Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Gerenciar Discos e Imagens

Atualizado: abril de 2014

Este artigo oferece detalhes sobre o gerenciamento de discos rígidos virtuais, imagens e discos no Windows Azure, e links para instruções sobre como trabalhar com eles.

Todas as máquinas virtuais no Windows Azure são configuradas com pelo menos dois discos quando você cria a máquina virtual - uma é um disco do sistema operacional e a outra é um disco local temporário, algumas vezes chamado de disco de recurso. Depois de criar uma máquina virtual, você também poderá configurá-la com um ou mais discos de dados. Para obter mais informações, consulte Máquinas virtuais.

ImportantImportante
Não armazene dados no disco temporário. Esse disco oferece armazenamento temporário para aplicativos e processos e é usado para armazenar dados transitórios, como arquivos de paginação ou de permuta.

Todas as imagens e discos, exceto o disco de recurso, são criados de discos rígidos virtuais (VHDs). Os discos de dados também são criados de VHDs. Os discos rígidos virtuais são arquivos .vhd armazenados como blobs de página em uma conta de armazenamento no Windows Azure. Para obter mais informações sobre blobs de páginas, consulte Compreendendo os blobs de blocos e os blobs de páginas.

Fora do Windows Azure, os discos rígidos virtuais podem usar um formato VHD ou um VHDX. Eles também podem ser fixos, expandidos dinamicamente ou diferenciais. O Windows Azure dá suporte a discos fixos no formato VHD. O formato fixo coloca o disco lógico de forma linear no arquivo, de modo que o deslocamento X do disco seja armazenado no deslocamento X do blob. Um pequeno rodapé no final do blob descreve as propriedades do VHD. Geralmente, o formato fixo desperdiça espaço porque a maioria dos discos apresenta grandes intervalos não utilizados. Entretanto, o Windows Azure armazena arquivos .vhd fixos em um formato esparso, de forma que você obtenha os benefícios dos discos fixo e dinâmico ao mesmo tempo. Para obter mais informações sobre VHDs, consulte Introdução aos discos rígidos virtuais.

Todos os arquivos .vhd no Windows Azure que se destinam para uso como uma fonte de criação de discos ou imagens são somente leitura. Quando você cria um disco ou uma imagem, o Windows Azure faz cópias dos arquivos .vhd. Esses cópias podem ser somente leitura ou leitura e gravação, dependendo de como você usa o VHD.

Você pode usar seu próprio VHD que contenha um sistema operacional ou dados carregando o VHD em uma conta de armazenamento do Windows Azure. Há várias ferramentas disponíveis para a criação de VHDs. Por exemplo, é possível usar o Hyper-V ou o snap-in Gerenciamento de Disco disponível em versões recentes do Windows.

Para carregar um VHD, use o cmdlet Add-AzureDataDisk, disponível no módulo do Windows Azure PowerShell. Você pode baixar o módulo da página Downloads do site WindowsAzure.com.

noteObservação
Se o seu VHD estiver em um disco dinâmico, converta-o em um disco fixo antes de tentar carregá-lo. Você pode usar o Gerenciador do Hyper-V ou o cmdlet convert-vhd para fazer isso.

Depois de carregar um VHD, você poderá usá-lo como uma fonte para criar uma imagem ou um disco de sistema operacional. Ou, se ele contiver dados, você poderá anexá-lo a uma máquina virtual como um disco de dados.

Os arquivos .vhd são armazenados como blobs de página. Várias ferramentas estão disponíveis para uso para gerenciar blobs no armazenamento.

Você pode usar os elementos na API Rest do serviço Blob para trabalhar com blobs no armazenamento. Para obter mais informações, consulte Operações em Blobs. Você também pode copiar blobs entre contas de armazenamento. Para obter mais informações sobre como copiar blobs, consulte Introdução à cópia assíncrona de blob entre contas.

noteObservação
Apenas as contas de armazenamento criadas a partir de 7 de junho de 2012 permitem que a operação Copy Blob faça cópias de outra conta de armazenamento.

Quando você cria uma máquina virtual a partir de uma imagem, o Windows Azure cria um disco para a máquina virtual que é uma cópia do arquivo .vhd de origem. Para se proteger contra a exclusão acidental, o Windows Azure posiciona uma concessão em qualquer arquivo .vhd de origem para criar uma imagem, um disco do sistema operacional ou um disco de dados.

Para poder excluir o arquivo .vhd de origem, você primeiro deve excluir o disco ou a imagem a fim de remover a concessão. Para excluir um arquivo .vhd que está sendo usado por uma máquina virtual como um disco do sistema operacional, você pode excluir a máquina virtual, o disco do sistema operacional e o arquivo .vhd de origem em uma ação excluindo a máquina virtual e optando por excluir todos os discos associados. Entretanto, a exclusão de um arquivo .vhd que seja uma origem de um disco de dados exige diversas etapas em uma determinada ordem -- desanexe o disco da máquina virtual, exclua o disco e então exclua o arquivo .vhd.

Uma imagem é um arquivo .vhd que você pode usar como um modelo para criar uma nova máquina virtual. Uma imagem é um modelo porque não tem configurações específicas como uma máquina virtual configurada; por exemplo, as configurações de nome de computador e conta de usuário. Você pode usar imagens disponíveis em todo o Portal de Gerenciamento do Windows Azure, ou pode criar suas próprias imagens:

noteObservação
Você também pode usar o Portal de Gerenciamento para criar uma imagem a partir de um arquivo .vhd que já existe em uma conta de armazenamento. Consulte "Adicionar a imagem à sua lista de imagens personalizadas" em Criando e carregando um disco rígido virtual que contenha o sistema operacional Windows Server.

Você pode adicionar e excluir imagens, listar imagens que adicionou e atualizar imagens. Depois de carregar um arquivo .vhd em uma conta de armazenamento, os recursos a seguir poderão ajudá-lo a gerenciar a imagem:

Você pode excluir uma imagem com facilidade se não precisar dela como um modelo para a criação de máquinas virtuais. Se você criar uma máquina virtual a partir de uma imagem, um disco do sistema operacional será criado quando a máquina virtual for criada. Se você excluir a imagem, o disco do sistema operacional não será excluído, de forma que seja sempre possível criar outra imagem ou uma máquina virtual a partir do disco, se necessário. Um arquivo .vhd que você carrega para usar na criação de uma imagem não é excluído quando uma imagem é excluída. Você deve excluir uma imagem para poder excluir o arquivo .vhd que é a origem da imagem.

  1. Se você ainda não tiver feito isso, entre no Portal de Gerenciamento do Windows Azure.

  2. Clique em Máquinas Virtuais e em Imagens.

  3. Selecione a imagem que deseja excluir e clique em Excluir Imagem.

No Windows Azure, você pode usar os discos de diferentes maneiras com uma máquina virtual. Um disco do sistema operacional é um VHD que você utiliza para fornecer um sistema operacional para uma máquina virtual. Um disco de dados é um VHD que você anexa a uma máquina virtual para armazenar dados do aplicativo.

Você pode escolher várias maneiras de criar discos, de acordo com as necessidades de seu aplicativo. Por exemplo, uma forma comum de criar um disco é usar uma imagem da Galeria de Imagens quando você cria uma máquina virtual e um disco do sistema operacional é criado para você. Uma maneira comum de criar um disco de dados é anexar um disco vazio a uma máquina virtual e um novo disco de dados é criado para você. Você pode criar um disco usando um arquivo .vhd que foi carregado ou copiado em uma conta de armazenamento relacionada à sua assinatura. Você não pode usar o portal para carregar arquivos .vhd, mas pode usar outras ferramentas que funcionam com o armazenamento do Windows Azure para carregar ou copiar o arquivo.

O diagrama a seguir mostra os discos que são usados por uma máquina virtual.

Gerenciar discos no Windows Server
  • Disco do sistema operacional - cada máquina virtual tem um disco do sistema operacional anexado. Você pode carregar um VHD que pode ser usado como um disco do sistema operacional ou pode criar uma máquina virtual a partir de uma imagem e um disco será criado para você. Esse disco é uma cópia de um arquivo .vhd de origem e a nova cópia é registrada como um disco do sistema operacional. Um disco do sistema operacional pode ter, no máximo, 127 GB. Quando o Windows Azure criar um disco do sistema operacional, três cópias do disco serão criadas para alta durabilidade. Além disso, se você escolher usar a recuperação de desastres que se baseia em replicação geográfica, o VHD também será replicado em uma distância superior a 600 Km. Os discos do sistema operacional são registrados como unidades SATA e rotulados como unidade C.

    noteObservação
    Ao solucionar problemas em um disco do sistema operacional, você pode anexar o disco como um disco de dados a uma máquina virtual em execução para acessar os dados no disco e diagnosticar problemas no uso de logs.

  • O disco temporário é automaticamente criado para você. Em máquinas virtuais do Windows, este disco é chamado de unidade D. Em máquinas virtuais do Linux, o disco normalmente é /dev/sdb e é formatado e montado em /mnt/resource pelo Agente Linux do Windows Azure.

    ImportantImportante
    Não armazene dados no disco temporário. Esse disco oferece armazenamento temporário para aplicativos e processos e é usado para armazenar dados transitórios, como arquivos de paginação ou de permuta.

  • Disco de dados – um disco de dados é um VHD que pode ser anexado a uma máquina virtual em execução para armazenar dados de aplicativo de maneira persistente. Você pode carregar e anexar um disco de dados que já contém dados à máquina virtual ou pode usar o Portal de Gerenciamento do Windows Azure para anexar um disco vazio à máquina. O tamanho máximo de um disco de dados é 1 TB. Os discos de dados são registrados como unidades SCSI e rotulados com uma letra de sua escolha.

    O tamanho da máquina virtual determina o número de discos que você pode anexar a ela. Para obter mais informações, consulte Tamanhos de máquinas virtuais para o Windows Azure

    Os tópicos a seguir apresentam instruções passo a passo para anexar e desanexar discos de dados:

A seguir, algumas considerações sobre discos no Windows Azure.

O disco do sistema operacional e o disco de dados têm uma configuração de cache de host, às vezes chamada de modo de cache do host, que possibilita um desempenho melhor em algumas circunstâncias. No entanto, essas configurações podem afetar negativamente o desempenho em outras condições, dependendo do aplicativo. O caching de host está desativado (OFF) por padrão para operações de leitura e gravação para discos de dados. O cache de host está ativado por padrão para operações de leitura e gravação para discos de sistema operacional. Para alterar a configuração em discos de dados, use o cmdlet Set-AzureDataDisk. Para alterá-la em discos do sistema operacional, use o cmdlet Set-AzureOSDisk.

Poderá ocorrer perda de dados caso você tenha usado volumes distribuídos (Windows ou Linux) em contas de armazenamento replicado geograficamente. Se ocorrer uma interrupção de armazenamento e ela exigir a restauração de dados de uma cópia replicada, não há garantia de que a ordem de gravação do conjunto de discos distribuídos estará intacta quando restaurada.

Você pode adicionar e excluir discos, listar os discos adicionados por você e atualizar discos. Você pode executar essas ações com discos do sistema operacional e discos de dados. Depois de carregar um arquivo .vhd em um armazenamento do Windows Azure destinado para ser usado como um disco, você poderá escolher dentre os seguintes recursos para gerenciar o disco:

Você pode localizar os discos anexados a uma máquina virtual usando o painel ou a página de discos das máquinas virtuais no Portal de Gerenciamento.

  1. Se você ainda não tiver feito isso, entre no Portal de Gerenciamento do Windows Azure.

  2. Clique em Máquinas Virtuais e então selecione o máquina virtual apropriada.

  3. Clique em Painel. No painel da máquina virtual, você pode encontrar o número de discos anexados e os nomes dos discos. O exemplo a seguir mostra um disco de dados anexado a uma máquina virtual:

    Localizar os discos de dados anexados
    noteObservação
    O disco local temporário não está listado na seção de discos.

  1. Se você ainda não tiver feito isso, entre no Portal de Gerenciamento do Windows Azure.

  2. Clique em Máquinas Virtuais e em Discos. Essa página mostra uma lista de todos os discos disponíveis para uso com máquinas virtuais, bem como os discos que estão sendo usados por máquinas virtuais. A lista é uma combinação de discos do sistema operacional e discos de dados. Para diferenciar entre os dois tipos de discos, revise as informações do disco no painel.

    noteObservação
    Quando anexa um novo disco de dados a uma máquina virtual, você pode fornecer um nome para o arquivo .vhd que é usado para o disco, mas o Windows Azure fornece um nome para o disco. O nome consiste no nome do serviço de nuvem, no nome da máquina virtual e em um identificador numérico.

Você pode excluir discos do sistema operacional e discos de dados se eles não forem mais necessários. Para excluir um disco do sistema operacional, você poderá excluí-lo ao excluir a máquina virtual. Você pode excluir um disco de dados depois de desanexá-lo da máquina virtual, a menos que excluindo também a máquina virtual.

  1. Se você ainda não tiver feito isso, entre no Portal de Gerenciamento do Windows Azure.

  2. Clique em Máquinas Virtuais e em Discos.

  3. Selecione o disco que deseja excluir e clique em Excluir Disco.

A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft