VENDAS: 1-800-867-1389

Obter ACL da tabela

Atualizado: novembro de 2013

A operação Get Table ACL retorna detalhes sobre todas as políticas de acesso armazenadas especificadas na tabela, que podem ser usadas com assinaturas de acesso compartilhado. Para obter mais informações, consulte Estabelecendo uma política de acesso armazenada (API REST).

noteObservação
A operação Get Table ACL está disponível na versão 2012-02-12 e posterior.

noteObservação
Uma lista de controle de acesso (ACL) é uma lista de entradas de controle de acesso (ACE). Cada ACE em uma ACL identifica um objeto de confiança e especifica os direitos de acesso permitidos, negados ou auditados para esse objeto de confiança. Para obter mais informações, consulte Listas de Controle de Acesso.

A solicitação Get Table ACL pode ser criada da seguinte maneira. HTTPS é recomendado. Substitua myaccount pelo nome da sua conta de armazenamento:

 

Método URI de solicitação Versão de HTTP

GET/HEAD

https://myaccount.table.core.windows.net/mytable?comp=acl

HTTP/1.1

Ao fazer uma solicitação no serviço de armazenamento emulado, especifique o nome de host do emulador e a porta do serviço Tabela como 127.0.0.1:10002, seguido pelo nome da conta de armazenamento emulado:

 

Método URI de solicitação Versão de HTTP

GET/HEAD

http://127.0.0.1:10002/devstoreaccount1/mytable?comp=acl

HTTP/1.1

Para obter mais informações, consulte About Development Storage e Diferenças entre o emulador de armazenamento e os serviços de armazenamento do Azure.

Os seguintes parâmetros adicionais podem ser especificados no URI de solicitação.

 

Parâmetro Descrição

timeout

Opcional. O parâmetro timeout é expresso em segundos. Para obter mais informações, consulte Definindo tempos limite para operações de serviço Tabela.

A tabela a seguir descreve os cabeçalhos de solicitação obrigatórios e opcionais.

 

Cabeçalho de solicitação Descrição

Authorization

Obrigatória. Especifica o esquema de autenticação, o nome da conta e a assinatura. Para obter mais informações, consulte Autenticação federada para os Serviços de Armazenamento do Azure.

Date ou x-ms-date

Obrigatória. Especifica o Tempo Universal Coordenado (UTC) para a solicitação. Para obter mais informações, consulte Autenticação federada para os Serviços de Armazenamento do Azure.

x-ms-version

Obrigatório para todas as solicitações autenticadas. Especifica a versão da operação a ser usada para esta solicitação. Para obter mais informações, consulte Controle de versão para os Serviços de Armazenamento do Azure.

x-ms-client-request-id

Opcional. Fornece um valor opaco, gerado pelo cliente, com um limite de caracteres de 1 KB que é registrado nos logs de análise quando o log de análise de armazenamento está habilitado. É altamente recomendável usar esse cabeçalho para correlacionar atividades do cliente com solicitações recebidas pelo servidor. Para obter mais informações, consulte Sobre o registro em log da Análise de Armazenamento e Log do Windows Azure: Usando logs para rastrear solicitações de armazenamento.

A resposta inclui um código de status HTTP, um conjunto de cabeçalhos de resposta e um corpo de resposta.

Uma operação bem-sucedida retorna o código de status 200 (OK).

Para obter informações sobre códigos de status, consulte Status e códigos de erro.

A resposta para esta operação inclui os cabeçalhos a seguir. A resposta também pode incluir cabeçalhos padrão HTTP adicionais. Todos os cabeçalhos padrão obedecem à especificação de protocolo HTTP/1.1.

 

Cabeçalho de resposta Descrição

x-ms-request-id

Esse cabeçalho identifica a solicitação que foi feita de forma exclusiva e pode ser usado para solucionar problemas na solicitação. Para obter mais informações, consulte Solucionando problemas de operações de API.

x-ms-version

Indica a versão do serviço Tabela usado para executar a solicitação. Esse cabeçalho é retornado para solicitações feitas na versão 2009-09-19 e mais recente.

Date

Um valor de data/hora UTC gerado pelo serviço que indica a hora em que a resposta foi iniciada.

Se uma política de acesso armazenada tiver sido especificada na tabela, Get Table ACL retornará o identificador assinado e a política de acesso no corpo da resposta.

<?xml version="1.0" encoding="utf-8"?>
<SignedIdentifiers>
  <SignedIdentifier>
    <Id>unique-value</Id>
    <AccessPolicy>
      <Start>start-time</Start>
      <Expiry>expiry-time</Expiry>
      <Permission>abbreviated-permission-list</Permission>
    </AccessPolicy>
  </SignedIdentifier>
</SignedIdentifiers>

Response Status:
HTTP/1.1 200 OK

Response Headers:
Transfer-Encoding: chunked 
Date: Mon, 25 Nov 2013 20:28:22 GMT
x-ms-version: 2013-08-15
Server: Windows-Azure-Table/1.0 Microsoft-HTTPAPI/2.0

<?xml version="1.0" encoding="utf-8"?>
<SignedIdentifiers>
  <SignedIdentifier> 
    <Id>MTIzNDU2Nzg5MDEyMzQ1Njc4OTAxMjM0NTY3ODkwMTI=</Id>
    <AccessPolicy>
      <Start>2013-11-26T08:49:37.0000000Z</Start>
      <Expiry>2013-11-27T08:49:37.0000000Z</Expiry>
      <Permission>raud</Permission>
    </AccessPolicy>
  </SignedIdentifier>
</SignedIdentifiers>

Somente o proprietário da conta pode chamar essa operação.

Somente o proprietário da conta pode ler os dados em uma determinada conta de armazenamento, a menos que o proprietário da conta tenha recursos na tabela disponíveis por meio de uma assinatura de acesso compartilhado.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft