Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Modelo de configuração (cache na função para cache do Azure)

Atualizado: julho de 2010

noteObservação
Para orientação sobre como escolher a oferta Azure Cache para seu aplicativo, consulte Qual oferta de cache do Azure é ideal para mim?.

Este tópico descreve o uso de arquivos de configuração no Cache do Microsoft Azure. Existem dois tipos de parâmetros de configuração.

  1. Configuração de função

  2. Configuração de cliente

noteObservação
O suporte à capacidade de configurar uma função de para o Cache na Função só está disponível no Cache na Função baseado em função.

O Cache na Função oferece suporte à capacidade de hospedar o caching em uma função do . Esse tipo de caching é configurado como parte de um serviço de nuvem. Tipicamente, isso é feito no Visual Studio.

noteObservação
Os parâmetros de configuração descritos nesta seção aplicam-se apenas ao Cache na Função baseado em função. O Shared Caching só permite acessar o cache default. O Shared Caching não permite alterar as propriedades do cache default.

Para entender os parâmetros de configuração, é útil correlacioná-los às opções da interface de usuário do Visual Studio. A captura de tela a seguir mostra uma parte da guia Cache na caixa de diálogo de propriedades da função.

Caching de janela de propriedades colocalizadas

Além de ativar o Cache na Função, também é possível criar um ou mais caches nomeados. Cada cache especifica suas próprias propriedades. A captura de tela a seguir mostra essa parte da guia de propriedades de Cache.

Propriedades do armazenamento em cache para caches nomeados

Essas seleções da interface de usuário são armazenadas em arquivos de configuração. Primeiramente, o módulo Caching é carregado para a seção Imports do arquivo ServiceDefinition.csdef. O trecho de XML a seguir mostra essa linha.

<Import moduleName="Caching" />

Todas as outras configurações do Cache na Função são armazenadas no arquivo ServiceConfiguration.cscfg. Por exemplo, aqui estão as configurações do arquivo ServiceConfiguration.cscfg correspondentes às seleções de guia Cache mostradas anteriormente.

  <Role name="WebRole1">
    <Instances count="2" />
    <ConfigurationSettings>
      <Setting name="Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Diagnostics.ConnectionString" value="UseDevelopmentStorage=true" />
      <Setting name="Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Caching.NamedCaches" value="{&quot;caches&quot;:[{&quot;name&quot;:&quot;NamedCache1&quot;,&quot;policy&quot;:{&quot;eviction&quot;:{&quot;type&quot;:0},&quot;expiration&quot;:{&quot;defaultTTL&quot;:20,&quot;isExpirable&quot;:true,&quot;type&quot;:2},&quot;serverNotification&quot;:{&quot;isEnabled&quot;:true}},&quot;secondaries&quot;:1},{&quot;name&quot;:&quot;NamedCache2&quot;,&quot;policy&quot;:{&quot;eviction&quot;:{&quot;type&quot;:-1},&quot;expiration&quot;:{&quot;defaultTTL&quot;:25,&quot;isExpirable&quot;:true,&quot;type&quot;:1},&quot;serverNotification&quot;:{&quot;isEnabled&quot;:false}},&quot;secondaries&quot;:0}]}" />
      <Setting name="Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Caching.Loglevel" value="" />
      <Setting name="Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Caching.CacheSizePercentage" value="30" />
      <Setting name="Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Caching.ConfigStoreConnectionString" value="UseDevelopmentStorage=true" />
    </ConfigurationSettings>
  </Role>

Nessa configuração de função, a maioria dos parâmetros de Cache na Função tem uma correlação simples com as opções da guia Cache. Entretanto, a configuração Microsoft.WindowsAzure.Plugins.Caching.NamedCaches é mais difícil de ler. Ela usa sintaxe JSON para descrever as propriedades de cada cache nomeado e todas as aspas duplas são substituídas por &quot;. Para obter uma referência dos parâmetros de configuração de função, consulte Parâmetros de configuração de função para cache na função (ServiceConfiguration.cscfg).

Um cliente de cache é qualquer código de aplicativo que acesse um cache . No código, cada cliente de cache é associado a um objeto DataCacheFactory. A fábrica retorna um objeto DataCache que é usado para acessar o cache. As configurações reais do cliente de cache podem ser carregadas de um aplicativo ou arquivo de configuração web.config.

O exemplo a seguir demonstra as seções relevantes para configurar uma seção dataCacheClient chamada default em um arquivo de configuração. Isso é específico para Cache na Função baseado em função.

<?xml version="1.0" encoding="utf-8"?>
<configuration>
  <configSections>
    <section name="dataCacheClients" type="Microsoft.ApplicationServer.Caching.DataCacheClientsSection, Microsoft.ApplicationServer.Caching.Core" allowLocation="true" allowDefinition="Everywhere" />
  </configSections>
  <dataCacheClients>
    <tracing sinkType="DiagnosticSink" traceLevel="Error" />
    <dataCacheClient name="default">
      <autoDiscover isEnabled="true" identifier="WebRole1" />
    </dataCacheClient>
  </dataCacheClients>
</configuration>

Para obter uma referência desses parâmetros de configuração de cliente, consulte Parâmetros de configuração de cliente de cache na função (Web.config). Para obter instruções passo a passo mostrando como configurar clientes do Cache na Função baseado em função, consulte Como usar o cache do Azure.

Para o Shared Caching, o elemento autoDiscover não é usado. O Shared Caching requer a adição dos elementos hosts e securityProperties. Isso fornece informações sobre onde o cache compartilhado está localizado e quais são as permissões de segurança para acessá-lo.

<dataCacheClient name="default">
  <hosts>
    <host name="[CACHENAME].cache.windows.net" cachePort="22233" />
  </hosts>

  <securityProperties mode="Message">
    <messageSecurity 
      authorizationInfo="[SECURITYKEY]">
    </messageSecurity>
  </securityProperties>
</dataCacheClient>

Para obter mais informações sobre como usar arquivos de configuração para o Shared Caching, consulte Como: Configurar um Cliente de Cache usando o arquivo de Configuração de Aplicativo (Azure Shared Caching).

Consulte também

Mostrar:
© 2014 Microsoft