Diretrizes de blocos secundários

Applies to Windows and Windows Phone

Um bloco secundário fornece uma maneira consistente e eficiente para os usuários acessarem diretamente áreas específicas dentro de um aplicativo da Windows Store a partir da tela Inicial. Embora um usuário escolha ou não "fixar" um bloco secundário à tela Inicial, as áreas fixáveis em um aplicativo são determinadas pelo desenvolvedor. Para obter um resumo mais detalhado, consulte Visão geral de blocos secundários. Considere estas diretrizes quando você habilitar blocos secundários e projetar a interface do usuário associada em seu aplicativo da Windows Store.

Observação  Apenas usuários podem fixar um bloco secundário à tela Inicial; os aplicativos não podem fixar blocos secundários de forma programada. Os usuários também controlam a remoção do bloco e podem remover um bloco secundário da tela Inicial ou de dentro do aplicativo pai.

O que fazer e o que não fazer

Ao habilitar blocos secundários em seu aplicativo, considere as seguintes recomendações:

  • Quando o conteúdo em foco pode ser fixado, a barra de aplicativos deve incluir um botão "Fixar na Tela Inicial" para criar um bloco secundário para o usuário.
  • Crie um submenu que aparece quando um usuário clica no botão "Fixar na Tela Inicial". Esse submenu deve confirmar que o usuário deseja adicionar um bloco secundário à tela Inicial. Por exemplo, aqui está um submenu de confirmação do aplicativo ESPN.

    Um submenu confirmando se o usuário quer fixar um bloco secundário à tela Inicial.

  • Se o conteúdo em foco já estiver fixado, substitua o botão "Fixar na Tela Inicial" na barra de aplicativo por um botão "Desafixar da Tela Inicial". O botão "Desafixar da Tela Inicial" deve remover o bloco secundário existente (depois de receber a confirmação do usuário).
  • Quando o conteúdo em foco não for fixável, não exiba um botão "Fixar na Tela Inicial" (ou mostre um botão "Fixar na Tela Inicial" desativado).
  • Use os glifos fornecidos pelo sistema para seus botões "Fixar na Tela Inicial" e "Desafixar da Tela Inicial" (consulte os membros de fixação e desafixação em Windows.UI.Xaml.Controls.Symbol ou WinJS.UI.AppBarIcon).
  • Use o texto do botão padrão: "Fixar na Tela Inicial" e "Desafixar da Tela Inicial". Você terá que substituir o texto padrão ao usar os glifos fixar e desafixar fornecidos pelo sistema.
  • Não use um bloco secundário como um botão de comando virtual para interagir com o aplicativo pai, como um bloco "saltar para próxima faixa".

Diretriz de uso adicional

Para desenvolvedores

  • Quando um aplicativo é iniciado, ele deve sempre enumerar seus blocos secundários, caso haja adições ou exclusões das quais ele não estava sabendo. Quando um bloco secundário é excluído através da barra de aplicativos da tela inicial, o Windows simplesmente remove o bloco. O próprio aplicativo é responsável por liberar qualquer recurso que tenha sido usado pelo bloco secundário. Quando os blocos blocos secundários são copiados pela nuvem, as notificações de bloco ou selo atuais no bloco secundário, as notificações agendadas, os canais de notificação por push e os URIs usados com as notificações periódicas não são copiados com os blocos secundários e devem ser redefinidos.
  • Use a classe RequestCreateForSelectionAsync ao criar um bloco secundário. Isso permite inserir o submenu de confirmação de forma previsível, levando a uma melhor experiência do usuário.
  • Não mude o nome do ativo de imagem padrão de seu bloco após a publicação do aplicativo. Antes de receber sua primeira notificação ou quando não tiver nenhuma notificação para exibir, o bloco secundário exibe sua imagem padrão. Se o Windows não encontrar a imagem esperada, aparecerá um bloco em branco.
  • Um aplicativo deve usar IDs exclusivas recriáveis e significativas para blocos secundários. Isso é importante pelas seguintes razões:
    • Os blocos secundários podem ser obtidos novamente por usuários quando o aplicativo é instalado em um segundo computador. Usando IDs de bloco secundário previsíveis que são significativas para um aplicativo ajuda o aplicativo a entender o que fazer com esses blocos quando eles são vistos em uma nova instalação em um novo computador.
    • No tempo de execução, o aplicativo pode consultar se um bloco específico existe.
    • A plataforma de bloco secundário pode ser solicitada a retornar o conjunto de todos os blocos secundários pertencentes a um aplicativo específico. O uso de IDs exclusivas significativas para esses blocos ajuda o aplicativo a examinar o conjunto de blocos secundários e executar as ações apropriadas. Por exemplo, para um aplicativo de mídia social, as IDs poderiam identificar os contatos individuais para os quais os blocos foram criados.
  • Os blocos secundários, como todos os blocos na tela inicial, são saídas dinâmicas que podem ser frequentemente atualizadas com novo conteúdo. Os blocos secundários podem exibir notificações e atualizações como qualquer outro bloco. Para atualizar o bloco quando o aplicativo não estiver executando, o bloco secundário deve solicitar e abrir um URI do canal com o Windows Push Notification Services (WNS). Para saber mais, veja Como solicitar, criar e salvar um canal de notificação.

Tópicos relacionados

Para designers
Visão geral de blocos secundários
Diretrizes de blocos e notificações
Guidelines for Segoe UI Symbol icons
Para desenvolvedores (aplicativos do Tempo de Execução do Windows em JavaScript e HTML)
Visão geral de blocos secundários
SecondaryTile class
WinJS.UI.AppBarIcon
Guia de início rápido: criando um bloco secundário
Para desenvolvedores (aplicativos do Tempo de Execução do Windows em C#/VB/C++ e XAML)
Visão geral de blocos secundários
SecondaryTile class
Windows.UI.Xaml.Controls.Symbol
Quickstart: Pinning a secondary tile
Exemplo
Exemplo de blocos secundários

 

 

Mostrar:
© 2014 Microsoft