Diretrizes para contratos de seletor de arquivos

Applies to Windows and Windows Phone

Siga essas diretrizes para personalizar o seletor de arquivos para aplicativos que participam do contrato do Seletor de Abertura de Arquivos, o contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos ou o Contrato do Atualizador de Arquivos em Cache para fornecer aos outros aplicativos acesso ao conteúdo do aplicativo, um local de salvamento ou atualizações de arquivo (respectivamente).

O que fazer e o que não fazer

  • Forneça arquivos. A integração com o contrato do Seletor de Abertura de Arquivos permite que o aplicativo forneça, aos usuários e a outros aplicativos, acesso ao conteúdo do aplicativo por meio do seletor de arquivos.

  • Forneça um local de salvamento. A integração com o contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos permite que o aplicativo forneça, aos usuários e a outros aplicativos, um local de salvamento por meio do seletor de arquivos.

    Se o seu aplicativo fornecer um local de salvamento, você também deverá fornecer acesso ao conteúdo do aplicativo via integração com o contrato do Seletor de Abertura de Arquivos.

  • Forneça atualizações de arquivo em tempo real. A integração com o contrato do Atualizador de Arquivos em Cache permite que o seu aplicativo execute atualizações em arquivos no repositório do aplicativo e forneça atualizações para versões locais dos arquivos nesse repositório. Do ponto de vista do usuário, isso significa poder trabalhar em um arquivo remoto, mas armazenado no repositório do aplicativo, como se esse aplicativo fosse local. Por exemplo, o usuário pode usar um aplicativo de editor de texto para editar um arquivo e o Microsoft OneDrive pode atualizar a versão desse arquivo no respectivo repositório.

    Se o seu aplicativo atualizar arquivos, ele também deverá fornecer um local de salvamento e acesso a arquivos via integração com o contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos e com o contrato do Seletor de Abertura de Arquivos, respectivamente.

Diretriz de uso adicional

Caso o seu aplicativo forneça arquivos, um local de salvamento ou atualizações de arquivos por meio de seletores de arquivos, talvez você precise projetar uma página do aplicativo que exiba arquivos (ou outra interface do usuário) para o usuário. Essa página será exibida na área central do seletor de arquivos. Para saber mais sobre essa página e o seletor de arquivos, consulte Integrando contratos de seletor de arquivos.

Uma captura de tela de um seletor de arquivos com a área central enfatizada para mostrar onde a página do aplicativo será carregada.

Esta captura de tela foi modificada para enfatizar e rotular a área central de uma janela de seletor de arquivos para mostrar onde a página do aplicativo (a página do seletor de arquivos) será carregada.

 

  • Crie a página do seletor de arquivos de forma que ela se adapte a janelas de todos os tamanhos.

    O Windows 8.1 exibe os seletores de arquivos em janelas com até 320 pixels. Para aproveitar ao máximo uma exibição estreita, pense em reduzir a margem esquerda da página do seletor de arquivos para 20 pixels e usar rolagem vertical quando ela for carregada em uma janela com menos de 500 pixels de largura. Observe que o modelo de item do seletor de arquivos no Microsoft Visual Studio dá suporte à rolagem vertical em janelas com menos de 500 pixels de largura e rolagem horizontal em janelas maiores. Para saber mais sobre modelos de item, veja Modelos de item JavaScript para aplicativos da Windows Store ou Modelos de item C#, VB e C++ para aplicativos da Windows Store.

  • Crie uma página a ser exibida no seletor de arquivos (a página do seu seletor de arquivos) com base na página existente que o aplicativo usa para exibir arquivos.

    Se o seu aplicativo fornecer arquivos ao usuário para seleção por meio de um seletor de arquivos, o aplicativo deverá ter uma página existente que permita aos usuários exibir arquivos. É recomendável que você projete a página do seu seletor de arquivos de maneira consistente com a página de exibição de arquivos existente. A consistência entre as duas páginas ajuda os usuários a se familiarizarem com a maneira como o seu aplicativo exibe arquivos no seletor de arquivos.

    Para garantir que os usuários tenham ainda mais facilidade para trabalhar com o seletor de arquivos do seu aplicativo, use para ele os mesmos relatórios de erro e interface de usuário de navegação (ou semelhantes) que são usados na página de exibição de arquivos existente do aplicativo. Especificamente no caso da navegação, os usuários esperam comandos e locais semelhantes disponíveis na página do seletor de arquivos e na página de exibição de arquivos existente.

  • Projete a página do seu seletor de arquivos de modo a refletir a tarefa atual do usuário.

    Adapte a interface de usuário da página do seletor de arquivos à tarefa atual do usuário. Por exemplo, ajude o usuário a selecionar, salvar ou atualizar arquivos eliminando elementos da interface do usuário que não sejam diretamente relacionados. Isso ajuda a garantir que o processo de usar o seletor seja rápido e prático, levando os usuários de volta para o aplicativo que estavam usando (o aplicativo chamador).

    Por exemplo, se um seletor de arquivos estiver sendo usado para acessar arquivos fornecidos pelo seu aplicativo, remova elementos de interface correspondentes a navegação, pesquisa ou informações complexas e/ou detalhadas que não podem ser selecionadas.

    Se você deseja permitir que o usuário execute outras tarefas como consumo, modificação e gerenciamento de arquivos, adicione ao aplicativo principal controles ou outros elementos de interface para essas tarefas. Para saber como adicionar controles, consulte Adicionando controles e conteúdo.

  • Defina o título do seletor de arquivos como o nome do local atual do usuário.

    Isso fornece aos usuários uma forma previsível de orientação quando eles usarem o seu aplicativo a partir do seletor de arquivos. O título, que está realçado na captura de tela a seguir, aparece na barra superior da letterbox do seletor de arquivos.

    Nesta captura de tela, o título é Biblioteca de Imagens, que informa ao usuário em que parte do sistema ele está. Você deve atualizar esse título sempre que o usuário navega para um local diferente.

    Uma captura de tela recortada de uma janela do seletor de arquivos que mostra o título realçado.

     

  • Todos os locais de arquivos acessíveis ao seu aplicativo devem estar acessíveis na página do seletor de arquivos.

    Se o seu aplicativo normalmente puder acessar arquivos em um local específico, a página do seletor de arquivos também deverá oferecer acesso aos arquivos nesse local. O acesso aos locais também deve ser consistente em todas as páginas do seletor de arquivos, caso seu aplicativo tenha mais de uma página. Isso garante que os usuários tenham acesso previsível a arquivos e locais.

  • Use os modelos e controles de interface do usuário disponíveis no Microsoft Visual Studio.

    O Visual Studio tem modelos internos que você pode usar para criar o modo de exibição do seletor de arquivos para seus aplicativos da Windows Store. Para saber mais sobre modelos de item, veja Modelos de item JavaScript para aplicativos da Windows Store ou Modelos de item C#, VB e C++ para aplicativos da Windows Store.

  • Simplifique as interações de entrada e configuração quando os usuários iniciarem seu aplicativo através do seletor de arquivos.

    Quando as tarefas de entrada e configuração são simples (etapa única), deixe que os usuários completem essas tarefas usando o seletor de arquivos para que não tenham que mudar o contexto. Evite pedir aos usuários para executarem interações de várias etapas pelo botão Compartilhar. Peça aos usuários para abrirem o seu aplicativo diretamente para realizarem interações mais complexas. Quando você usa seu aplicativo principal para realizar interações complexas, verifique se tem espaço para organizar essas tarefas de forma clara e eficiente.

    Se você pretende usar o agente de autenticação da Web para as interações de entrada ou inscrição, veja Agente de autenticação da Web.

Diretrizes de UX adicionais: contrato do Seletor de Abertura de Arquivos

  • Exiba arquivos na página do seletor de arquivos de forma exclusiva e relevante.

    Organize e exiba arquivos de uma ou mais maneiras que sejam exclusivas do seu aplicativo e garantam que a sua página seja conveniente e relevante aos usuários. Deve haver consistência com o que os usuários veem no modo de exibição que o seu aplicativo usa para mostrar arquivos dentro dele.

  • Na página do seu seletor de arquivos, exiba arquivos que não sejam acessíveis com o uso do Windows ou de outros aplicativos.

    Crie um diferencial entre o seu aplicativo e o Windows e outros aplicativos fornecendo acesso a arquivos em locais que não sejam acessíveis em outros aplicativos ou no Windows, como pastas de armazenamento ou servidores remotos do aplicativo.

  • Crie a interface do usuário da página do seu seletor de arquivos para funcionar com o modo de seleção do aplicativo chamador.

    Quando um aplicativo chama um seletor de arquivos para acessar arquivos, ele especifica se o usuário pode selecionar um único item ou vários. É recomendável que você projete a página do seu aplicativo para indicar os arquivos selecionados corretamente e de maneira diferente para cada modo de seleção. Por exemplo, se o usuário estiver tentando selecionar uma imagem de perfil (a seleção de um único item) a partir de arquivos fornecidos pelo seu aplicativo, ele poderá tocar ou clicar em mais de uma foto enquanto decide qual selecionar. Nesse caso, a interface do usuário do seu aplicativo deve permitir que somente um item seja selecionado por vez. Por outro lado, se o usuário estiver tentando selecionar vários arquivos para compartilhar com amigos (seleção de vários itens), a interface do usuário do seu aplicativo deverá permitir que vários itens sejam selecionados ao mesmo tempo.

  • Para aplicativos de webcam, fotografia e câmera, projete a interface de usuário da página do seletor de arquivos de modo a refletir o processo de tirar fotos.

    Certifique-se de que os usuários possam voltar para o aplicativo que estavam usando (o aplicativo chamador) simplificando a interface de usuário do aplicativo para a página do seletor de arquivos. Restrinja os controles fornecidos na página do seletor de arquivos a controles que possibilitem ao usuário tirar uma foto e permita que ele aplique alguns efeitos de pré-processamento (como ligar/desligar o flash e ajustar o zoom).

    Todos os controles disponíveis devem estar visíveis na página do seletor de arquivos, pois a barra do seu aplicativo não fica acessível ao usuário a partir do seletor de arquivos. É recomendável que você organize esses controles na página do seletor de arquivos de maneira semelhante ao modo como estão organizados na barra do aplicativo e posicione-os na página do seletor de arquivos o mais próximo possível (na parte superior ou inferior da página) do local em que aparecem na barra do aplicativo.

Diretrizes de UX adicionais: contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos

Uma captura de tela de um seletor de arquivos com a área central enfatizada para mostrar onde a página do aplicativo será carregada.

Essa captura de tela modificada enfatiza a área central de uma janela de seletor de arquivos onde a página que mostrará o local de salvamento do seu aplicativo será carregada.

 

  • Forneça locais de gravação que não sejam acessíveis aos usuários pelo Windows ou por outros aplicativos.

    Permita que os usuários salvem arquivos em locais que não são facilmente acessíveis pelo Windows ou por outros aplicativos, como pastas de armazenamento ou locais de armazenamento remoto do seu aplicativo.

  • Altere os arquivos exibidos na página do seletor de arquivos de acordo com o tipo de arquivo selecionado.

    Se o usuário alterar o tipo de arquivo na lista suspensa de tipos de arquivo do seletor de arquivos, você deverá atualizar seu modo de exibição para mostrar apenas os arquivos que corresponderem ao tipo de arquivo selecionado. Filtrar os arquivos exibidos por tipo oferece ao usuário um método fácil e consistente de identificar os tipos de arquivos de interesse.

  • Permitir que o usuário substitua facilmente um arquivo selecionando-o na página do seletor de arquivos do aplicativo.

    Se o usuário selecionar um arquivo na página do seletor de arquivos, você deverá substituir automaticamente o nome do arquivo na caixa de nome do arquivo do seletor de arquivos para que os usuários possam substituir facilmente os arquivos existentes.

Diretrizes de UX adicionais: Contrato do Atualizador de Arquivos em Cache

  • Forneça um repositório que possa rastrear e atualizar arquivos para os usuários.

    Se os usuários usarem seu aplicativo como um local de armazenamento principal onde salvam e acessam arquivos regularmente, você poderá fazer com que o seu aplicativo rastreie alguns arquivos para fornecer atualizações em tempo real a esses usuários.

  • Projete seu aplicativo e a página do seletor de arquivos de forma a apresentar um repositório robusto.

    Se os usuários usarem seu aplicativo como um local de armazenamento principal para arquivos, projete seu aplicativo e o modo de exibição do seletor de arquivos associado com proteção contra perda de dados, que pode ser causada por atualizações de arquivos frequentes ou conflitos entre versões de arquivos.

  • Permita que os usuários resolvam problemas encontrados durante atualizações.

    Para ajudar a garantir uma atualização bem-sucedida, seu aplicativo deve notificar os usuários em tempo real (usando o UIRequested) quando um arquivo estiver sendo atualizado ou salvo e a intervenção do usuário for necessária para efetivamente resolver um problema. É especialmente importante que o seu aplicativo ajude os usuários a resolver problemas com credenciais, conflitos de versão de arquivos e capacidade de disco. A interface do usuário deve ser leve e focada especificamente na solução do problema. Se for necessária mais de uma etapa (como logon), todas as etapas deverão ser manipuladas na página do seletor de arquivos do aplicativo. Depois disso, o aplicativo poderá habilitar a interface do usuário de confirmação do seletor de arquivos. O aplicativo também deve atualizar o título do seletor de arquivos para oferecer aos usuários contexto sobre onde eles estão.

    Se o usuário não puder resolver o problema em tempo real, ou se você simplesmente precisar informar o usuário sobre o acontecido (talvez tenha ocorrido um erro que ele não possa resolver), é recomendável notificar o usuário sobre o problema na próxima vez que o aplicativo for aberto em vez de fazer isso no momento exato em que o problema ocorrer via UIRequested.

  • Forneça informações adicionais sobre as operações de atualização e gravação nas páginas normais do seu aplicativo.

    A interface do usuário do seu aplicativo principal deve permitir que os usuários gerenciem as configurações de operações em andamento e futuras, obtenham informações sobre operações em andamento e anteriores e sobre erros que possam ter ocorrido.

Considerações sobre segurança

Os artigos a seguir fornecem orientação sobre como gravar código C++ seguro.

Tópicos relacionados

Para designers
Guia de início rápido: integrando contratos de seletor de arquivos
Guia de início rápido: acessando arquivos com seletores de arquivos
Diretrizes para seletores de arquivos
Para desenvolvedores (aplicativos do Tempo de Execução do Windows em JavaScript e HTML)
Acessando dados e arquivos
Adicionando controles e conteúdo
Como compartilhar arquivos
Início rápido: recebendo conteúdo compartilhado
Como salvar arquivos usando seletores de arquivos
Para desenvolvedores (aplicativos do Tempo de Execução do Windows em C#/VB/C++ e XAML)
Windows.Storage.Pickers
Windows.Storage.Pickers.Provider
Windows.Storage.AccessCache

 

 

Mostrar:
© 2014 Microsoft