Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Este tópico ainda não foi avaliado como - Avalie este tópico

Implantar um serviço no Windows Azure

Atualizado: novembro de 2010

O SDK do Windows Azure fornece um ambiente e as ferramentas para desenvolver serviços a serem implantados no Windows Azure. Você pode usar o emulador de computação do Windows Azure e o emulador de armazenamento para depurar seu aplicativo e executar testes de modo misto. Em seguida, use a ferramenta de linha de comando CSPack para empacotar o aplicativo para implantação para o ambiente de produção ou preparo do Windows Azure.

A figura a seguir mostra as fases do desenvolvimento e da implantação do serviço.

fe8dd18d-e573-4137-9dcf-fb9c850798e3

As seções a seguir explicam cada etapa do processo de implantação de serviço:

  1. Testar o serviço localmente usando o emulador de computação do Windows Azure

  2. Depurar seu serviço em modo misto

  3. Empacotar seu serviço usando o CSPack

  4. Implantar seu serviço com o Portal de Gerenciamento

Você pode depurar o serviço localmente, sem se conectar ao Windows Azure, usando os emuladores de computação e armazenamento. O emulador de computação do Windows Azure simula a malha do Windows Azure, permitindo que você possa execute e teste seu serviço localmente para assegurar que ele grava informações adequadas no log. Após a implantação do serviço no ambiente de preparação ou produção do Windows Azure, mensagens e alertas de registro são a única maneira de coletar informações de depuração. Você não pode anexar um depurador a um serviço implantado no Windows Azure. Para obter mais informações sobre como usar o emulador de computação para depurar seu serviço, consulte Uso das ferramentas do SDK do Windows Azure para empacotar, executar e implantar um aplicativo.

O serviço do emulador de armazenamento simula os serviços de armazenamento do Windows Azure, permitindo que você execute e depure o código que chama em serviços de armazenamento e, juntamente com o emulador de computação, o ajuda a testar o serviço no ambiente local. Quando o serviço estiver em execução no ambiente de desenvolvimento local, você pode alterar seus arquivos de configuração para se conectar ao Windows Azure e testar em relação aos serviços de armazenamento de produção no modo misto.

Quando seu serviço está conectado aos serviços de armazenamento de produção do Windows Azure, ele é executado em modo misto, o que significa que o serviço é executado no emulador de computação, mas seus dados são hospedados no Windows Azure. Quando o teste local estiver concluído, usar o modo misto permite que você teste seu serviço em um ambiente de produção.

Depois de depurar seu serviço em modo misto, você estará pronto para empacotá-lo para implantação no Windows Azure.

Após a conclusão da depuração, use Ferramenta de linha de comando CSPack para empacotar o serviço para implantação no ambiente de preparação ou produção do Windows Azure. O utilitário cspack.exe gera um arquivo de pacote de serviço que você pode carregar no Windows Azure usando o Portal de Gerenciamento do Windows Azure. O nome padrão do pacote é <service-name>.cspkg, mas você poderá especificar um nome diferente se desejar.

Se você tiver instalado as Ferramentas do Windows Azure para Microsoft Visual Studio, poderá empacotar e implantar seu serviço de dentro do Visual Studio. Para obter mais informações, consulte Publishing the Windows Azure Application from Visual Studio.

Após o empacotamento do serviço, você pode usar o Portal de Gerenciamento do Windows Azure para criar um serviço de nuvem que pode implantar a um ambiente de preparação ou produção do Windows Azure.

Você precisará carregar dois arquivos:

  • O arquivo de pacote de serviço que você criou com o utilitário cspack.exe.

  • O arquivo de configuração de serviço, que fornece valores de configuração para seu serviço.

Quando você carregar seu pacote de serviço e o arquivo de configuração, receberá uma URL interna de preparo que poderá usar para testar seu serviço reservadamente no ambiente de preparação do Windows Azure. Quando você estiver pronto para colocar seu serviço em produção, alterne o serviço da URL de preparo para a URL de produção.

Para obter informações adicionais sobre como criar e implantar de um serviço de nuvem, consulte Como criar e implantar um serviço de nuvem (em inglês).

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.