Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Atualizar função

Atualizado: julho de 2014

A operação Update Role atualiza a configuração da Máquina Virtual especificada.

A solicitação Update Role pode ser especificada da seguinte maneira. Substitua <subscription-id> pela ID da assinatura, <cloudservice-name> pelo nome do serviço em nuvem, <deployment-name> pelo nome da implantação e <role-name> pelo nome da máquina virtual.

 

Método URI de solicitação

PUT

https://management.core.windows.net/<subscription-id>/services/hostedservices/<cloudservice-name>/deployments/<deployment-name>/roles/<role-name>

Verifique se a solicitação feita ao serviço de gerenciamento é segura. Para obter mais detalhes, consulte Autenticando solicitações do gerenciamento de serviços.

A tabela a seguir descreve os cabeçalhos da solicitação.

 

Cabeçalho de solicitação Descrição

x-ms-version

Obrigatória. Especifica a versão da operação a ser usada para esta solicitação. Este cabeçalho deve ser definido como 01/03/2012 ou posterior. Para obter mais informações sobre cabeçalhos de controle de versão, consulte Controle de versão de gerenciamento de serviço.

Formato do corpo da solicitação:

    
<PersistentVMRole xmlns="http://schemas.microsoft.com/windowsazure" xmlns:i="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance">
  <ConfigurationSets>
    <ConfigurationSet>
      <ConfigurationSetType>NetworkConfiguration</ConfigurationSetType>
      <InputEndpoints>
        <InputEndpoint>
          <LoadBalancedEndpointSetName>name-of-loadbalanced-set</LoadBalancedEndpointSetName>
          <LocalPort>local-port-number</LocalPort>
          <Name>name-of-endpoint</Name>
          <Port>external-port-number</Port>
          <LoadBalancerProbe>
            <Path>path-of-probe</Path>
            <Port>port-assigned-to-probe</Port>
            <Protocol>probe-protocol</Protocol>
          </LoadBalancerProbe>
          <LoadBalancerName>name-of-internal-loadbalancer</LoadBalancerName>
          <Protocol>endpoint-protocol</Protocol>
          <EnableDirectServerReturn>enable-direct-server-return</EnableDirectServerReturn>
          <EndpointAcl>
            <Rules>
              <Rule>
                <Order>priority-of-the-rule</Order>
                <Action>permit-rule</Action>
                <RemoteSubnet>subnet-of-the-rule</RemoteSubnet>
                <Description>description-of-the-rule</Description>
              </Rule>
            </Rules>
          </EndpointAcl>
        </InputEndpoint>
      </InputEndpoints>
      <SubnetNames>
        <SubnetName>name-of-subnet</SubnetName>
      </SubnetNames>
      <StaticVirtualNetworkIPAddress>ip-address</StaticVirtualNetworkIPAddress>
      <PublicIPs>
        <PublicIP>
          <Name>name-of-public-ip</Name>
        <PublicIP>
      <PublicIPs>
    <ConfigurationSet>
  </ConfigurationSets>
  <ResourceExtensionReferences>
    <ResourceExtensionReference>
      <ReferenceName>name-of-reference</ReferenceName>
      <Publisher>name-of-publisher</Publisher>
      <Name>name-of-extension</Name>
      <Version>version-of-extension</Version>
      <ResourceExtensionParameterValues>
        <ResourceExtensionParameterValue>
          <Key>name-of-parameter-key</Key>
          <Value>parameter-value</Value>
          <Type>type-of-parameter</Type>
        </ResourceExtensionParameterValue>
      </ResourceExtensionParameterValues>
      <State>state-of-resource</State>
    </ResourceExtensionReference>
  </ResourceExtensionReferences>
  <AvailabilitySetName>name-of-availability-set</AvailabilitySetName>
  <DataVirtualHardDisks>
    <DataVirtualHardDisk>
      <HostCaching>caching-mode</HostCaching>
      <DiskName>name-of-disk</DiskName>
      <Lun>logical-unit-number</Lun>
      <LogicalDiskSizeInGB>size-in-gb-of-data-disk</LogicalDiskSizeInGB>
      <MediaLink>path-to-vhd</MediaLink>
    </DataVirtualHardDisk>
  </DataVirtualHardDisks>
  <OSVirtualHardDisk>
    <HostCaching>caching-mode</HostCaching>
    <DiskLabel>label-of-operating-system-disk</DiskLabel>
    <MediaLink>path-to-vhd</MediaLink>
    <SourceImageName>name-of-source-image</SourceImageName>
  </OSVirtualHardDisk>
  <RoleSize>size-of-virtual-machine</RoleSize>
  <ProvisionGuestAgent>install-an-agent</ProvisionGuestAgent>   
</PersistentVMRole>

A tabela a seguir descreve os elementos do corpo da solicitação.

 

Nome do elemento Descrição

ConfigurationSets

Opcional. Contém uma coleção de conjuntos de configuração que definem as configurações do sistema e do aplicativo.

ResourceExtensionReferences

Opcional. Contém uma coleção de extensões de recurso que serão instaladas na Máquina Virtual. Este elemento será usado se ProvisionGuestAgent for definido como true.

O elemento ResourceExtensionReferences só estará disponível com a versão 01/11/2013 ou superior.

AvailabilitySetName

Opcional. Especifica o nome de uma coleção de Máquinas Virtuais. As Máquinas Virtuais especificadas no mesmo conjunto de disponibilidade são alocadas a nós diferentes para maximizar a disponibilidade. Para obter mais informações sobre conjuntos de disponibilidade, consulte Gerenciar a disponibilidade de máquinas virtuais.

DataVirtualHardDisks

Opcional. Contém os parâmetros que são usados para adicionar um disco de dados a uma Máquina Virtual. Para obter mais informações sobre discos de dados, consulte Gerenciar Discos e Imagens.

OSVirtualHardDisk

Obrigatória. Contém os parâmetros que são usados para criar o disco do sistema operacional para uma Máquina Virtual.

RoleSize

Opcional. Especifica o tamanho da Máquina Virtual. O tamanho padrão é Pequeno. Para obter mais informações sobre tamanhos de Máquinas Virtuais, consulte Tamanhos de máquinas virtuais e serviço de nuvem para o Azure.

ProvisionGuestAgent

Opcional. Indica se o VM Agent está instalado na máquina virtual. Para executar uma extensão de recurso em uma máquina virtual, esse agente deverá ser instalado.

Os possíveis valores são:

  • true

  • false

Se o VM Agent já tiver sido instalado em uma máquina virtual, o valor não poderá ser false.

Contém uma coleção de conjuntos de configuração que definem as configurações do sistema e do aplicativo.

 

Nome do elemento Descrição

ConfigurationSetType

Obrigatória. Só é possível atualizar configurações no conjunto NetworkConfiguration.

InputEndpoints

Opcional. Contém uma coleção de pontos de extremidade externos para a Máquina Virtual.

SubnetNames

Necessário se StaticVirtualNetworkIPAddress for especificado; do contrário, será opcional em NetworkConfiguration. Contém uma lista de sub-redes às quais a Máquina Virtual pertence.

StaticVirtualNetworkIPAddress

Opcional. Especifica o endereço IP interno da Máquina Virtual em uma Rede Virtual. Se você especificar esse elemento, também deverá especificar o elemento SubnetNames com apenas uma sub-rede definida. O endereço IP especificado nesse elemento deve pertencer à sub-rede definida em SubnetNames e não deve ser os quatro primeiros endereços IP ou o último endereço IP da sub-rede.

O elemento StaticVirtualNetworkIPAddress só estará disponível com a versão 01/11/2013 ou superior.

PublicIPs

Opcional. Contém um endereço IP público que pode ser usado em conjunto com o padrão de endereço IP virtual para a máquina virtual.

O elemento PublicIPs só estará disponível com a versão 01/05/2014 ou superior.

Contém uma coleção de pontos de extremidade externos para a Máquina Virtual.

 

Nome do elemento Descrição

InputEndpoint

Obrigatória. Especifica as propriedades que definem um ponto de extremidade externo para a Máquina Virtual.

LoadBalancedEndpointSetName

Opcional. Especifica um nome para um conjunto de pontos de extremidade de carga balanceada. A especificação desse elemento para um ponto de extremidade irá adicioná-lo ao conjunto.

Não defina esta propriedade se estiver adicionando o ponto de extremidade para conexão à Máquina Virtual usando a Área de Trabalho Remota.

noteObservação
O nome do ponto de extremidade deve ser exclusivo no escopo da Máquina Virtual.

LocalPort

Obrigatória. Especifica a porta interna em que a Máquina Virtual está escutando.

Nome

Obrigatória. Especifica o nome do ponto de extremidade externo.

Porta

Obrigatória. Especifica a porta externa a ser usada para o ponto de extremidade.

LoadBalancerProbe

Opcional. Contém propriedades que definem as configurações do ponto de extremidade que o balanceador de carga usa para monitorar a disponibilidade da Máquina Virtual antes de encaminhar o tráfego a ele.

LoadBalancerName

Opcional. Especifica o nome do balanceador de carga interno que está associado a este ponto de extremidade. O nome do balanceador de carga interna é especificado em LoadBalancers.

O elemento LoadBalancerName só estará disponível com a versão 01/05/2014 ou superior.

Protocolo

Obrigatória. Especifica o protocolo de transporte para o ponto de extremidade.

Os possíveis valores são:

  • TCP

  • UDP

O valor padrão é false.

EnableDirectServerReturn

Opcional. Especifica se o ponto de extremidade usa o Retorno Direto de Servidor. Não há suporte para o elemento EnableDirectServerReturn nos pontos de extremidade do RDP, do SSH ou do WinRM e quando as portas pública e local de um ponto de extremidade são diferentes. Você não pode desabilitar EnableDirectServerReturn em um ponto de extremidade. Se EnableDirectServerReturn for definido como true, você não poderá atualizar o valor de Protocol. É recomendável que esse elemento seja usado apenas ao configurar Máquinas Virtuais para SQL Server e Grupos de Disponibilidade AlwaysOn. Para obter mais informações, consulte Alta disponibilidade e recuperação de desastres para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

Os possíveis valores são:

  • true

  • false

O valor padrão é false.

EndpointAcl

Opcional. Contém uma coleção de regras que controlam o tráfego de rede para o ponto de extremidade.

O elemento EndpointAcl só está disponível com a versão 2013-06-01 ou superior.

Contém propriedades que definem as configurações do ponto de extremidade que o balanceador de carga usa para monitorar a disponibilidade da Máquina Virtual antes de encaminhar o tráfego a ele.

 

Nome do elemento Descrição

Caminho

Opcional. Especifica o caminho relativo a ser inspecionado para determinar o status de disponibilidade da Máquina Virtual. Se Protocolo estiver definido como TCP, esse valor deverá ser NULL.

Exemplo:

path

A sonda usará https://example.com/path para executar a investigação.

Porta

Opcional. Especifica a porta a ser usada para inspecionar o status de disponibilidade da Máquina Virtual.

Protocolo

Opcional. Especifica o protocolo a ser usado para inspecionar o status de disponibilidade da Máquina Virtual.

Os possíveis valores são:

  • HTTP

  • TCP

IntervalInSeconds

Opcional. Especifica o intervalo da sonda do balanceador de carga, em segundos. O valor mínimo é 5 segundos. O padrão é 15 segundos.

TimeoutInSeconds

Opcional. Especifica o tempo limite da sonda do balanceador de carga, em segundos. O valor mínimo é 11 segundos. O padrão é 31 segundos.

Contém uma coleção de regras que controlam o tráfego de rede para o ponto de extremidade.

 

Nome do elemento Descrição

Regras

Obrigatória. Especifica uma coleção de regras de controle de acesso. São permitidas no máximo 50 regras.

Regra

Obrigatória. Especifica a definição de uma regra de controle de acesso.

Pedido

Obrigatória. Especifica a prioridade da regra. O valor pode ser entre 0 e 65535. O número do pedido deve ser exclusivo para cada regra na coleção Quanto menor for o número do pedido, maior será a prioridade da regra.

Ação

Obrigatória. Especifica se o tráfego que coincide com a regra deve ser permitido ou negado.

Os possíveis valores são:

  • permit

  • deny

RemoteSubnet

Obrigatória. Especifica a sub-rede da regra. A sub-rede deve estar na notação CIDR (Roteamento entre Domínios sem Classificação) de IPV4 e deve ser uma sub-rede válida.

Por exemplo, 10.0.0.0/24

Descrição

Opcional. Especifica uma descrição da regra. A descrição pode ter no máximo 256 caracteres.

Contém um endereço IP público que pode ser usado em conjunto com o padrão de endereço IP virtual para a máquina virtual.

 

Nome do elemento Descrição

PublicIP

Obrigatória. Especifica um endereço IP público adicional que pode ser usado para se comunicar com a máquina virtual.

Nome

Obrigatória. Especifica o nome do endereço IP público.

Contém uma lista de sub-redes às quais a Máquina Virtual pertence.

 

Nome do elemento Descrição

SubnetName

Obrigatória. Especifica o nome de uma sub-rede à qual a Máquina Virtual pertence.

Contém os parâmetros que são usados para adicionar um disco de dados a uma Máquina Virtual.

 

Nome do elemento Descrição

DataVirtualHardDisk

Obrigatória. Especifica as propriedades que são usadas para criar um disco de dados.

HostCaching

Opcional. Especifica o comportamento de cache do disco de dados para a eficiência de leitura/gravação. Definir essa propriedade afeta a consistência de disco.

Os possíveis valores são:

  • None

  • ReadOnly

  • ReadWrite

O valor padrão é None.

DiskName

Opcional. Se o disco que está sendo adicionado já estiver registrado na assinatura, esse elemento será usado para identificar o disco a ser adicionado. Se um novo disco e o VHD associado estiverem sendo criados pelo Azure, esse elemento não será usado, e o Azure atribuirá um nome exclusivo que é uma combinação do nome da implantação, do nome da função e do número de identificação.

O nome do disco deve conter apenas caracteres alfanuméricos, sublinhados, pontos ou traços. O nome deve conter no máximo 256 caracteres. O nome não deve terminar com um ponto ou traço.

Lun

Opcional. Especifica o Número de Unidade Lógica (LUN) para o disco de dados. Se o disco for o primeiro disco adicionado, esse elemento será opcional e o valor padrão 0 será usado. Se mais de um disco for adicionado, esse elemento será obrigatório.

Você pode usar Obter função para localizar os números LUN que já estão em uso.

Os valores válidos de LUN são 0 a 15.

LogicalDiskSizeInGB

Opcional. Especifica o tamanho, em GB, de um disco vazio a ser anexado à Máquina Virtual. Se o disco que está sendo adicionado já estiver registrado na assinatura, esse elemento será ignorado. Se o disco e o VHD estiverem sendo criados pelo Azure quando o elemento for adicionado, esse elemento definirá o tamanho do novo disco.

O número de discos que podem ser adicionados a uma Máquina Virtual é limitado pelo tamanho da máquina. Para obter mais informações, consulte Tamanhos de máquinas virtuais e serviço de nuvem para o Azure.

MediaLink

Opcional. Se o disco que está sendo adicionado já estiver registrado na assinatura, ou se o VHD para o disco já existir no armazenamento de blob, esse elemento será ignorado. Se um arquivo VHD não existir no armazenamento de blob, esse elemento definirá a localização do novo VHD que é criado quando o novo disco é adicionado.

Exemplo:

http://example.blob.core.windows.net/disks/mydatadisk.vhd

SourceMediaLink

Opcional. Se o disco que está sendo adicionado já estiver registrado na assinatura, ou se o VHD para o disco não existir no armazenamento de blob, esse elemento será ignorado. Se o arquivo VHD existir no armazenamento de blob, esse elemento definirá o caminho para o VHD e um disco será registrado a partir dele e será anexado à máquina virtual.

Contém os parâmetros que são usados para criar o disco do sistema operacional para uma Máquina Virtual.

 

Nome do elemento Descrição

HostCaching

Opcional. Especifica o modo de cache do disco do sistema operacional. Essa configuração afeta a consistência e o desempenho do disco.

Os possíveis valores são:

  • ReadOnly

  • ReadWrite

O valor padrão é ReadWrite.

noteObservação
A alteração desse valor leva à reinicialização da Máquina Virtual.

DiskLabel

Opcional. Especifica a descrição do disco.

MediaLink

Opcional. Especifica a localização do arquivo VHD que é criado quando SourceImageName especifica uma imagem de plataforma.

Exemplo:

http://contoso.blob.core.windows.net/disks/mydisk.vhd

SourceImageName

Opcional. Especifica o nome da imagem a ser usado para criar a Máquina Virtual. É possível especificar uma imagem de usuário ou uma imagem de plataforma. Uma imagem é sempre associada a um VHD, que é um arquivo .vhd armazenado como um blob de páginas em uma conta de armazenamento no Azure. Se você especificar uma imagem de plataforma, um VHD associado será criado e você deverá usar o elemento MediaLink para especificar a localização no armazenamento onde o VHD estará localizado.

Contém uma coleção de extensões de recurso que serão instaladas na Máquina Virtual. Uma extensão de recurso é um componente de software instalado na Máquina Virtual. O VM Agent deve ser instalado na máquina virtual para instalar as extensões de recursos.

 

Nome do elemento Descrição

ResourceExtensionReference

Obrigatória. Especifica as propriedades de uma extensão de recurso que deve ser instalada na Máquina Virtual.

ReferenceName

Obrigatória. Especifica o nome de referência da extensão de recurso.

Publicador

Obrigatória. Especifica o nome do publicador que criou a extensão de recurso. Você pode usar List Resource Extensions para localizar o nome do publicador de uma extensão de recurso.

Nome

Obrigatória. Especifica o nome da extensão de recurso. Você pode usar Listar extensões de recurso para localizar os nomes das extensões de recurso disponíveis.

Versão

Obrigatória. Especifica a versão da extensão de recurso. Você pode definir esse valor como * para usar a versão mais recente da extensão. Se a extensão tiver sido adicionada ou atualizada recentemente, o valor de ReplicationCompleted deverá estar definido como true para que seja possível usar a versão da extensão. Você pode usar Listar versões da extensão de recurso para determinar o status de replicação e as versões disponíveis da extensão.

ResourceExtensionParameterValues

Opcional. Contém uma coleção de parâmetros que são passados para a extensão de recurso quando ela é instalada.

Estado

Opcional. Especifica o estado da extensão de recurso.

Os possíveis valores são:

  • enable

  • disable

  • uninstall

O valor padrão é enable. Uma nova extensão deve ser adicionada com o estado enable.

O estado uninstall só estará disponível com a versão 2014-04-01 ou superior.

Contém uma coleção de parâmetros que são passados para a extensão de recurso quando ela é instalada.

 

Nome do elemento Descrição

ResourceExtensionParameterValue

Obrigatória. Especifica a chave, o valor e o tipo do parâmetro.

Chave

Obrigatória. Especifica a chave do parâmetro.

Valor

Obrigatória. Especifica o valor codificado na base 64 do parâmetro. Se a configuração da extensão estiver formatada em XML, esse valor será validado usando o esquema público ou privado. O esquema usado depende do valor de Type.

Se a configuração da extensão estiver formatada em JSON, esse valor deverá conter um objeto JSON válido. Os esquemas públicos ou privados não podem ser usados para validar o objeto. Para usar um objeto JSON, a versão deve ser 2014-04-01 ou superior.

Tipo

Obrigatória. Especifica o tipo da extensão de recurso.

Os possíveis valores são:

  • Public

  • Private

Se esse valor for definido como Private, o parâmetro não será retornado por Get Deployment.

A resposta inclui um código de status HTTP, um conjunto de cabeçalhos de resposta e um corpo de resposta.

Uma operação bem-sucedida retorna o código de status 202 (Aceito). Para obter informações sobre códigos de status, consulte Status de Gerenciamento de Serviço e códigos de erro.

A resposta para esta operação inclui os cabeçalhos a seguir. A resposta também pode incluir cabeçalhos padrão HTTP adicionais. Todos os cabeçalhos padrão obedecem à especificação de protocolo HTTP/1.1.

 

Cabeçalho de resposta Descrição

x-ms-request-id

Um valor que identifica exclusivamente uma solicitação feita no serviço de gerenciamento.

Você também pode usar o cmdlet Update-AzureVM para alterar a configuração de uma Máquina Virtual.

Mostrar:
© 2014 Microsoft