VENDAS: 1-800-867-1389

Práticas recomendadas de controle de versão

Atualizado: janeiro de 2015

Recomendamos as seguintes práticas recomendadas de controle de versão para serviços de armazenamento do Azure:

  • Especificar explicitamente a versão do protocolo REST para usar em cada solicitação autenticada.

  • Definir uma versão padrão para o serviço Blob usando a operação Definir propriedades do serviço Blob. A versão padrão especifica a versão para usar para solicitações anônimas na qual o cabeçalho de versão não deve ser definido.

  • O software cliente que usa a URL de assinatura de acesso compartilhado (SAS) para acessar recursos de armazenamento podem enfrentar comportamento inesperado quando a URL de SAS especifica uma versão do serviço de armazenamento mais nova do que a usada pelo software cliente. Recomendamos o seguinte para garantir que os clientes funcionem bem com tokens SAS:

    • Para a versão 2014-02-14 e posterior, os consumidores do token SAS usando o API REST podem substituir a versão do protocolo REST para especificar a versão adequada usando o parâmetro api-version. Para obter detalhes, consulte Controle de versão dos serviços Blob, Fila e Tabela no Windows Azure.

      Para consumidores de token SAS usando a Biblioteca do Cliente de Armazenamento, a biblioteca garante que a versão do protocolo REST correta seja solicitada.

    • Para a versão 2013-08-15 e posterior, o código que prepara e distribui as URLs de assinatura de acesso compartilhado (isto é, provedores ou geradores SAS) devem especificar versões compreendidas pelo software cliente (isto é, consumidores SAS) que faz solicitações do serviço de armazenamento.

  • Sempre use a última versão do serviço de armazenamento para se beneficiar das otimizações incluídas com cada nova versão. Alguns exemplos de mudanças incluem:

    • A versão 2013-08-15 introduziu o formato de carga JSON que reduz o uso da largura de banda de rede em até 70% em comparação com o protocolo de AtomPub do OData.

    • A versão 2013-08-15 permite que provedores e geradores SAS adicione determinados cabeçalhos de resposta como cache-control, content-disposition e content-type via parâmetros de consulta SAS.

    • A versão 2011-08-18 introduziu os cabeçalhos de resposta ETag e Accept-Ranges cotados necessários para download otimizado e transmissão por navegadores.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2015 Microsoft