Esta página foi útil?
Seus comentários sobre este conteúdo são importantes. Queremos saber sua opinião.
Comentários adicionais?
1500 caracteres restantes
Tutorial: grupos de disponibilidade AlwaysOn no Azure (GUI)

Tutorial: grupos de disponibilidade AlwaysOn no Azure (GUI)

Atualizado: junho de 2015

Este tutorial de ponta a ponta mostra como implementar grupos de disponibilidade usando o AlwaysOn do SQL Server em execução em máquinas virtuais do Azure.

noteObservação
No Portal de gerenciamento do Azure, existe uma nova configuração de galeria para Grupos de Disponibilidade AlwaysOn com um ouvinte. Isso configura tudo o que você precisa para Grupos de Disponibilidade AlwaysOn automaticamente. Para obter mais informações, consulte Oferta do AlwaysOn do SQL Server na galeria do portal do Microsoft Azure. Para usar o PowerShell, consulte o tutorial do mesmo cenário em Tutorial: grupos de disponibilidade AlwaysOn no Azure (PowerShell).

No fim do tutorial, sua solução SQL Server AlwaysOn no Azure consistirá nos seguintes elementos:

  • Uma rede virtual que contém várias sub-redes, incluindo uma sub-rede front-end e back-end

  • Um controlador de domínio com um domínio do Active Directory (AD)

  • Duas VMs do SQL Server implantadas na sub-rede back-end e unidas ao domínio do AD

  • Um cluster WSFC de 3 nós com o modelo de quorum da Maioria de Nós

  • Um grupo de disponibilidade com duas réplicas de confirmação síncrona de um banco de dados de disponibilidade

A figura a seguir é uma representação gráfica da solução.

Testar Arquitetura de Laboratório para AG no Azure

Observe que se trata de uma das configurações possíveis. Por exemplo, você pode minimizar o número de VMs para um grupo de disponibilidade de duas réplicas para economizar horas de computação no Azure usando o controlador de domínio como a testemunha de compartilhamento de arquivo de quorum em um cluster WSFC de 2 nós. Esse método reduz a contagem de VMs em uma da configuração acima.

Este tutorial pressupõe o seguinte:

Etapas a serem executadas:

  1. Criar a rede virtual e o servidor do controlador de domínio

  2. Configurar o controlador de domínio

  3. Configurar contas de domínio

  4. Criar as VMs do SQL Server

  5. Criar o cluster WSFC

  6. Preparar instâncias do SQL Server para grupo de disponibilidade

  7. Criar o grupo de disponibilidade

Se você estiver interessado em usar Grupos de Disponibilidade AlwaysOn com o SharePoint. consulte também Configurar Grupos de Disponibilidade AlwaysOn no SQL Server 2012 para SharePoint 2013.

Você começa com uma nova conta de teste do Azure. Quando você concluir a configuração da sua conta, é provável que apareça a tela inicial do portal do Azure.

  1. Clique no botão Novo no canto inferior esquerdo da página, conforme mostrado a seguir.

    Clicar em Novo no Portal
  2. Clique em Serviços de Rede, em Rede Virtual e em Criação Personalizada, como vemos a seguir.

    Criar Rede Virtual
  3. Na caixa de diálogo CRIAR UMA REDE VIRTUAL, crie uma nova rede virtual percorrendo as páginas com as configurações a seguir.

     

    Página Configurações

    Detalhes da Rede Virtual

    NOME = ContosoNET

    REGIÃO = Oeste dos EUA

    Conectividade entre Servidores DNS e VPN

    Nenhum

    Espaços de Endereço de Rede Virtual

    As configurações são mostradas na seguinte captura de tela:

    Configuração de rede virtual
  4. Em seguida, crie a VM que você usará como o controlador de domínio (DC). Clique novamente em Novo, depois em Computar, em Máquina Virtual e em Da Galeria, como vemos a seguir.

    Criar uma máquina virtual
  5. Na caixa de diálogo CRIAR UMA MÁQUINA VIRTUAL, configure uma nova VM percorrendo as páginas com as configurações a seguir.

     

    Página Configurações

    Selecionar o sistema operacional da máquina virtual

    Windows Server 2012 R2 Datacenter

    Configuração de máquina virtual

    DATA DA LIBERAÇÃO DA VERSÃO = (mais recente)

    NOME DA MÁQUINA VIRTUAL = ContosoDC

    CAMADA = BASIC

    TAMANHO = A2 (2 núcleos)

    NOME DO NOVO USUÁRIO = AzureAdmin

    NOVA SENHA = Contoso!000

    CONFIRMAR = Contoso!000

    Configuração de máquina virtual

    SERVIÇO DE NUVEM: crie um novo Serviço de Nuvem

    NOME DE DNS DO SERVIÇO DE NUVEM = um nome de serviço de nuvem exclusivo

    NOME DNS = um nome exclusivo (ex.: ContosoDC123)

    REGIÃO/GRUPO DE AFINIDADE/REDE VIRTUAL = ContosoNET

    SUB-REDES DA REDE VIRTUAL = Back(10.10.2.0/24)

    CONTA DE ARMAZENAMENTO: use uma conta de armazenamento gerada automaticamente.

    CONJUNTO DE DISPONIBILIDADE = (Nenhum)

    Opções da máquina virtual

    Usar padrões

    Ao terminar de configurar a nova VM, aguarde até que a VM seja provisionada. Esse processo pode ser demorado. Se você clicar na guia Máquina Virtual no portal do Azure, poderá ver os estados cíclicos de ContosoDC desde Iniciando (Provisionando) to Parada, Iniciando, Executando (Provisionando) e, finalmente, Executando.

Agora, o servidor DC foi provisionado com êxito. Em seguida, você configurará o domínio do Active Directory nesse servidor DC.

Nas etapas a seguir, você pode configurar a máquina ContosoDC como um controlador de domínio para corp.contoso.com.

  1. No portal, selecione a máquina ContosoDC. Sobre o Painel, clique em Conectar para abrir um arquivo RDP para acesso de área de trabalho remoto.

  2. Faça logon com sua conta de administrador configurada (\AzureAdmin) e a senha (Contoso! 000).

  3. Por padrão, o painel do Gerenciador do servidor deve ser exibido.

  4. Clique no ink Adicionar funções e recursos no painel.

  5. Selecione Avançar até chegar à seção Funções de servidor.

  6. Selecione as funções dos Serviços de Domínio do Active Directory e do Servidor DNS. Quando solicitado, adicione os recursos adicionais necessários para essas funções.

    noteObservação
    Você receberá um aviso de validação de que não há nenhum endereço IP estático. Se você estiver testando a configuração, clique em continuar. Para cenários de produção use o PowerShell para definir o endereço IP estático do computador do controlador de domínio

  7. Clique em Avançar até chegar à seção Confirmação. Selecione a caixa de seleção Reiniciar o servidor de destino automaticamente se necessário.

  8. Clique em Instalar.

  9. Depois que os recursos concluir em a instalação, retorne para o painel Gerenciador do servidor.

  10. Selecione a nova opção AD DS no painel esquerdo.

  11. Clique no link Mais na barra de aviso amarelo.

  12. Na coluna Ação da caixa de diálogo Todos os detalhes de tarefa do servidor, clique em Promover este servidor a um controlador de domínio.

  13. No Assistente de configuração de serviços de domínio do Active Directory, use os seguintes valores:

     

    Página Setting

    Configuração da implantação

    Adicionar uma nova floresta = selecionado

    Nome do domínio raiz = corp.contoso.com

    Opções de Controlador de Domínio

    Senha = Contoso!000

    Confirmar Senha = Contoso!000

  14. Clique em Avançar para percorrer as outras páginas do assistente. Na página verificação de pré-requisitos, verifique se você vê a seguinte mensagem: Houve aprovação em todas as verificações de pré-requisitos. Observe que você deve examinar as mensagens de aviso aplicáveis, mas é possível continuar com a instalação.

  15. Clique em Instalar. A máquina virtual ContosoDC será reinicializada automaticamente.

As próximas etapas configuram as contas do Active Directory (AD) para uso posterior.

  1. Faça logon novamente na máquina ContosoDC.

  2. Em Gerenciador do servidor, selecione ferramentas e, em seguida, clique em Centro Administrativo do Active Directory.

  3. No Centro Administrativo do Active Directory, selecione corp (local) no painel à esquerda.

  4. No painel Tarefas à direita, selecione Novo e, em seguida, clique em Usuário. Use as seguintes configurações:

     

    Setting Valor

    Nome

    Instalar

    SamAccountName do usuário

    Instalar

    Senha

    Contoso!000

    Confirmar senha

    Contoso!000

    Outras opções de senha

    Selecionado

    A senha nunca expira

    Marcada

  5. Clique em OK para criar o usuário Instalar. Você utilizará essa conta para configurar o cluster de failover e o grupo de disponibilidade.

  6. Crie dois usuários adicionais com as mesmas etapas: CORP\SQLSvc1 e CORP\SQLSvc2. Essas contas serão usadas para instâncias do SQL Server.

    Em seguida, você precisa conceder a CORP\Install as permissões necessárias para configurar WSFC (Windows Service Failover Clustering).

  7. No Centro Administrativo do Active Directory, selecione corp (local) no painel esquerdo. Em seguida, no painel Tarefas à direita, clique em Propriedades.

  8. Selecione Extensõese clique no botão Avançado na guia Segurança.

  9. Na caixa de diálogo Configurações de segurança avançadas para corp. Clique em Adicionar.

  10. Clique em Selecionar uma entidade. Em seguida, procure CORP\Install. Clique em OK.

  11. Selecione Ler todas as propriedades e Criar objetos de computador e permissões.

  12. Clique em OK e em OK novamente. Feche a janela de propriedades corp.

Agora que terminou de configurar o Active Directory e os objetos do usuário, você criará três VMs do SQL Server e as unirá a este domínio.

Em seguida, crie três VMs, incluindo um nó de cluster WSFC e duas VMs do SQL Server. Para criar cada VM, vá até o portal do Azure, clique em Novo, em Computar, em Máquina Virtual e em Da Galeria. Depois, use os modelos da tabela a seguir para ajudá-lo a criar as VMs.

 

Página VM1 VM2 VM3

Selecionar o sistema operacional da máquina virtual

Windows Server 2012 R2 Datacenter

SQL Server 2014 RTM Enterprise

SQL Server 2014 RTM Enterprise

Configuração de máquina virtual

DATA DA LIBERAÇÃO DA VERSÃO = (mais recente)

NOME DA MÁQUINA VIRTUAL = ContosoWSFCNode

CAMADA = BASIC

TAMANHO = A2 (2 núcleos)

NOME DO NOVO USUÁRIO = AzureAdmin

NOVA SENHA = Contoso!000

CONFIRMAR = Contoso!000

DATA DA LIBERAÇÃO DA VERSÃO = (mais recente)

NOME DA MÁQUINA VIRTUAL = ContosoSQL1

CAMADA = BASIC

TAMANHO = A3 (4 núcleos)

NOME DO NOVO USUÁRIO = AzureAdmin

NOVA SENHA = Contoso!000

CONFIRMAR = Contoso!000

DATA DA LIBERAÇÃO DA VERSÃO = (mais recente)

NOME DA MÁQUINA VIRTUAL = ContosoSQL2

CAMADA = BASIC

TAMANHO = A3 (4 núcleos)

NOME DO NOVO USUÁRIO = AzureAdmin

NOVA SENHA = Contoso!000

CONFIRMAR = Contoso!000

Configuração de máquina virtual

SERVIÇO DE NUVEM = nome DNS do serviço de nuvem exclusivo criado anteriormente (ex: ContosoDC123)

REGIÃO/GRUPO DE AFINIDADE/REDE VIRTUAL = ContosoNET

SUB-REDES DA REDE VIRTUAL = Back(10.10.2.0/24)

CONTA DE ARMAZENAMENTO: use uma conta de armazenamento gerada automaticamente.

CONJUNTO DE DISPONIBILIDADE = Criar um conjunto de disponibilidade

NOME DO CONJUNTO DE DISPONIBILIDADE = SQLHADR

SERVIÇO DE NUVEM = nome DNS do serviço de nuvem exclusivo criado anteriormente (ex: ContosoDC123)

REGIÃO/GRUPO DE AFINIDADE/REDE VIRTUAL = ContosoNET

SUB-REDES DA REDE VIRTUAL = Back(10.10.2.0/24)

CONTA DE ARMAZENAMENTO: use uma conta de armazenamento gerada automaticamente.

CONJUNTO DE DISPONIBILIDADE = SQLHADR (você também pode configurar a disponibilidade definida depois que a máquina foi criada. Todas as três máquinas devem ser atribuídas ao conjunto de disponibilidade SQLHADR.)

SERVIÇO DE NUVEM = nome DNS do serviço de nuvem exclusivo criado anteriormente (ex: ContosoDC123)

REGIÃO/GRUPO DE AFINIDADE/REDE VIRTUAL = ContosoNET

SUB-REDES DA REDE VIRTUAL = Back(10.10.2.0/24)

CONTA DE ARMAZENAMENTO: use uma conta de armazenamento gerada automaticamente.

CONJUNTO DE DISPONIBILIDADE = SQLHADR (você também pode configurar a disponibilidade definida depois que a máquina foi criada. Todas as três máquinas devem ser atribuídas ao conjunto de disponibilidade SQLHADR.)

Opções da máquina virtual

Usar padrões

Usar padrões

Usar padrões

Após o provisionamento das três VMs, você precisará associá-las ao domínio corp.contoso.com e conceder direitos administrativos CORP\Install às máquinas. Para fazer isso, use as seguintes etapas para cada uma das três VMs.

  1. Primeiro, altere o endereço do servidor DNS preferencial. Comece a baixar o arquivo RDP (área de trabalho remota) de cada VM no diretório local selecionando a VM na lista e clicando no botão Conectar. Para selecionar uma VM, clique em qualquer ponto, com exceção da primeira célula da linha, conforme mostrado a seguir.

    Baixar o arquivo RDP
  2. Inicie o arquivo RDP baixado e registre-se na VM usando sua conta de administrador configurada (BUILTIN\AzureAdmin) e senha (Contoso!000).

  3. Quando você estiver conectado, você deverá ver o painel do Gerenciador do servidor. Clique no Servidor Local no painel à esquerda.

  4. Selecione o link endereço IPv4 atribuído pelo DHCP, IPv6 habilitado.

  5. Na janela Conexões de rede, selecione o ícone de rede.

  6. Na barra de comandos, clique em Alterar as configurações desta conexão (dependendo do tamanho da janela, você talvez precise clicar na seta dupla à direita para ver esse comando).

  7. Selecione Protocolo IP Versão 4 (TCP/IPv4) e clique em Propriedades.

  8. Selecione Usar os seguintes endereços de servidor DNS e especifique 10.10.2.4 em Servidor DNS preferencial.

  9. O endereço 10.10.2.4 é o endereço atribuído a uma VM na sub-rede 10.10.2.0/24 em uma rede virtual do Azure, e essa VM é ContosoDC. Para verificar o endereço IP de ContosoDC, use nslookup contosodc no prompt de comando, como vemos a seguir.

    Usar NSLOOKUP para localizar o endereço IP para DC
  10. Clique em OK e Fechar para confirmar as alterações. Agora você pode associar a VM com corp.contoso.com.

  11. Volta na janela do Servidor Local, clique no link WORKGROUP.

  12. Na seção Nome do Computador, clique em Alterar.

  13. Marque a caixa de seleção Domínio e digite corp.contoso.com na caixa de texto. Clique em OK.

  14. Na caixa de diálogo pop-up Segurança do Windows, especifique as credenciais da conta do administrador de domínio padrão (CORP\AzureAdmin) e a senha (Contoso!000).

  15. Quando você receber a mensagem "Bem-vindo ao domínio corp.contoso.com", clique em OK.

  16. Clique em Fechar e, em seguida, clique em Reiniciar agora na caixa de diálogo pop-up.

Em seguida, adicione o usuário Corp\Install como um administrador em cada VM:

  1. Aguarde até que a VM seja reiniciada, reinicie o arquivo RDP para registrar-se na VM usando a conta BUILTIN\AzureAdmin.

  2. Em Gerenciador do servidor selecione Ferramentase, em seguida, clique em Gerenciamento do Computador.

  3. Na janela Gerenciamento do Computador, expanda Usuários e grupos locais e, em seguida, selecione Grupos.

  4. Clique duas vezes no grupo Administradores.

  5. Na caixa de diálogo Propriedades de administradores, clique no botão Adicionar.

  6. Insira o usuário CORP\Install e, em seguida, clique em OK. Quando solicitado a fornecer credenciais, use a conta AzureAdmin com a senha Contoso! 000.

  7. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Propriedades do Administrador.

Em seguida, adicione o recurso Failover Clustering para cada VM.

  1. No painel Gerenciador de Servidores, clique em Adicionar Funções e Recursos.

  2. Em Adicionar Assistente de funções e recursos, clique em Avançar até chegar à página Recursos.

  3. Selecionar Clustering de failover. Quando solicitado, adicione todos os outros recursos dependentes.

  4. Clique em Avançar e, em seguida, clique em Instalar na página de Confirmação.

  5. Quando a instalação do recurso Clustering de Failover for concluída, clique em Fechar.

  6. Faça logoff da VM.

  7. Repita as etapas nesta seção para todos os três servidores - ContosoWSFCNode, ContosoSQL1 e ContosoSQL2.

Agora, as VMs do SQL Server estão provisionadas e em execução, mas são instalados com o SQL Server com opções padrão.

Nesta seção, crie o cluster WSFC que hospedará o grupo de disponibilidade a ser criado posteriormente. Verifique se você adotou os seguintes procedimentos em relação às três VMs a serem usadas no cluster WSFC:

  • Provisionou no Azure

  • Associou a VM ao domínio

  • Adicionou CORP/Install ao grupo de administradores local

  • Adicionou o recurso de Clustering de Failover

Esses são os pré-requisitos em cada VM antes de poder associá-la ao cluster WSFC.

Além disso, observe que a rede virtual do Azure não se comporta da mesma forma que uma rede local. Você precisa criar o cluster na seguinte ordem:

  1. Criar um cluster de um único nó em um dos nós (ContosoSQL1).

  2. Modificar o endereço IP do cluster para um endereço IP não usado (10.10.2.101).

  3. Coloque o nome do cluster online.

  4. Adicionar os outros nós (ContosoSQL2 e ContosoWSFCNode).

Siga as etapas abaixo para executar essas tarefas que definem totalmente o cluster.

  1. Inicie o arquivo RDP para ContosoSQL1 e faça logon usando a conta de domínio CORP\Install.

  2. No painel do Gerenciador do servidor, selecione Ferramentas e, em seguida, clique em Gerenciador de Cluster de Failover.

  3. No painel esquerdo, clique com botão direito em Gerenciador de Cluster de Failover e, em seguida, clique em criar um Cluster, conforme mostrado abaixo.

  4. No Assistente Criar Cluster, crie um cluster de um nó percorrendo as páginas com as seguintes configurações:

     

    Página Configurações

    Antes de começar

    Usar padrões

    Selecionar servidores

    Digite ContosoSQL1 em Inserir nome de servidor e clique em Adicionar

    Aviso de validação

    Selecione Não. Não preciso de suporte da Microsoft para este cluster e, portanto, não desejo executar testes de validação. Quando clico em Avançar, continuo a criar o cluster.

    Ponto de acesso para administrar o cluster

    Digite Cluster1 em Nome do Cluster

    Confirmação

    Use os padrões, a menos que você esteja usando espaços de armazenamento. Consulte a observação após esta tabela.

    WarningAviso
    Se você estiver usando Espaços de Armazenamento, que agrupam vários discos em pools de armazenamento, desmarque a caixa de seleção Add all eligible storage to the cluster na página Confirmação. Se essa opção não for desmarcada, os discos virtuais serão desanexados durante o processo de clustering. Como resultado, eles também não aparecerão no Gerenciador de Discos até que os espaços de armazenamento sejam removidos do cluster e reanexados usando o PowerShell.

  5. No painel esquerdo, expanda Gerenciador de Cluster de Failover e, em seguida, clique em Cluster1.corp.contoso.com.

  6. No painel central, role para baixo até a seção Recursos principais de Cluster e expanda os detalhes de Nome: Clutser1. Você verá os recursos Nome e Endereço IP no estado Falha. O recurso de endereço IP não pode ser colocado online porque o cluster recebeu o mesmo endereço IP que o da própria máquina, que é um endereço duplicata.

  7. Clique com o botão direito do mouse no recurso Endereço IP com falha e clique em Propriedades.

  8. SelecioneEndereço IP Estático e especifique 10.10.2.101 na caixa de texto Endereço. Depois, clique em OK.

  9. Na seção Recursos Principais de Cluster, clique com o botão direito do mouse em Nome: Cluster1 e clique em Colocar Online. Aguarde até que os recursos fiquem online. Quando o recurso de nome de cluster fica online, ele atualiza o servidor DC com uma nova conta de computador AD. Essa conta AD será usada para executar o serviço clusterizado do grupo de disponibilidade posteriormente.

  10. Finalmente, você adiciona os nós restantes ao cluster. Na árvore do navegador, clique com o botão direito do mouse em Cluster1.corp.contoso.com e clique em Adicionar Nó, conforme mostrado a seguir.

  11. No Assistente para Adicionar Nó, clique em Avançar. Na página Selecionar Servidores, adicione ContosoSQL2 e ContosoWSFCNode à lista, digitando o nome do servidor em Inserir nome de servidor e, depois, clicando em Adicionar. Quando terminar, clique em Avançar.

  12. Na página Aviso de validação, clique em Não (em um cenário de produção, você deve executar os testes de validação). Em seguida, clique em Avançar.

  13. Na página Confirmação, clique em Avançar para adicionar os nós.

    WarningAviso
    Se você estiver usando Espaços de Armazenamento, que agrupam vários discos em pools de armazenamento, desmarque a caixa de seleção Add all eligible storage to the cluster. Se essa opção não for desmarcada, os discos virtuais serão desanexados durante o processo de clustering. Como resultado, eles também não aparecerão no Gerenciador de Discos até que os espaços de armazenamento sejam removidos do cluster e reanexados usando o PowerShell.

  14. Quando os nós forem adicionados ao cluster, clique em Concluir. O Gerenciador de Cluster de Failover agora deve mostrar que seu cluster tem três nós e listá-los no contêiner Nós.

  15. Faça logoff da sessão da área de trabalho remota.

Nesta seção, você adotará os seguintes procedimentos no ContosoSQL1 e no contosoSQL2:

  1. Adicionar um logon para AUTORIDADE NT\Sistema com permissões necessárias definidas com a instância padrão de SQL Server

  2. Adicionar CORP\Install como a função sysadmin à instância padrão do SQL Server

  3. Abrir o firewall para acesso remoto do SQL Server

  4. Habilitar o recurso Grupos de Disponibilidade AlwaysOn

  5. Alterar a conta de serviço do SQL Server para CORP\SQLSvc1 e CORP\SQLSvc2, respectivamente

Estas ações podem ser executadas em qualquer ordem. Entretanto, deve-se respeitar a ordem das etapas a seguir. Siga as etapas para o ContosoSQL1 e ContosoSQL2:

  1. Caso não tenha feito logoff da sessão de área de trabalho remota para a VM, faça isso agora.

  2. Inicie os arquivos RDP para ContosoSQL1 e ContosoSQL2 e faça logon como BUILTIN\AzureAdmin.

  3. Primeiro, adicione NT AUTHORITY\System aos logons do SQL Server e com permissões necessárias. Inicie o SQL Server Management Studio.

  4. Para conectar-se à instância padrão do SQL Server, clique em Conectar.

  5. Em Gerenciador de Objeto, expanda Segurança e, em seguida, expanda Logons.

  6. Clique com o botão direito no logonNT AUTHORITY\System e clique em Propriedades.

  7. Na página Protegíveis, para o servidor local, selecione Conceder para as permissões a seguir e clique em OK.

    • Alterar qualquer grupo de disponibilidade

    • Conectar SQL

    • Exibir estado do servidor

  8. Em seguida, você adiciona CORP\Install como a função sysadmin à instância padrão do SQL Server. No Gerenciador de Objetos, clique com o botão direito do mouse em Logons e clique em Novo Logon.

  9. Digite CORP\Install em Nome de logon.

  10. Na página Funções do Servidor, selecione sysadmin. Depois, clique em OK. Após a criação do logon, para vê-lo expanda Logons no Pesquisador de Objetos.

  11. Em seguida, você cria uma regra de firewall para o SQL Server. Da tela Inicial, inicie Firewall do Windows com segurança avançada.

  12. No painel esquerdo, selecione Regras de Entrada. No painel direito, clique em Nova Regra.

  13. Na página Tipo de Regra, selecione Programa e clique em Avançar.

  14. Na página Programa, selecione Este caminho de programa e digite %ProgramFiles%\Microsoft SQL Server\MSSQL12.MSSQLSERVER\MSSQL\Binn\sqlservr.exe na caixa de texto (se você estiver seguindo estas instruções, mas usando o SQL Server 2012, o diretório do SQL Server é MSSQL11.MSSQLSERVER). Em seguida, clique em Avançar.

  15. Na página Ação, mantenha Permitir a conexão selecionado e clique em Avançar.

  16. Na página Perfil, aceite as configurações padrão e clique em Avançar.

  17. Na página Nome, especifique um nome de regra, como SQL Server (regra do programa) na caixa de texto Nome e, depois, clique em Concluir.

  18. Em seguida, você habilita o recurso Grupos de Disponibilidade AlwaysOn. Na tela Inicial, inicie o SQL Server Configuration Manager.

  19. Na árvore do navegador, clique em Serviços do SQL Server, clique com o botão direito do mouse no serviço SQL Server (MSSQLSERVER) e clique em Propriedades.

  20. Clique na guia Alta Disponibilidade AlwaysOn, selecione Habilitar Grupos de Disponibilidade AlwaysOn, conforme mostrado abaixo, e clique em Aplicar. Clique em OK na caixa de diálogo pop-up e não feche ainda a janela de propriedades. Você reiniciará o serviço do SQL Server após alterar a conta de serviço.

    Habilitar Grupos de Disponibilidade AlwaysOn
  21. Depois, você altera a conta de serviço do SQL Server. Clique na guia Faze Logon, digite CORP\SQLSvc1 (para ContosoSQL1) ou CORP\SQLSvc2 (para ContosoSQL2) em Nome de Conta. Depois, preencha e confirme a senha e clique em OK.

  22. Na janela pop-up, clique em Sim para reiniciar o serviço do SQL Server. Após o serviço do SQL Server ser reiniciado, as alterações feitas na janela de propriedades entram em vigor.

  23. Faça logoff da VM.

Agora você está pronto para configurar um grupo de disponibilidade. Siga estas instruções:

  1. Crie um novo banco de dados (MyDB1) no ContosoSQL1

  2. Faça um backup completo e um backup de log de transação do banco de dados

  3. Restaure os backups completo e de log para o ContosoSQL2 com a opção NORECOVERY

  4. Crie o grupo de disponibilidade (AG1) com confirmação síncrona, failover automático e réplicas secundárias legíveis

As etapas a seguintes criam um banco de dados MyDB1 em ContosoSQL1 e restaure um backup completo em ContosoSQL2:

  1. Caso não tenha feito logoff das sessões de área de trabalho remota para ContosoSQL1 e ContosoSQL2, faça isso agora.

  2. Inicie o arquivo RDP para ContosoSQL1 e faça logon como CORP\Install.

  3. Em Explorador de Arquivos, em C:\, crie um diretório chamado backup. Você usará esse diretório para fazer backup e restaurar seu banco de dados.

  4. Clique com o botão direito do mouse no novo diretório, aponte para Compartilhar com e clique em Pessoas específicas, como vemos abaixo.

    Criar uma pasta de backup
  5. Adicione CORP\SQLSvc1 e conceda permissão de Leitura/Gravação. Depois, adicione CORP\SQLSvc2 e conceda a permissão de Leitura, conforme mostrado a seguir. Depois, clique em Compartilhar. Quando o processo de compartilhamento de arquivo for concluído, clique em Concluído.

    Conceder permissões para pasta de backup
  6. Depois, você cria o banco de dados. No menu Iniciar, inicie o SQL Server Management Studio e clique em Conectar para se conectar à instância padrão do SQL Server.

  7. No Pesquisador de Objetos, clique com o botão direito do mouse em Bancos de dados e clique em Novo Banco de Dados.

  8. Em Nome do banco de dados, digite MyDB1 e clique em OK.

  9. Depois, faça um backup completo do banco de dados. Em Pesquisador de Objetos, expanda Bancos de Dados, clique com o botão direito do mouse em MyDB1, aponte para Tarefas e clique em Fazer Backup.

  10. Na seção Fonte, mantenha Tipo de backup definido como Completo. Na seção Destino, clique em Remover para remover o caminho do arquivo padrão para o arquivo de backup.

  11. Na seção Destino, clique em Adicionar.

  12. Na caixa de texto Nome do arquivo, digite \\ContosoSQL1\backup\MyDB1.bak. Clique em OK e em OK novamente para fazer backup do banco de dados. Quando a operação de backup for concluída, clique em OK novamente para fechar a caixa de diálogo.

  13. Depois, faça um backup de log de transação do banco de dados. Em Pesquisador de Objetos, expanda Bancos de Dados, clique com o botão direito do mouse em MyDB1, aponte para Tarefas e clique em Fazer Backup.

  14. Em tipo de Backup, selecione Log de Transações. Mantenha o caminho de arquivo Destino definido com o valor especificado antes e clique em OK. Quando a operação de backup for concluída, clique em OK novamente.

  15. Em seguida, você restaura os backups completo e de log de transação em ContosoSQL2. Inicie o arquivo RDP para ContosoSQL2 e faça logon como CORP\Install. Deixe a sessão da área de trabalho remota para ContosoSQL1 aberta.

  16. No menu Iniciar, inicie o SQL Server Management Studio e clique em Conectar para se conectar à instância padrão do SQL Server.

  17. No Pesquisador de Objetos, clique com o botão direito do mouse em Bancos de dados e clique em Restaurar Banco de Dados.

  18. Na seção Origem, selecione Dispositivo e clique no botão .

  19. Em Selecionar dispositivos de backup, clique em Adicionar.

  20. Em Local do arquivo de backup, digite \\ContosoSQL1\backup, clique em Atualizar, selecione MyDB1.bak, clique em OK e clique novamente em OK. Deve aparecer o backup completo e o backup de log no painel Conjuntos de backup a serem restaurados.

  21. Vá para a página Opções, selecione RESTAURAR COM NORECOVERY em Estado de recuperação e clique em OK para restaurar o banco de dados. Quando a operação de restauração for concluída, clique em OK.

Agora você está pronto para configurar um grupo de disponibilidade.

  1. Volte para a sessão da área de trabalho remota para ContosoSQL1. No Pesquisador de Objetos em SSMS, clique com o botão direito do mouse em Alta Disponibilidade AlwaysOn e clique em Assistente de Novo Grupo de Disponibilidade, conforme mostrado a seguir.

    Iniciar Assistente de Novo Grupo de Disponibilidade
  2. Na página Introdução, clique em Avançar. Na página Especificar Nome do Grupo de Disponibilidade, digite AG1 em Nome do grupo de disponibilidade. Depois, clique novamente em Avançar.

    Novo Assistente AG, Especificar Nome de AG
  3. Na página Selecionar Bancos de Dados, selecione MyDB1 e clique em Avançar. O banco de dados atende aos pré-requisitos de um grupo de disponibilidade pois você fez pelo menos um backup completo na réplica primárias destinada.

    Novo Assistente AG, Selecionar Bancos de Dados
  4. Na página Especificar Réplicas, clique em Adicionar Réplica.

    Novo Assistente AG, Especificar Réplicas
  5. A caixa de diálogo Conectar ao Servidor aparece. Digite ContosoSQL2 em Nome de servidor e clique em Conectar.

    Novo Assistente AG, Conectar ao Servidor
  6. Retorne à página Especificar Réplicas onde você encontrará ContosoSQL2 listado em Réplicas Disponíveis. Configure as réplicas conforme mostrado a seguir. Ao concluir, clique em Avançar.

    Novo Assistente AG, Especificar Réplicas (completo)
  7. Na página Selecionar Sincronização de Dados Inicial, selecione Somente junção e clique em Avançar. Você já fez a sincronização manual de dados quando restaurou os backups completo e de transação do ContosoSQL1 no ContosoSQL2. Você pode optar por não executar as operações de backup e restauração no banco de dados e selecionar Completa para permitir que o Assistente de Novo Grupo de Disponibilidade execute a sincronização de dados para você. Entretanto, isso não é recomendável para bancos de dados muito grandes que se encontram em algumas empresas.

    Novo Assistente AG, Selecionar Sincronização de Dados Inicial
  8. Na página Validação, clique em Avançar. Esta página deve ter a seguinte aparência: Há um aviso para a configuração de ouvinte porque você não configurou um ouvinte do grupo de disponibilidade. Você pode ignorar esse aviso, porque este tutorial não configura um ouvinte. Para configurar o ouvinte depois de concluir este tutorial, consulte Tutorial: Configuração de ouvinte para Grupos de Disponibilidade AlwaysOn.

    Novo Assistente AG, Validação
  9. Na página Resumo, clique em Concluir; aguarde enquanto o assistente configura o novo grupo de disponibilidade. Na página Progresso, você pode clicar em Mais detalhes para exibir o progresso detalhado. Quando o assistente concluir, inspecione a página Resultados para verificar se o grupo de disponibilidade foi criado com êxito, conforme mostrado a seguir e, depois, clique em Fechar para sair do assistente.

    Novo Assistente AG, Resultados
  10. No Pesquisador de Objetos, expanda Alta Disponibilidade AlwaysOn e expanda Grupos de Disponibilidade. Você encontrará o novo grupo de disponibilidade neste contêiner. Clique com o botão direito do mouse em AG1 (Primário) e clique em Mostrar Painel.

    Mostrar Painel AG

    Seu Painel AlwaysOn deve ser semelhante ao mostrado a seguir. Você pode verificar as réplicas, o modo failover de cada réplica e o estado de sincronização.

    Painel AG
  11. Retorne ao Gerenciador do servidor, selecione Ferramentase, em seguida, inicie Gerenciador de Cluster de Failover.

  12. Expanda Cluster1.corp.contoso.com e, em seguida, expanda Serviços e aplicativos. Selecione Funções e observe que a função AG1 do grupo de disponibilidade foi criada. Observe que o AG1 não tem qualquer endereço IP pelos clientes do banco de dados que podem se conectar ao grupo de disponibilidade, porque você não configurou um ouvinte. Você pode se conectar diretamente para o nó principal para operações de leitura/gravação e o nó secundário para consultas somente leitura.

    AG em Gerenciador de Cluster de Failover
    WarningAviso
    Não tente fazer failover do grupo de disponibilidade a partir do Gerenciador de Cluster de Failover. Todas as operações de failover devem ser executadas do painel AlwaysOn no SSMS. Para obter mais informações, consulte Restrições em relação ao uso do Gerenciador de Cluster de Failover do WSFC com grupos de disponibilidade

Você acabou de implementar com êxito o SQL Server AlwaysOn criando um grupo de disponibilidade no Azure. Para configurar um ouvinte para esse grupo de disponibilidade, consulte Tutorial: Configuração de ouvinte para Grupos de Disponibilidade AlwaysOn.

A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2015 Microsoft