VENDAS: 1-800-867-1389

Obter propriedades de contêiner

Atualizado: fevereiro de 2015

A operação Get Container Properties retorna todos os metadados definidos pelo usuário e propriedades do sistema para o contêiner especificado. Os dados retornados não incluem a lista do contêiner de blobs.

A solicitação Get Container Properties pode ser criada da seguinte maneira. HTTPS é recomendado. Substitua myaccount pelo nome da sua conta de armazenamento:

 

Método URI de solicitação Versão de HTTP

GET/HEAD

https://myaccount.blob.core.windows.net/mycontainer?restype=container

HTTP/1.1

Ao fazer uma solicitação no serviço de armazenamento emulado, especifique o nome de host do emulador e a porta do serviço Blob como 127.0.0.1:10000, seguido pelo nome da conta de armazenamento emulado:

 

Método URI de solicitação Versão de HTTP

GET/HEAD

http://127.0.0.1:10000/devstoreaccount1/mycontainer?restype=container

HTTP/1.1

Para obter mais informações, consulte Uso do Azure Storage Emulator para desenvolvimento e testes.

Os seguintes parâmetros adicionais podem ser especificados no URI de solicitação.

 

Parâmetro Descrição

timeout

Opcional. O parâmetro timeout é expresso em segundos. Para obter mais informações, consulte Definição de tempos limite para operações de serviço Blob.

A tabela a seguir descreve os cabeçalhos de solicitação obrigatórios e opcionais.

 

Cabeçalho de solicitação Descrição

Authorization

Obrigatória. Especifica o esquema de autenticação, o nome da conta e a assinatura. Para obter mais informações, consulte Autenticação federada para os Serviços de Armazenamento do Azure.

Date ou x-ms-date

Obrigatória. Especifica o Tempo Universal Coordenado (UTC) para a solicitação. Para obter mais informações, consulte Autenticação federada para os Serviços de Armazenamento do Azure.

x-ms-lease-id: <ID>

Opcional, versão 2012-02-12 e mais recente. Se especificado, Get Container Properties é bem-sucedido somente se a concessão do contêiner estiver ativa e corresponder a esse ID. Se não houver concessão ativa ou a ID não corresponder, 412 (Precondition Failed) será retornado.

x-ms-version

Obrigatório para todas as solicitações autenticadas, opcional para solicitações anônimas. Especifica a versão da operação a ser usada para esta solicitação. Para obter mais informações, consulte Controle de versão dos serviços Blob, Fila e Tabela no Windows Azure.

x-ms-client-request-id

Opcional. Fornece um valor opaco, gerado pelo cliente, com um limite de caractere de 1 KB que é registrado nos logs analíticos quando o log analítico de armazenamento está habilitado. É altamente recomendável usar este cabeçalho para correlacionar atividades do cliente com solicitações recebidas pelo servidor. Para obter mais informações, consulte Sobre o registro em log da Análise de Armazenamento e Log do Azure: Usando logs para rastrear solicitações de armazenamento.

A resposta inclui um código de status HTTP e um conjunto de cabeçalhos de resposta.

Uma operação bem-sucedida retorna o código de status 200 (OK).

Para obter informações sobre códigos de status, consulte Status e códigos de erro.

A resposta para esta operação inclui os cabeçalhos a seguir. A resposta também pode incluir cabeçalhos padrão HTTP adicionais. Todos os cabeçalhos padrão obedecem à especificação de protocolo HTTP/1.1.

 

Cabeçalho de resposta Descrição

x-ms-meta-name:value

Retorna uma cadeia de caracteres que contém um par de nome/valor associado ao contêiner como metadados.

ETag

A tag de entidade do contêiner. Se a versão da solicitação for a 2011-08-18 ou mais recente, o valor de ETag será exibido entre aspas.

Last-Modified

Retorna a data e a hora em que o contêiner foi modificado pela última vez. O formato da data segue a RFC 1123. Para obter mais informações, consulte Representação de valores de data/hora em cabeçalhos.

Qualquer operação que modifique o contêiner, suas propriedades ou metadados atualiza a hora da última modificação. As operações em blobs não afetam a hora da última modificação do contêiner.

x-ms-lease-status: <locked | unlocked>

Versão 2012-02-12 e mais recente. O status da concessão do contêiner.

x-ms-lease-state: <available | leased | expired | breaking | broken>

Versão 2012-02-12 e mais recente. Estado da concessão do contêiner.

x-ms-lease-duration: <infinite | fixed >

Versão 2012-02-12 e mais recente, apenas quando o contêiner é concedido. Especifica se a concessão em um contêiner tem duração infinita ou fixa.

x-ms-request-id

Esse cabeçalho identifica a solicitação que foi feita de forma exclusiva e pode ser usado para solucionar problemas na solicitação. Para obter mais informações, consulte Solucionando problemas de operações de API.

x-ms-version

Versão 19.09.09 e mais recente. Indica a versão do serviço Blob usado para executar a solicitação.

Também será retornado para solicitações anônimas sem uma versão especificada se o contêiner foi marcado para acesso público usando a versão 2009-09-19 do serviço Blob.

Date

Um valor de data/hora UTC gerado pelo serviço que indica a hora em que a resposta foi iniciada.

Response Status:
HTTP/1.1 200 OK

Response Headers:
Transfer-Encoding: chunked
x-ms-meta-Name: StorageSample
Date: Sun, 25 Sep 2011 12:43:08 GMT
ETag: "0x8CAFB82EFF70C46"
Last-Modified: Sun, 25 Sep 2011 10:42:18 GMT
x-ms-version: 2011-08-18
Server: Windows-Azure-Blob/1.0 Microsoft-HTTPAPI/2.0

Se a lista de controle de acesso (ACL) do contêiner for definida para permitir o acesso anônimo ao contêiner, qualquer cliente poderá chamar essa operação. Se o contêiner for privado, essa operação poderá ser executada pelo proprietário da conta.

Nenhuma.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2015 Microsoft