Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Observações da versão do Service Bus 1.0

As seguintes notas de versão contêm problemas conhecidos e informações atualizadas sobre a versão do Service Bus for Windows Server, (Service Bus 1.0).

Novo nesta versão

  • Nova porta HTTP padrão para o Service Bus for Windows Server: a porta HTTP padrão usada pelo Service Bus for Windows Server foi alterada para 9355 (de 4446). Altere os seus aplicativos, conforme necessário.

  • Nova classe auxiliar para construir uma cadeia de conexão do Service Bus: O Windows Azure SDK 1.7 apresenta uma maneira de se conectar ao Service Bus usando cadeias de conexão. Para corresponder à API na nuvem, esta versão inclui uma nova classe para auxiliar na construção de uma cadeia de conexão do Service Bus. Para obter mais informações, consulte consulte a seção Desenvolvendo um aplicativo.

  • Novo formato para a cadeia de conexão do Service Bus: Para se conectar ao Service Bus (na nuvem ou no local), use a cadeia de conexão em um arquivo de configuração semelhante ao da API no SDK do Windows Azure. Para obter mais informações, consulte consulte a seção Desenvolvendo um aplicativo.

  • Os cmdlets do PowerShell do Service Bus for Windows Server usam agora cadeias de conexão para configurar bancos de dados. Para obter mais informações, consulte a referência de cmdlets do PowerShell do Service Bus for Windows Server

  • Agora, o Service Bus for Windows Server tem um assistente de configuração. Você pode usar o assistente de configuração do Service Bus for Windows Server para realizar operações básicas, como criar um farm e ingressar ou deixar farms existentes.

  • O Service Bus for Windows Server agora tem suporte para Autenticação SQL, além da Autenticação do Windows.

  • Agora, você pode hospedar o Service Bus for Windows Server em um Windows Azure VM (IaaS) usando o SQL Server ou o Banco de dados SQL.

  • Agora, um novo pacote System Center Management está disponível para download.

Problemas conhecidos

  • Antes de instalar o Service Bus for Windows Server, verifique se a variável de ambiente FabricConfigFileName não está presente. Caso contrário, a instalação poderá falhar.

  • Você deve verificar se o seu computador não tem uma versão anterior do Microsoft.ServiceBus.dll no Global Assembly Cache (GAC).

  • Caso execute os cmdlets Add-SBHost ou Remove-SBHost do PowerShell quando o farm estiver em um estado interrompido (depois de executar Stop-SBFarm), o farm será reiniciado automaticamente.

  • Quando o SQL Server estiver configurado com memória compartilhada, o Service Bus for Windows Server funcionará apenas em computadores do grupo de trabalho. Para computadores ingressados em um domínio, o SQL Server deverá usar TCP/IP ou pipes nomeados. Além disso, o SQL Browser Agent deverá ser iniciado.

  • Diferentes usuários, conectados a computadores diferentes, não podem ingressar os seus computadores ao mesmo farm mesmo que ambos os usuários tenham direitos no servidor SQL.

  • Se o arquivo ServiceBus.config estiver presente em qualquer lugar do caminho de configuração .NET, você deverá excluir esse arquivo antes de instalar ou configurar o Service Bus for Windows Server. O Service Bus for Windows Server encontrará falhas de tempo de execução se o arquivo estiver presente. Este é um requisito de configuração.

  • Quando você cria um novo namespace de serviço, ele não fica imediatamente ativo. Se usar um script para criar um namespace de serviço, poderá esperar um atraso de aproximadamente 30 segundos até que você seja capaz de criar entidades nesse namespace de serviço recém-criado. Da mesma forma, quando você exclui um namespace de serviço, a exclusão levará alguns minutos para ser concluída. Até que isso aconteça, caso tente criar um namespace de serviço com o mesmo nome, a operação falhará.

  • Quando a senha da conta RunAs for inválida (por exemplo, tiver sido alterada), todas as solicitações subsequentes ao gateway falharão com um UnauthorizedAccessException. Para resolver esta questão, chame o cmdlet Update-SBHost e forneça uma nova senha.

  • Caso tente acessar um namespace de serviço que não existe, uma exceção de formato de URI será gerada (especificamente, uma ArgumentException).

  • Quando você adiciona um namespace de serviço, todas as conexões existentes são anuladas e um MessagingCommunicationException é gerado.

  • Quando há contenção de porta, o cmdlet Add-SBhost falha com um erro crítico e o serviço gateway falha e recicla continuamente. Para resolver essa questão, reinicie o nó.

  • Para certificados, o CA deve estar instalado no repositório de raiz do usuário.


Data da compilação:

2013-07-31

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft