test.ID_Seq  
    START WITH 24329  
    INCREMENT BY 1 ;  
GO  

E.Criando uma sequência usando valores padrão

O exemplo a seguir cria uma sequência que usa os valores padrão.

CREATE SEQUENCE Test.TestSequence ;  

Execute a instrução a seguir para exibir as propriedades da sequência.

SELECT * FROM sys.sequences WHERE name = 'TestSequence' ;  

Uma lista parcial da saída demonstra os valores padrão.

start_value-9223372036854775808
increment1
mimimum_value-9223372036854775808
maximum_value9223372036854775807
is_cycling0
is_cached1
current_value-9223372036854775808

F.Criando uma sequência com um tipo de dados específico

O exemplo a seguir cria uma sequência usando o tipo de dados smallint, com um intervalo de -32.768 a 32.767.

CREATE SEQUENCE SmallSeq  
    AS smallint ;  

G.Criando uma sequência com todos os argumentos

O exemplo a seguir cria uma sequência denominada DecSeq usando o tipo de dados decimal, com um intervalo de 0 a 255. A sequência começa com 125 e incrementos de 25 a cada número gerado. Como a sequência é configurada para executar um ciclo quando o valor excede o valor máximo de 200, a sequência é reiniciada no valor mínimo de 100.

CREATE SEQUENCE Test.DecSeq  
    AS decimal(3,0)   
    START WITH 125  
    INCREMENT BY 25  
    MINVALUE 100  
    MAXVALUE 200  
    CYCLE  
    CACHE 3  
;  

Execute a instrução a seguir para visualizar o primeiro valor; a opção START WITH de 125.

SELECT NEXT VALUE FOR Test.DecSeq;  

Execute a instrução mais três vezes para retornar 150, 175 e 200.

Execute a instrução novamente para saber como o valor inicial volta para a opção MINVALUE de 100.

Execute o código a seguir para confirmar o tamanho do cache e visualizar o valor atual.

SELECT cache_size, current_value   
FROM sys.sequences  
WHERE name = 'DecSeq' ;  

ALTER SEQUENCE (Transact-SQL)
DROP SEQUENCE (Transact-SQL)
NEXT VALUE FOR (Transact-SQL)
Números de sequência

Contribuições da comunidade

Mostrar:
© 2016 Microsoft