Diretrizes para notificações brutas

Applies to Windows and Windows Phone

Uma notificação bruta é um tipo de notificação por push sem uma interface do usuário associada, ao contrário dos três outros tipos de notificações por push: de sistema, em bloco e de selo. Assim como nas outras notificações por push, o WNS (Serviços de Notificação por Push do Windows) entrega notificações brutas do serviço em nuvem para o aplicativo. Estas diretrizes descrevem como criar notificações por push brutas eficazes.

O meu aplicativo deve usar notificações brutas?

Você pode usar as notificações brutas para diversas finalidades, inclusive para disparar seu aplicativo para executar uma tarefa em segundo plano, se o usuário tiver permissão para isso no aplicativo. Notificações brutas também são um modo excelente de ser informado quando houver dados disponíveis para download do serviço de nuvem do aplicativo. Seu aplicativo pode:

  • Use a notificação bruta como um gatilho para iniciar o download de um arquivo. Por exemplo, se um usuário compra um livro eletrônico online, envie uma notificação bruta ao aplicativo de leitura do usuário para disparar o download do novo livro.
  • Use a notificação bruta para notificar um aplicativo de comunicação de que há uma nova mensagem instantânea ou chamada telefônica. Desse modo, o aplicativo de comunicação pode estabelecer a conexão e usar uma notificação do sistema local para atrair a atenção do usuário.
  • Use a notificação bruta para coordenar ações de sincronização entre o cliente e o serviço na nuvem, como acionar a sincronização da última página lida de um livro em um aplicativo de leitura.

Ao usar o WNS (Serviços de Notificação por Push do Windows) para se comunicar com o aplicativo, você evitará a sobrecarga de processamento que ocorre ao criar conexões de soquete persistentes, enviando mensagens HTTP GET, e outras conexões do serviço com o aplicativo.

Para saber mais, consulte Visão geral de notificações brutas.

O que fazer e o que não fazer

  • Transmita a menor quantidade possível de informações na notificação bruta. Observe que o WNS não permite que notificações brutas enviem mais de 5 KB de dados.
  • Use a notificação para indicar que há mais informações disponíveis para o aplicativo baixar do serviço em nuvem, em vez de incluir essas informações na notificação.
  • Codifique qualquer dado binário na codificação como base64 antes de inclui-lo em uma notificação bruta. Isso garantirá que o conteúdo não seja codificado incorretamente durante a transferência e possa ser recuperado com sucesso pelo cliente.
  • Os desenvolvedores devem optar pela menor frequência de notificações que ainda permita uma boa experiência ao usuário.
  • Solicite um canal cada vez que o aplicativo for iniciado. As URLs de canal podem expirar e não é garantido que sejam as mesmas cada vez que forem solicitadas. Se a URL de canal retornada for diferente da URL sendo usada, atualize a referência no servidor do seu aplicativo.
  • Confirme que a URL de canal é do WNS. Nunca tente enviar uma notificação por push para um serviço que não seja um WNS. Garanta sempre que as suas URLs de canal usem o domínio "windows.com".
  • Sempre assegure que o retorno de chama do registro de seu canal seja para o servidor de aplicativo. Quando o aplicativo recebe a sua URL de canal e a envia ao servidor do seu aplicativo, ele deve enviar essa informação de forma segura. Autentique e codifique o mecanismo usado para receber e enviar URLs de canal.
  • Use novamente seu token de acesso. Porque seu token de acesso pode ser usado para enviar diversas notificações, seu servidor deverá armazenar o token de acesso em cache, de modo que ele não precise ser autenticado novamente cada vez que for enviar uma notificação. Se o token de acesso tiver expirado, o servidor de aplicativo receberá um erro. Autentique o servidor de aplicativo e tente a notificação novamente.
  • Não use notificações brutas para transmitir informações para um aplicativo incluindo pequenas quantidades de informação em notificações seriais. As notificações brutas devem ser enviadas apenas como resposta a eventos disparados no serviço em nuvem.
  • Não envie notificações brutas de um serviço em nuvem apenas para manter uma tarefa em execução em segundo plano. Isso é um abuso da vida útil da bateria do usuário. A notificação bruta deve comunicar informações úteis ao aplicativo.
  • Não envie notificações brutas com uma frequência que faça com que a tarefa em segundo plano associada exceda sua cota de recursos. Para obter mais informações, consulte Diretrizes para tarefas em segundo plano.
  • Não use o WNS para enviar notificações críticas. Embora o WNS seja confiável, a entrega de notificações não é garantida.
  • Não use notificações para anúncios ou spam. O WNS se reserva o direito de proteger seus usuários e, se o uso de notificações de um aplicativo for considerado inconveniente, o serviço poderá bloquear o uso de notificações do aplicativo. Se os usuários relatarem que um aplicativo estiver demonstrando más intenções, esse aplicativo poderá estar sujeito às políticas de remoção da Windows Store.
  • Não inclua conteúdo com carga de tamanho zero em uma notificação bruta. As notificações brutas sem carga são ignoradas pelo WNS e não serão enviadas ao aplicativo.
  • Não envie dados importantes ou confidenciais por meio de notificações brutas.
  • Nunca compartilhe o PKSID (Identificador de Segurança de Pacote) e a chave secreta com alguém. Armazene essas credenciais no servidor de aplicativo de uma forma segura. Gere uma nova chave secreta com frequência. Se sua chave secreta for comprometida, gere uma nova chave imediatamente.

Diretriz de uso adicional

Antes de usar tarefas em segundo plano disparadas por notificações brutas em seu aplicativo, considere os outros métodos de comunicação disponíveis. Um usuário deve fornecer permissão ao aplicativo explicitamente para que ele execute tarefas em segundo plano, e apenas sete aplicativos podem ter essa permissão ao mesmo tempo. Se você usar outros mecanismos de comunicação em seu aplicativo, como notificações padrão por push ou atualizações do sistema, seu aplicativo não dependerá da permissão do usuário para executar tarefas em segundo plano.

Alternativas a tarefas em segundo plano abrangem:

  • Para atrair a atenção do usuário, envie uma notificação do sistema por push.
  • Para atualizar um bloco, use uma notificação por push de bloco.

Tópicos relacionados

Para desenvolvedores (HTML)
RawNotification
Visão geral de notificações brutas
Guia de início rápido: criando e registrando uma tarefa em segundo plano de notificação bruta
Guia de início rápido: interceptando notificações por push para aplicativos em execução
Para desenvolvedores (XAML)
RawNotification
Visão geral de notificações brutas
Quickstart: Creating and registering a raw notification notification background task
Quickstart: Intercepting push notifications for running apps
Exemplo
Amostra de notificações brutas

 

 

Mostrar:
© 2014 Microsoft