Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Máquinas virtuais

Atualizado: maio de 2014

O serviço Máquinas Virtuais do Azure fornece recursos de computação escalonáveis sob demanda. Uma máquina virtual do Azure é um servidor na nuvem que você configura e mantém de acordo com suas necessidades. Ela oferece a flexibilidade da virtualização sem a despesa de comprar ou manter o hardware para hospedá-la.

Com uma máquina virtual no Azure, você pode:

  • Implantar as versões disponíveis do Windows Server ou distribuições dos sistemas operacionais Linux escolhendo entre as imagens pré-configuradas. Ou você pode carregar um VHD (disco rígido virtual) que contém um sistema operacional de servidor e utilizá-lo para criar máquinas virtuais.

  • Criar e conectar várias máquinas virtuais, para que você possa balancear a carga do tráfego entre elas.

  • Usar os modos automatizados e manuais para criar, gerenciar e excluir uma máquina virtual. Você pode usar o portal da web (Portal de Gerenciamento do Azure), os cmdlets do Windows PowerShell ou as APIs de gerenciamento de serviços.

  • Excluí-la e recriá-la sempre que precisar, como você faz com qualquer outra máquina virtual.

Este artigo descreve como você pode criar e interagir com uma máquina virtual. Se você prefere aprender sobre máquinas virtuais experimentando-as, encontre instruções na seção Documentação no site do Azure. Para encontrar respostas a algumas das perguntas mais comuns sobre máquinas virtuais, consulte o tópico Perguntas frequentes sobre máquinas virtuais do Azure.

Para obter informações sobre os sistemas operacionais de servidor, funções e cargas de trabalho com suporte ou aprovados para uso com as VMs do Azure, consulte:

Ao criar uma máquina virtual, você precisará escolher:

  • O tamanho da máquina virtual. Isso determina a configuração, como o número de núcleos de CPU, a quantidade de memória e a capacidade de armazenamento. Para obter detalhes, consulte Tamanhos de Máquina Virtual e Serviços de Nuvem para Azure.

  • O sistema operacional. Você pode escolher entre as imagens de estoque, algumas das quais incluem o SQL Server ou o Sharepoint. Ou, se você carregar seu próprio VHD, poderá usá-lo como uma imagem personalizada da máquina virtual.

  • A configuração da rede. Se você quiser que uma máquina virtual use uma rede virtual, precisará especificar a rede virtual ao criar a máquina virtual. Para obter mais informações, consulte o Visão geral da rede virtual.

  • A configuração do serviço de nuvem. Cada máquina virtual é armazenada em um serviço de nuvem sozinha ou com outras máquinas virtuais. Quando você coloca máquinas virtuais no mesmo serviço de nuvem, pode balancear a carga dos aplicativos e serviços configurando pontos de extremidade com balanceamento de carga. Para obter instruções, consulte Balanceando a carga de máquinas virtuais.

As formas de se comunicar ou interagir com uma máquina virtual e o que é necessário para permitir essa interação são resumidos a seguir.

As extensões podem ajudar a configurar e interagir com uma máquina virtual do Windows. Por exemplo, quando você não pode acessar o SO convidado porque esqueceu a senha, uma extensão pode redefinir a senha. Isso é importante porque não é possível se conectar diretamente ao console de uma máquina virtual.

TipDica
Os cmdlets de acesso da máquina virtual ajudam-no a redefinir sua senha. Eles também podem reconfigurar o acesso RDP. Para mais informações de referência, consulte Get-AzureVMAccessExtension e Set-AzureVMAccessExtension.

Estas extensões são instaladas e gerenciadas por meio do Agente de VM. Isto significa que você terá que instalar primeiro o Agente de VM para que possa instalar extensões. Você pode instalar o agente em máquinas virtuais existentes e novas. Em máquinas virtuais Windows existentes, use o pacote de instalação para o Agente de VM, disponível a partir do Centro de Download. Em máquinas virtuais Windows novas, o método de instalação é diferente, dependendo se você for usar uma imagem fornecida pelo Azure ou uma de sua preferência. Veja os detalhes a seguir:

  • Use uma imagem do portal - instale o VM Agent ao criar a máquina virtual. Se você usar o portal, a opção Criação Rápida instalará o VM Agent automaticamente. Se você usar a opção Da Galeria, selecione Instalar o VM Agent. Se você usar o cmdlet New-AzureVM ou New-AzureQuickVM, o VM Agent será instalado automaticamente.

  • Use sua própria imagem - instale o VM Agent no sistema operacional antes de carregá-lo no Azure e adicioná-lo como imagem. Você pode obter o pacote de instalação do VM Agent no Centro de Downloads.

Após instalar o VM Agent, você poderá usar os cmdlets para localizar e gerenciar extensões. Os seguintes cmdlets ajudam você a fazer isso:

Para obter mais informações, consulte Gerenciar extensões. Para obter uma lista das extensões disponíveis, consulte “Saiba mais sobre as extensões disponíveis" nesse artigo.

Todas as máquinas virtuais no mesmo serviço em nuvem ou rede virtual podem se comunicar automaticamente entre si através de um canal de rede privada. No entanto, para se comunicar com outros recursos na Internet ou outras redes virtuais, uma máquina virtual usa pontos de extremidade. Esses pontos de extremidade manipulam o tráfego de rede de entrada para a máquina virtual. Para obter instruções, consulte Como configurar a comunicação com uma máquina virtual

A maneira como você faz logon em uma máquina virtual variará de acordo com o sistema operacional: Windows Server ou Linux. Para obter uma visão geral dos requisitos e dicas de solução de problemas, consulte Conecte a uma máquina virtual do Azure com RDP ou SSH.

Para uma máquina virtual que executa o Windows Server, você pode usar a Área de Trabalho Remota. No Portal de Gerenciamento, clique no botão Conectar para iniciar uma Conexão de Área de Trabalho Remota. Para obter instruções, consulte Como fazer logon em uma máquina virtual que executa o Windows Server.

Para uma máquina virtual que executa o sistema operacional Linux, use um cliente SSH para fazer logon. Você precisará instalar um cliente SSH no computador que você deseja usar para fazer logon na máquina virtual. Há muitos programas cliente SSH disponíveis. Estas são algumas opções:

A Comunicação Remota do Windows PowerShell permite que você se conecte remotamente a um ou mais computadores de uma sessão do Windows PowerShell para executar comandos diretamente em computadores remotos. Você pode configurar sua máquina virtual para permitir a Comunicação Remota do Windows PowerShell quando ela for criada ou em um momento posterior. Você configura a máquina virtual adicionando um ponto de extremidade que especifica a porta e o protocolo a ser usado. Para obter instruções sobre como adicionar um ponto de extremidade, consulte Como configurar pontos de extremidade para uma máquina virtual. Para obter mais informações sobre a comunicação remota, consulte about_Remote_FAQ.

Mostrar:
© 2014 Microsoft