Diretrizes de menus de contexto

Applies to Windows and Windows Phone

Uma amostra da aparência do controle de menu de contexto padrão

Descrição

Um menu de contexto é um menu leve que dá aos usuários acesso imediato a ações com o texto (como comandos da área de transferência). O sistema fornece aplicativos com menus de contexto padrão para texto e hiperlinks. É possível substituir os menus de contexto padrão por menus que mostrem comandos personalizados para texto e hiperlinks.

Exemplo

Uma captura de tela que ilustra o controle de menu de contexto padrão

O que fazer e o que não fazer

  • Mostrar comandos personalizados. O sistema fornece menus de contexto padrão para texto e hiperlinks. Os aplicativos podem substituir esses menus de contexto por seus próprios menus de contexto. É apropriado incluir um comando personalizado em um menu de contexto quando ele não está na barra de ferramentas do aplicativo e não pode ser executado por manipulação direta (como a rotação).

    Um menu de contexto que mostra comandos personalizados.

  • Use um menu de contexto para mostrar comandos da área de transferência (Recortar, Copiar e Colar) para objetos, como texto selecionado. Por padrão, o sistema mostra os comandos Recortar, Copiar e Colar para o texto selecionado. Comandos comuns do menu colar são Selecionar Tudo, Colar e Desfazer. Você pode substituir esses comandos mostrando um menu de contexto personalizado. Quando possível, imite o comportamento do sistema em seu aplicativo, preservando os comandos padrão.

    Um menu de contexto que mostra os comandos da área de transferência: Recortar, Copiar e Colar.

  • Use o menu de contexto para mostrar comandos de um objeto com o qual se deve atuar, mas que não pode ser selecionado ou indicado de outra maneira. Por exemplo: talvez não seja apropriado adicionar uma seleção a uma conversa de bate-papo; nesse caso, um menu de contexto pode disponibilizar comandos para cada mensagem do bate-papo.

    Uma imagem mostrando um meno de contexto para um objeto que não pode ser selecionado.

  • Os nomes dos comandos devem ser curtos. O menu de contexto tem uma largura máxima de aproximadamente 50 caracteres. Quando os nomes de comandos são muito longos, eles são automaticamente truncados e reticências ("...") substituem os caracteres que faltam. Evite o truncamento dos comandos no menu de contexto usando nomes curtos.

  • Use a primeira letra maiúscula em cada nome de comando. O primeiro caractere do comando deve ser maiúsculo e todos os outros devem ser minúsculos.

  • Use um separador para diferenciar grupos de comandos relacionados. Use separadores nos menus de contexto para agrupar conjuntos de comandos. Use um separador para dividir comandos específicos do aplicativo ou da exibição de um conjunto de comandos previsível, como comandos da área de transferência, que são mostrados juntos.

  • Mostre o menor número de comandos possível, até o limite de seis comandos.

    Se estiver complicado ajustar os comandos no menu, pergunte-se o seguinte:

    • Esse comando pode ser representado por manipulação direta?
    • Como seria a experiência do usuário sem esse comando?
    • Esse comando pode ser acessado de alguma outra maneira? Qual é a vantagem (se houver) de duplicar o comando no menu de contexto?
    • O item tem uma página que o representa? Se tiver, o comando poderia estar na barra de aplicativos ou na tela dessa página, e não no menu de contexto na coleção.
    • Esse comando precisa ser sempre mostrado ou apenas em determinados contextos?
  • Coloque os comandos personalizados no menu de contexto de acordo com sua importância, com os mais importantes na parte inferior.

  • Coloque os comandos da área de transferência na ordem Recortar, Copiar, Colar padrão, e os posicione na parte inferior do menu. Se quiser mostrar apenas dois comandos da área de transferência (por exemplo, Recortar e Colar), basta omitir o comando não usado e manter a ordem.

  • Posicione o menu de contexto próximo do objeto no qual o usuário quer atuar. O menu de contexto deve ser posicionado próximo ao objeto ou à seleção em que está atuando. Ao mostrar o menu de contexto, apresente um retângulo para o objeto no qual ele atua, e o menu de contexto se posicionará próximo dele. Por padrão, um menu de contexto deve ser centralizado acima do objeto no qual está atuando.

    O menu de contexto padrão para texto, na posição padrão relativa a um retângulo de objeto.
  • Descarte o menu de contexto. Descarte o menu de contexto de forma programática quando o contexto em que ele é mostrado não existir mais. Isso pode ser feito usando cancelar no padrão assíncrono padrão.

  • Não use aceleradores de itens. Não é possível usar aceleradores de itens com comandos do menu de contexto. Não use o e comercial (&) no início de nomes de comandos no menu.

  • Não mostre um comando em um menu de contexto se ele não for relevante para a seleção ou o objeto. Note que o menu de contexto não tem um estado desativado; ele não aparece quando não há comandos nele. Por exemplo, se não há um texto na área de transferência que possa ser colado no texto editado pelo usuário, o menu de contexto padrão não mostra o comando Colar. Em vez disso, ele mostra apenas os comandos Recortar e Copiar.

    Uma imagem do menu de contexto do texto mostrado sobre o texto editável quando não há texto na área de transferência para colar.
  • Não adicione um comando ao menu de contexto quando a manipulação ou seleção direta é possível. Os usuários devem executar os comandos principalmente manipulando diretamente ou selecionando um elemento de interface do usuário e usando um comando da barra de aplicativos. Isso ajuda a garantir que os comandos estejam e locais da tela previsíveis e fáceis de descobrir. Por exemplo, os usuários devem poder girar uma imagem manipulando-a diretamente com os dedos, em vez de usar um comando "Girar" no menu de contexto.

  • Não duplique comandos no menu de contexto. Se já existir uma forma clara de executar a ação, como a manipulação direta ou um comando na barra de aplicativos, não adicione um comando no menu de contexto para a mesma ação. Em vez de duplicar o comando, os usuários devem encontrar os comandos selecionando ou navegando um item para atuar nele. Porém, há uma exceção para algumas ações que podem ser executadas por atalhos do teclado. Se a ação só pode ser executada por um atalho do teclado, como CRTL+C para copiar, não há problema em duplicar essa ação adicionando um comando no menu de contexto.

  • Não mostre um menu de contexto para o plano de fundo de uma página ou para um objeto grande. Em vez disso, quando houver comandos que atuam em segundo plano em uma página ou um objeto que ocupa toda a tela, use a barra de aplicativos ou adicione um comando à tela do aplicativo para agir na página ou no objeto.

  • Não mostre um comando que resultaria em erro. Por exemplo, não mostre o comando colar se não for possível editar o local de colar.

Diretriz de uso adicional

Normalmente, o menu de contexto fica oculto, sendo uma maneira eficiente de economizar espaço na tela. Use um menu de contexto quando houver um pequeno conjunto de comandos e opções contextuais que se aplicam ao objeto ou à região da janela selecionada. Os menus de contexto têm uma ordem específica: os itens mais usados primeiro (comandos principais), em seguida os comandos de transferência e por último as propriedades. Essa ordem oferece eficiência e previsibilidade.

Tópicos relacionados

Para designers
Adicionando menus de contexto
Diretrizes de submenus
Diretrizes de comandos da área de transferência
Definindo o layout da interface do usuário
Diretrizes de caixas de diálogo
Para desenvolvedores (HTML)
Adicionando menus de contexto
Para desenvolvedores (XAML)
PopupMenu class

 

 

Mostrar:
© 2014 Microsoft