Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Coletar dados de log usando o Diagnóstico do Windows Azure

Atualizado: dezembro de 2013

O Diagnóstico do Windows Azure permite coletar dados de diagnóstico de um aplicativo em execução no Windows Azure. Você pode usar dados de diagnóstico para depuração e solução de problemas, medição de desempenho, monitoramento de uso de recurso, análise de tráfego e planejamento de capacidade, e auditoria. Depois que os dados de diagnóstico forem coletados, eles podem ser transferidos para uma conta de armazenamento do Windows Azure para persistência. As transferências pode ser agendadas ou por demanda.

Você pode configurar o Diagnóstico usando um arquivo de configuração XML. Você também pode configurá-lo remotamente de um aplicativo em execução fora do Windows Azure. Por exemplo, você pode gerenciar o Diagnóstico de um aplicativo do painel personalizado em execução fora do Windows Azure. Ao gerenciar o diagnóstico remotamente, você poderá iniciar seu aplicativo com uma configuração de diagnóstico inicial e, em seguida, alterar essa configuração do código em execução fora do aplicativo sem ter que atualizar o aplicativo.

Veja a seguir mais informações sobre o Diagnóstico:

É possível coletar dados de diagnóstico importando o módulo Diagnóstico no modelo de serviço e, em seguida, configurando as fontes de dados a partir das quais os dados de diagnóstico são coletados. Você pode armazenar os dados de diagnóstico transferindo dados para o armazenamento do Windows Azure. O monitor de Diagnóstico é executado no Windows Azure e no Emulador de computação do Windows Azure para coletar os dados de diagnóstico para uma instância de função. Uma função da instância que usa o módulo Diagnóstico automaticamente inicia o monitor de diagnóstico quando a função da instância é iniciada. As fontes para dados de diagnóstico devem ser adicionadas à configuração do monitor de diagnóstico para coletar os dados. Além dos logs do Windows Azure, do IIS 7.0, e da infraestrutura do Windows Azure, você pode coletar dados de log de outras fontes tais como os logs de rastreamento de solicitação com falha do IIS, os logs de eventos do Windows, despejos de memória e logs de erros personalizados. Você pode começar a configurar o Diagnóstico usando as informações em Inicializar ou alterar a configuração de diagnóstico do Windows Azure.

Você pode adicionar a instrumentação de rastreamento e depuração para seu aplicativo do Windows Azure ao desenvolvê-lo, e pode usar essa instrumentação enquanto estiver desenvolvendo o aplicativo e depois de implantá-lo. A implementação de rastreamento pode ajudá-lo a validar o fluxo do aplicativo enquanto estiver em execução e você pode usar o rastreamento para depurar os problemas que podem ocorrer em seu aplicativo. Para obter mais informações sobre como instrumentar aplicativos para rastreamento, consulte Rastrear o fluxo do aplicativo do Windows Azure.

Você pode usar contadores de desempenho para medir a integridade do aplicativo do Windows Azure. Você pode coletar dados dos contadores de desempenho existentes ou criar contadores de desempenho personalizados para coletar dados adicionais. Para obter mais informações sobre contadores de desempenho, consulte Criar e usar contadores de desempenho em um aplicativo do Windows Azure.

É possível coletar dados de diagnóstico importando o módulo Diagnóstico no modelo de serviço e, em seguida, configurando as fontes de dados a partir das quais os dados de diagnóstico são coletados. Os dados de diagnóstico que são coletados nas fontes de dados não são persistidos a menos que sejam transferidos para o armazenamento do Windows Azure. Você configura o monitor de diagnóstico para usar uma conta de armazenamento específica para executar transferências. Para executar as transferências, verifique se as credenciais corretas foram usadas. O armazenamento de destino pode ser o emulador de armazenamento, se você estiver executando o aplicativo no emulador de computação, ou pode ser uma conta de armazenamento do Windows Azure, que é a mesma conta em que a configuração de diagnóstico está armazenada. Os dados de diagnóstico podem ser transferidos para armazenamento em intervalos agendados ou sob demanda. Para obter mais informações sobre como armazenar e exibir dados de diagnóstico, consulte Armazenar e exibir dados de diagnóstico no armazenamento do Windows Azure.

Para obter informações sobre alterações que causam interrupções no SDK do Windows Azure para .NET 2.0, consulte Breaking Changes in Azure Diagnostics (SDK 2.0).

Mostrar:
© 2014 Microsoft