Idioma: HTML | XAML

Compartilhando e trocando dados (HTML)

Applies to Windows and Windows Phone

Aqui nós descrevemos as diversas maneiras como os aplicativos podem compartilhar e trocar dados.

Os usuários atualmente esperam poder usar a tecnologia para se conectar e compartilhar com outras pessoas. Não importa se o usuário quer compartilhar um link na rede social, copiar uma imagem em um relatório ou carregar um arquivo no armazenamento em nuvem, hoje os aplicativos precisam garantir que os dados que eles usam também estejam disponíveis para compartilhamento e troca.

Há várias formas de troca de dados com outros aplicativos. Uma dessas formas, o contrato de Compartilhamento, é uma novidade e exige algumas explicações para ser utilizada com eficiência. Outra forma é a área de transferência, com a qual a maioria dos desenvolvedores (independentemente da plataforma para a qual programam) está familiarizada. Contudo, para usar a área de transferência atual, é preciso considerar não apenas o conteúdo dela, mas também a interface do usuário de cópia e colagem. Isso será especialmente verdadeiro se o aplicativo usar o toque como o principal recurso de entrada. E há ainda o salvamento, que já está por aí faz algum tempo, mas não havia sido utilizado dessa forma antes.

Reunimos algumas informações sobre essas diferentes formas de compartilhamento e troca de dados para lhe ajudar a decidir quais opções fazem mais sentido para o seu aplicativo e para os seus usuários. Para ver essas opções em ação em primeira mão, sinta-se à vontade para visitar a nossa galeria de código e conferir as seguintes amostras:

Se já sabe qual método usar e só precisa de um empurrãozinho na direção certa, estes Guias de início rápido devem ajudar:

O botão Compartilhar

O contrato de Compartilhamento é uma maneira pela qual os usuários podem trocar dados rapidamente, de um aplicativo para outro. Por exemplo, pode ser conveniente compartilhar uma página da Web com os amigos usando um aplicativo de rede social ou então salvar um link em um aplicativo de anotações para consulta posterior. Considere utilizar o contrato de Compartilhamento se o seu aplicativo tiver cenários que um usuário possa concluir rapidamente enquanto permanece em outro aplicativo. O conteúdo comum em um destes cenários pode ser uma página da web ou um grupo de fotos.

  • Applies to Windows

O Share charm está disponível o tempo todo e oferece acesso rápido e fácil a todos os aplicativos que podem receber conteúdo compartilhado.

  • Applies to Windows Phone

A Charms bar não existe no Windows Phone 8.1, por isso será necessário incluir a opção de compartilhamento de forma programática. Ela pode ser acessada sempre como parte da barra de aplicativos ou estar associada a um controle específico em uma determinada página.

Há dois lados em um contrato de compartilhamento: a origem, que compartilha os dados, e o destino, que os recebe. Para saber mais sobre como adicionar compartilhamento ao aplicativo, recomendamos que você comece com o tópico Adicionando compartilhamento. Nesse tópico, você aprenderá mais sobre como funciona o compartilhamento e como começar. Você também pode registrar duas amostras de código integrais, Exemplo de aplicativo de compartilhamento de origem de conteúdo e Exemplo de aplicativo de compartilhamento de destino de conteúdo.

Para saber mais sobre a participação no contrato de Compartilhamento, veja Recebendo conteúdo compartilhado.

Tocar e enviar

Outro recurso de compartilhamento é chamado Tocar e enviar. A opção Tocar e enviar está incluída automaticamente nos aplicativos que agem como fontes de Compartilhamento. Ele usa NFC (Transmissão de Dados a Curta Distância) para compartilhar dados entre usuários dos aplicativos. Em especial, o recurso Tocar e enviar é ideal para o compartilhamento de links e arquivos com um amigo que está próximo. Tocar e enviar está disponível apenas em dispositivos que suportam NFC e tecnologia de proximidade.

  • Applies to Windows

Tocar e enviar aparecerá automaticamente no botão de Dispositivos quando um aplicativo tiver algo a compartilhar, assim o usuário poderá acessar facilmente usando um gesto simples ou o clique do mouse.

  • Applies to Windows Phone

A Charms bar não existe no Windows Phone 8.1, por isso será necessário incluir a opção Tocar e Enviar de forma programada. Ela pode ser acessada sempre como parte da barra de aplicativos ou estar associada a um controle específico em uma determinada página.

Saiba mais sobre proximidade e toques.

Copiar e colar

Copiar e colocar é a maneira clássica de trocar dados entre aplicativos ou dentro de um aplicativo. Quase todos os aplicativos podem ter suporte para operações de copiar e colar de alguma forma, e é comum definir as ações com as quais os usuários estão acostumados como parte de sua experiência online. Inicialmente, as ações copiar e colar parecem muito semelhantes ao compartilhamento; por isso, é tentador só usar uma ou a outra. No entanto, os bons desenvolvedores reconhecem que esses são recursos diferentes e podem fornecer experiências de usuário muito diferentes.

  • Applies to Windows

Uma vantagem da área de transferência sobre o compartilhamento é que se trata da única forma de mover dados de aplicativos da Windows Store para a área de trabalho e vice-versa. Você também deve considerar como o usuário pode acessar os comandos para copiar e colar. Em um ambiente com mouse e teclado, as teclas de atalho clássicas devem bastar. Se o usuário estiver trabalhando com um tablet, por outro lado, esses atalhos não estão disponíveis. Em vez disso, considere usar a barra do aplicativo, um menu de contexto sensitivo, e outro controle para exibir os comandos copiar e colar. Para saber mais, veja Diretrizes e lista de verificação para comandos da área de transferência ou a amostra integral de Código de aplicativo da área de transferência.

Recebendo arquivos por meio do salvamento

Optar por permitir que outros aplicativos salvem arquivos em seu aplicativo é outra forma de troca de dados entre dois aplicativos à qual os usuários podem recorrer. Por exemplo, digamos que você esteja trabalhando em uma proposta usando o Microsoft Word e queira disponibilizá-la aos seus colegas de trabalho. Quando você salva o arquivo, pode selecionar o Microsoft OneDrive como local de salvamento do arquivo. Você não precisa manter um controle do arquivo porque, ao salvá-lo no OneDrive, você informou o OneDrive que ele deve controlá-lo para você.

Para poder receber os arquivos salvos no aplicativo, o aplicativo deve participar do Contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos. Os aplicativos que participam desse contrato são hospedados no seletor de arquivos disponibilizado nos aplicativos que fornecem um ponto de entrada para salvar arquivos. Considere participar do contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos se a expectativa dos usuários for que o seu aplicativo seja um local típico para salvar arquivos e se eles também quiserem especificar sempre um nome de arquivo, tipo de arquivo ou local para o arquivo. Se você já estiver participando do Contrato do Seletor de Abertura de Arquivos, a adição do Contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos é uma extensão natural do que os usuários já esperam do seu aplicativo. Para saber mais sobre a participação no contrato do Seletor de Salvamento de Arquivos, consulte Guia de início rápido: acessando arquivos com seletores de arquivos ou a amostra de código integral.

A quais opções de compartilhamento e de troca você deve oferecer suporte?

Deixar que outros aplicativos usem o seu aplicativo como local de salvamento de arquivos faz sentido quando o usuário está trabalhando com arquivos e pastas. Isso é menos intuitivo quando se trata de conjuntos menores de dados, tais como uma URL ou uma seleção de texto. Nesses casos, o contrato de Compartilhamento ou os comandos copiar e colar são opções melhores. Dito isso, há muitas situações nas quais faz sentindo suportar o botão Compartilhar e salvamento. Por exemplo, considere um usuário que queira armazenar um arquivo usando um serviço de armazenamento em nuvem, como o OneDrive. Nessa situação, o contrato de Compartilhamento e o salvamento são opções igualmente válidas. No fim, você precisa considerar como o seu usuário interage com o seu aplicativo e suportar os contratos e recursos correspondentes às expectativas dos usuários de maneira a oferecer a melhor experiência geral possível.

 

 

Mostrar:
© 2014 Microsoft