Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Predefinição de Tarefa para o Empacotador de Mídia do Azure

Atualizado: agosto de 2014

Este tópico contém arquivos de configuração XML de modelo para a execução de tarefas do Serviços de Mídia do Microsoft Azure usando o processador de mídia Azure Media Packager. Esses arquivos de configuração podem ser referenciados como uma predefinição de configuração ao ser executada uma das seguintes tarefas:

Para obter mais informações sobre como usar esses arquivos de configuração com o Serviços de Mídia, consulte Empacotamento estático.

O xml de configuração a seguir converte arquivos MP4 codificados com codecs de vídeo de H.264 (AVC) e de áudio AAC-LC em Smooth Streams. Copie o xml a seguir para um arquivo e nomeie o arquivo como MediaPackager_MP4ToSmooth.xml.

Você pode referenciar esse arquivo como uma predefinição de configuração ao converter o conteúdo de MP4 em smooth streaming.

<taskDefinition xmlns="http://schemas.microsoft.com/iis/media/v4/TM/TaskDefinition#">
  <name>MP4 to Smooth Streams</name>
  <id>5e1e1a1c-bba6-11df-8991-0019d1916af0</id>
  <description xml:lang="en" />
  <inputFolder />
  <properties namespace="http://schemas.microsoft.com/iis/media/V4/TM/MP4ToSmooth#" prefix="mp4">
    <property name="keepSourceNames" value="false" />
  </properties>
  <taskCode>
    <type>Microsoft.Web.Media.TransformManager.MP4toSmooth.MP4toSmooth_Task, Microsoft.Web.Media.TransformManager.MP4toSmooth, Version=1.0.0.0, Culture=neutral, PublicKeyToken=31bf3856ad364e35</type>
  </taskCode>
</taskDefinition>

A tabela a seguir explica as propriedades do xml MP4 to Smooth Streams:

 

Nome Obrigatório Descrição

keepSourceNames

false

Essa propriedade instrui a tarefa de MP4 para Smooth a manter o nome de arquivo original, em vez de adicionar as informações de taxa de bits.

O método PackageMP4ToSmoothStreamingTask definido no tópico Usando a criptografia estática para proteger seu conteúdo com o PlayReady mostra como usar o processador de mídia Azure Media Packager para converter MP4s em Smooth Streaming.

Os Serviços de Mídia do Azure só dão suporte à conversão de Smooth Streaming para HLS; portanto, você não pode codificar nem converter de quaisquer outros formatos para HLS.

O xml de configuração a seguir converte Smooth Streams codificados com codecs de vídeo H.264 (AVC) e de áudio AAC-LC em Apple HTTP Live Streams (MPEG-2 TS) e cria um arquivo de lista de reprodução de Apple HTTP Live Streaming (.m3u8) para a apresentação convertida.

ImportantImportante
Para converter em Apple HTTP Live Streaming, as faixas de vídeo de Smooth Streaming devem conter apenas vídeo H.264 (AVC). Não há suporte para VC-1. As faixas de áudio de Smooth Streaming devem conter apenas codecs de áudio AAC-LC ou HE-AAC. Não há suporte a Dolby DD+ para a conversão em Apple HTTP Live Streams.

Copie o xml a seguir para um arquivo e nomeie o arquivo como MediaPackager_SmoothToHLS.xml. Você pode referenciar esse arquivo como uma predefinição de configuração ao converter o conteúdo Smooth Streaming para o formato Apple HLS.

 <taskDefinition xmlns="http://schemas.microsoft.com/iis/media/v4/TM/TaskDefinition#">
    <name>Smooth Streams to Apple HTTP Live Streams</name>
    <id>A72D7A5D-3022-45f2-89B4-1DDC5457C111</id>
    <description xml:lang="en" />
    <inputFolder />
    <outputFolder>TS_Out</outputFolder>
    <properties namespace="http://schemas.microsoft.com/iis/media/AppleHTTP#" prefix="hls">
        <property name="maxbitrate" value="6600000" />
        <property name="manifest" value="" />
        <property name="segment" value="10" />
        <property name="log" value="" />
        <property name="encrypt" value="false" />
        <property name="pid" value="" />
        <property name="codecs" value="false" />
        <property name="backwardcompatible" value="false" />
        <property name="allowcaching" value="true" />
        <property name="key" value="" />
        <property name="keyuri" value="" />
        <property name="overwrite" value="true" />
    </properties>
    <taskCode>
        <type>Microsoft.Web.Media.TransformManager.SmoothToHLS.SmoothToHLSTask, Microsoft.Web.Media.TransformManager.SmoothToHLS, Version=1.0.0.0, Culture=neutral, PublicKeyToken=31bf3856ad364e35</type>
    </taskCode>
</taskDefinition>
noteObservação
Se você quiser que o HLS seja criptografado com AES, defina a propriedade encrypt como true, defina o valor key e o valor keyuri para seu servidor de autenticação/autorização.

Os Serviços de Mídia criarão um arquivo de chave e o colocarão no contêiner de ativo. Você deve copiar o arquivo /asset-containerguid/*.key para seu servidor (ou criar seu próprio arquivo de chave) e excluir o arquivo *.key do contêiner de ativo. Para obter mais informações, consulte Usando a criptografia estática para proteger HLSv3 com AES-128.

A tabela a seguir explica as propriedades do xml Smooth Streams to Apple HTTP Live Streams:

 

Nome Obrigatório Descrição

maxbitrate

verdadeiro

A taxa de bits máxima, em bits por segundo (bps), a ser convertida em MPEG-2 TS. Smooth Streams sob demanda iguais ou inferiores a esse valor são convertidos em segmentos MPEG-2 TS. Smooth Streams acima desse valor não são convertidos. A maioria dos dispositivos da Apple pode reproduzir mídia codificada com taxas de bits de até 6.600 Kbps.

manifest

false

O nome do arquivo a ser usado para o arquivo de lista de reprodução Apple HTTP Live Streaming convertido (um arquivo com uma extensão de nome de arquivo .m3u8). Se nenhum valor for especificado, será usado o valor padrão: &lt;ISM_file_name&gt;-m3u8-aapl.m3u8

segment

false

A duração de cada segmento MPEG-2 TS, em segundos. A configuração recomendada pela Apple para a maioria dos dispositivos digitais móveis da Apple é de 10 segundos.

log

false

O nome do arquivo a ser usado para um arquivo de log (com uma extensão de nome de arquivo .log) que registra a atividade de conversão. Se você especificar um nome de arquivo de log, o arquivo será armazenado na pasta de saída de tarefa.

encrypt

false

Habilita a criptografia de segmentos MPEG-2 TS usando AES (Advanced Encryption Standard) com uma chave de 128 bits (AES-128).

pid

false

A ID de programa da apresentação MPEG-2 TS. Codificações diferentes de fluxos MPEG-2 TS na mesma apresentação usam a mesma ID de programa para que os clientes possam facilmente alternar entre taxas de bits.

codecs

false

Habilita identificadores de formato de codec, conforme definido por RFC 4281, para serem incluídos no arquivo de lista de reprodução Apple HTTP Live Streaming (.m3u8).

backwardcompatible

false

Habilita a reprodução da apresentação MPEG-2 TS em dispositivos que usam o sistema operacional móvel Apple iOS 3.0.

allowcaching

false

Habilita os segmentos TS MPEG-2 para serem armazenados em cache em dispositivos da Apple para reprodução posterior.

key

false

A representação hexadecimal do valor da chave de conteúdo de 16 octetos que é usada para criptografia.

keyuri

false

Um URI alternativo a ser usado pelos clientes para baixar o arquivo de chave. Se nenhum valor for especificado, presume-se que o ponto de publicação de Live Smooth Streaming forneça o arquivo de chave.

overwrite

false

Habilita os arquivos existentes na pasta de saída a serem substituídos, se arquivos de saída convertidos tiverem nomes de arquivos idênticos.

O tópico Usando a criptografia estática para proteger HLSv3 com AES-128 mostra como usar o processador de mídia Azure Media Packager para converter Smooth Streaming em HLS.

O xml de configuração a seguir prepara o ativo MP4 para empacotamento dinâmico. Copie o xml a seguir para um arquivo e nomeie o arquivo como MediaPackager_ValidateTask.xml.

Você pode referenciar esse arquivo como uma predefinição de configuração para uma tarefa que verifica se um ativo que contém um conjunto de arquivos de taxa de bits adaptáveis existentes pode ser convertido em formato Smooth Streaming ou Apple HLS. Você usaria essa predefinição ao trabalhar com empacotamento dinâmico. Para obter mais informações, consulte Empacotamento Dinâmico.

<taskDefinition xmlns="http://schemas.microsoft.com/iis/media/v4/TM/TaskDefinition#">
    <name>MP4 Preprocessor</name>
    <id>859515BF-9BA3-4BDD-A3B6-400CEF07F870</id>
    <description xml:lang="en" />
    <inputFolder />
    <properties namespace="http://schemas.microsoft.com/iis/media/V4/TM/MP4Preprocessor#" prefix="mp4p">
    <property name="SmoothRequired" value="true" />
    <property name="HLSRequired" value="true" />
    </properties>
    <taskCode>
  <type>Microsoft.Web.Media.TransformManager.MP4PreProcessor.MP4Preprocessor_Task, Microsoft.Web.Media.TransformManager.MP4Preprocessor, Version=1.0.0.0, Culture=neutral, PublicKeyToken=31bf3856ad364e35</type>
    </taskCode>
</taskDefinition>

A tabela a seguir explica as propriedades do xml MP4 Preprocessor:

 

Nome Obrigatório Descrição

SmoothRequired

false

Se o valor da propriedade for definido como true, a tarefa de pré-processador verificará se o conteúdo especificado pode ser convertido em formato Smooth Streaming ou não. Se o conteúdo não puder ser convertido com êxito, a tarefa de validação de pré-processador falhará. Isso indica que o servidor de Streaming sob Demanda também não converterá esse conteúdo em Smooth Streaming.

HLSRequired

false

Se o valor da propriedade for definido como true, a tarefa de pré-processador verificará se o conteúdo especificado pode ser convertido no formato HLS ou não. Se o conteúdo não puder ser convertido com êxito, a tarefa de validação de pré-processador falhará. Isso indica que o servidor de Streaming sob Demanda também não converterá esse conteúdo em HLS.

O exemplo a seguir mostra como usar o processador de mídia Azure Media Packager para validar um conjunto de MP4 de várias taxas de bits Validar MP4 com múltiplas taxas de bits codificado com codificadores externos.

A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft