Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Sobre as métricas da Análise de Armazenamento

Atualizado: dezembro de 2013

A Análise de Armazenamento pode armazenar métricas que incluem estatísticas de transações agregadas e dados de capacidade sobre um serviço de armazenamento. As transações são relatadas tanto no nível de operação da API quanto no nível de serviço de armazenamento e a capacidade é relatada no nível de serviço de armazenamento. Os dados de métricas podem ser usados para analisar o uso do serviço de armazenamento, problemas de diagnóstico com solicitações feitas no serviço de armazenamento e para melhorar o desempenho de aplicativos que usam um serviço.

Para usar a Análise de Armazenamento, você deve habilitá-la separadamente para cada serviço que deseja monitorar. Você pode habilitá-lo do Portal de Gerenciamento do Windows Azure; para obter detalhes, consulte Como monitorar uma conta de armazenamento. Você também pode habilitar a análise de armazenamento programaticamente por meio da API REST ou da biblioteca de cliente. Use as operações Obter propriedades do serviço BlobObter propriedades do serviço Fila e Obter propriedades do serviço Tabela para habilitar a análise de armazenamento para cada serviço.

Um conjunto de dados avançado será registrado em intervalos de horas ou minutos para cada serviço de armazenamento e operação de API solicitada, incluindo ingresso/egresso, disponibilidade, erros e percentuais da solicitação categorizados. É possível visualizar uma lista completa dos detalhes da transação no tópico Esquema da tabela de métricas de Análise de Armazenamento.

Os dados da transação são registrados em dois níveis: o nível de serviço e o nível de operação da API. No nível de serviço, as estatísticas que resumem todas as operações de API solicitadas serão gravadas em uma entidade da tabela a cada hora, mesmo que nenhuma solicitação seja feita ao serviço. No nível de operação da API, as estatísticas serão gravadas somente em uma entidade se a operação tiver sido solicitada nessa hora.

Por exemplo, se você executar uma operação GetBlob no serviço Blob, as métricas do Storage Analytics registrarão em log a solicitação e a incluirão nos dados agregados para o serviço Blob, bem como a operação GetBlob. No entanto, se nenhuma operação GetBlob for solicitada durante a hora, uma entidade não será gravada no $MetricsTransactionsBlob dessa operação.

As métricas de transação são registradas tanto para as solicitações do usuário quanto para as solicitações feitas pela própria Análise de Armazenamento. Por exemplo, as solicitações da Análise de Armazenamento para gravar logs e entidades de tabela são registradas. Para obter mais informações sobre como essas solicitações são cobradas, consulte Análise de Armazenamento e cobrança

noteObservação
Atualmente, as métricas de capacidade estão disponíveis apenas para o serviço Blob. As métricas de capacidade para os serviços Tabela e Fila estarão disponíveis nas versões futuras da Análise de Armazenamento.

Os dados de capacidade são gravados diariamente no serviço Blob de uma conta de armazenamento e duas entidades de tabela são gravadas. Uma entidade fornece estatísticas para dados de usuário e a outra fornece estatísticas sobre o contêiner de Blob $logs usado pela Análise de Armazenamento. A tabela $MetricsCapacityBlob inclui as seguintes estatísticas:

  • Capacity: a quantidade de armazenamento usada pelo serviço Blob da conta de armazenamento, em bytes.

  • ContainerCount: o número de contêineres de blob no serviço Blob da conta de armazenamento.

  • ObjectCount: o número de blobs de blocos e de páginas confirmados e não confirmados no serviço Blob da conta de armazenamento.

Para obter mais informações sobre as métricas de capacidade, consulte Esquema da tabela de métricas de Análise de Armazenamento.

Todos os dados das métricas para cada um dos serviços de armazenamento são armazenados em três tabelas reservadas para esse serviço: uma tabela para informações de transação, uma para informações de transações de minutos e outra para informações de capacidade. As informações de transação e de transações de minutos consiste em dados de solicitação e de resposta, e as informações de capacidade consistem em dados de uso de armazenamento. As métricas de horas, minutos e a capacidade para o serviço Blob de uma conta de armazenamento podem ser acessadas nas tabelas chamadas da seguinte maneira conforme descrito na tabela a seguir:

 

Nível de métricas Nomes de tabela Suporte para versões

Métricas de hora em hora, local principal

  • $MetricsTransactionsBlob

  • $MetricsTransactionsTable

  • $MetricsTransactionsQueue

Versões anteriores a 2013-08-15 somente. Embora esses nomes ainda tenham suporte, é recomendado que você alterne para usar as tabelas listadas abaixo.

Métricas de hora em hora, local principal

  • $MetricsHourPrimaryTransactionsBlob

  • $MetricsHourPrimaryTransactionsTable

  • $MetricsHourPrimaryTransactionsQueue

Todas as versões incluindo 2013-08-15

Métricas por minuto, local principal

  • $MetricsMinutePrimaryTransactionsBlob

  • $MetricsMinutePrimaryTransactionsTable

  • $MetricsMinutePrimaryTransactionsQueue

Todas as versões incluindo 2013-08-15

Métricas de hora em hora, local secundário

  • $MetricsHourSecondaryTransactionsBlob

  • $MetricsHourSecondaryTransactionsTable

  • $MetricsHourSecondaryTransactionsQueue

Todas as versões incluindo 2013-08-15. A replicação georredundante de acesso de leitura deve ser habilitada.

Métricas por minuto, local secundário

  • $MetricsMinuteSecondaryTransactionsBlob

  • $MetricsMinuteSecondaryTransactionsTable

  • $MetricsMinuteSecondaryTransactionsQueue

Todas as versões incluindo 2013-08-15. A replicação georredundante de acesso de leitura deve ser habilitada.

Capacidade (serviço Blob somente)

$MetricsCapacityBlob

Todas as versões incluindo 2013-08-15

Essas tabelas são criadas automaticamente quando A análise de Armazenamento é habilitada para uma conta de armazenamento. Elas são acessadas por meio do namespace da conta de armazenamento, por exemplo: https://<accountname>.table.core.windows.net/Tables("$MetricsTransactionsBlob")

Todos os dados mas tabelas de métricas podem ser acessados usando as APIs do serviço Tabela, incluindo as APIs do .NET fornecidas pela biblioteca gerenciada do Windows Azure. O administrador da conta de armazenamento pode ler e excluir entidades de tabela, mas não pode criá-las nem atualizá-las.

Consulte também

Mostrar:
© 2014 Microsoft