VENDAS: 1-800-867-1389

sys.dm_exec_describe_first_result_set

Atualizado: abril de 2011

Este tópico está DESATUALIZADO. Você pode encontrar a versão mais atual em Referência de Transact-SQL do SQL 14.

ImportantImportante
Este tópico não está atualizado. Para obter a versão atual, consulte sys.dm_exec_describe_first_result_set.

Esta função de gerenciamento dinâmico usa uma instrução Transact-SQL como parâmetro e descreve os metadados do primeiro conjunto de resultados para a instrução.

sys.dm_exec_describe_first_result_set tem a mesma definição do conjunto de resultados de sys.dm_exec_describe_first_result_set_for_object e é semelhante a sp_describe_first_result_set (Transact-SQL).

Convenções de sintaxe Transact-SQL


sys.dm_exec_describe_first_result(@tsql, @params, @include_browse_information)

@tsql
Uma ou mais instruções Transact-SQL. Transact-SQL_batch pode ser nvarchar(n) ou nvarchar(max).

@params
@params fornece uma cadeia de declaração para os parâmetros do lote Transact-SQL, similar a sp_executesql. Os parâmetros podem ser nvarchar(n) ou nvarchar(max).

É uma cadeia de caracteres que contém as definições de todos os parâmetros inseridos na instrução Transact-SQL_batch. A cadeia de caracteres deve ser uma constante Unicode ou uma variável Unicode. Cada definição de parâmetro consiste em um nome de parâmetro e em um tipo de dados. n é um espaço reservado que indica definições de parâmetro adicionais. Todo parâmetro especificado em stmt deve ser definido em @params. Se a instrução Transact-SQL ou lote na instrução não contiver parâmetros, @params não será necessário. O valor padrão para este parâmetro é NULL.

@include_browse_information
Se definido como 1, cada consulta será analisada como se tivesse uma opção FOR BROWSE na consulta. Colunas-chave adicionais e informações de tabela de origem são retornadas.

Esses metadados comuns são retornados como um conjunto de resultados. Uma linha para cada coluna nos metadados de resultados descreve o tipo e a nulidade da coluna no formato mostrado na tabela a seguir. Se a primeira instrução não existir para todo caminho de controle, um conjunto de resultados com zero linhas será retornado.

 

Nome da coluna Tipo de dados Descrição

is_hidden

bit

Especifica que a coluna é uma coluna extra adicionada para fins de informações de navegação e que ela não é exibida realmente no conjunto de resultados.

column_ordinal

int

Contém a posição ordinal da coluna no conjunto de resultados. A posição da primeira coluna será especificada como 1.

name

sysname

Conterá o nome da coluna se um nome puder ser determinado. Se não, conterá NULL.

is_nullable

bit

Contém os seguintes valores:

  • Valor 1 se a coluna permitir NULLs.

  • Valor 0 se a coluna não permitir NULLs.

  • Valor 1 se não for possível determinar se a coluna permite NULLs.

system_type_id

int

Contém o system_type_id do tipo de dados da coluna especificada em sys.types. Para tipos de CLR, embora a coluna system_type_name retorne NULL, essa coluna retornará o valor 240.

system_type_name

nvarchar(256)

Contém o nome e argumentos (como comprimento, precisão, escala), especificados para o tipo de dados da coluna.

Se o tipo de dados for um tipo de alias definido pelo usuário, o tipo de sistema subjacente será especificado aqui.

Se o tipo de dados for um tipo CLR definido pelo usuário, NULL será retornado nessa coluna.

max_length

smallint

Comprimento máximo (em bytes) da coluna.

-1 = O tipo de dados da coluna é varchar(max), nvarchar(max), varbinary(max) ou xml.

Para colunas text, o valor max_length será 16 ou o valor definido por sp_tableoption 'text in row'.

precision

tinyint

Precisão da coluna, se tiver base numérica. Caso contrário, retorna 0.

escala

tinyint

Escala da coluna, se tiver base numérica. Caso contrário, retorna 0.

collation_name

sysname

Nome do agrupamento da coluna, se baseada em caracteres. Caso contrário, retorna NULL.

user_type_id

int

Para tipos de CLR e alias, contém o user_type_id do tipo de dados da coluna como especificado em sys.types. Caso contrário, é NULL.

user_type_database

sysname

Para tipos de CLR e alias, contém o nome do banco de dados no qual o tipo é definido. Caso contrário, é NULL.

user_type_schema

sysname

Para tipos de CLR e alias, contém o nome do esquema no qual o tipo é definido. Caso contrário, é NULL.

user_type_name

sysname

Para tipos de CLR e alias, contém o nome do tipo. Caso contrário, é NULL.

assembly_qualified_type_name

nvarchar(4000)

Para tipos de CLR, retorna o nome do assembly e da classe que define o tipo. Caso contrário, é NULL.

xml_collection_id

int

Contém o xml_collection_id do tipo de dados da coluna, como especificado em sys.columns. Essa coluna retorna NULL se o tipo retornado não estiver associado a uma coleção de esquema xml.

xml_collection_database

sysname

Contém o banco de dados no qual a coleção de esquemas XML associada a esse tipo está definida. Essa coluna retornará NULL se o tipo retornado não estiver associado a uma coleção de esquemas XML.

xml_collection_schema

sysname

Contém o esquema no qual a coleção de esquemas XML associada a esse tipo está definida. Essa coluna retornará NULL se o tipo retornado não estiver associado a uma coleção de esquemas XML.

xml_collection_name

sysname

Contém o nome da coleção de esquemas XML associada a esse tipo. Essa coluna retornará NULL se o tipo retornado não estiver associado a uma coleção de esquemas XML.

is_xml_document

bit

Retornará 1 se o tipo de dados retornado for o XML e esse tipo for garantido de ser um documento XML completo (incluindo um nó raiz), em vez de um fragmento XML. Caso contrário, retorna 0.

is_case_sensitive

bit

Retornará 1 se a coluna for um tipo de cadeia de caracteres com diferenciação de maiúsculas e minúsculas. Retornará 0 se não estiver.

is_fixed_length_clr_type

bit

Retornará 1 se a coluna for de um tipo de CLR de comprimento fixo. Retornará 0 se não estiver.

source_server

sysname

Nome do servidor de origem (se for originado de um servidor remoto). O nome é atribuído quando exibido em sys.servers. Retornará NULL se a coluna tiver origem no servidor local ou caso não seja possível determinar o servidor de origem. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

source_database

sysname

Nome do banco de dados de origem retornado pela coluna neste resultado. Retornará NULL se o banco de dados não puder ser determinado. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

source_schema

sysname

Nome do esquema de origem retornado pela coluna neste resultado. Retornará NULL se o esquema não puder ser determinado. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

source_table

sysname

Nome da tabela de origem retornado pela coluna neste resultado. Retornará NULL se a tabela não puder ser determinada. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

source_column

sysname

Nome da coluna de origem retornado pela coluna de resultado. Retornará NULL se a coluna não puder ser determinada. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

is_identity_column

bit

Retornará 1 se a coluna for uma coluna de identidade; caso contrário, retornará 0. Retornará NULL caso não seja possível determinar se a coluna é uma coluna de identidade.

is_part_of_unique_key

bit

Retornará 1 se a coluna fizer parte de um índice exclusivo (incluindo as restrições exclusivas e primárias); caso contrário, retornará 0. Retornará NULL caso não seja possível determinar se a coluna faz parte de um índice exclusivo. Será populado somente se informações de navegação forem solicitadas.

is_updateable

bit

Retornará 1 se a coluna for uma coluna atualizável; caso contrário, retornará 0. Retornará NULL caso não seja possível determinar se a coluna é atualizável.

is_computed_column

bit

Retornará 1 se a coluna for uma coluna computada; caso contrário, retornará 0. Retornará NULL caso não seja possível determinar se a coluna é uma coluna computada.

is_sparse_column_set

bit

Retornará 1 se a coluna for uma coluna esparsa; caso contrário, retornará 0. Retornará NULL caso não seja possível determinar se a coluna faz parte de um conjunto de colunas esparsas.

ordinal_in_order_by_list

smallint

A posição desta coluna na lista ORDER BY. Retornará o NULL se a coluna não for exibida na lista ORDER BY ou se a lista ORDER BY não puder ser determinada exclusivamente.

order_by_list_length

smallint

O comprimento da lista ORDER BY. Retornará NULL se não houver uma lista ORDER BY ou se a lista ORDER BY não puder ser determinada exclusivamente. Observe que este valor será o mesmo para todas as linhas retornadas por sp_describe_first_result_set.

order_by_is_descending

smallint NULL

Se o ordinal_in_order_by_list não for NULL, a coluna order_by_is_descending relatará a direção da cláusula ORDER BY para esta coluna. Caso contrário, relatará NULL.

error_number

int

Contém o número do erro retornado pela função. Se nenhum erro ocorreu, a coluna conterá NULL.

error_severity

int

Contém a severidade do erro retornado pela função. Se nenhum erro ocorreu, a coluna conterá NULL.

error_state

int

Contém a mensagem de estado retornado pela função. Se nenhum erro ocorreu, a coluna conterá NULL.

error_message

nvarchar(4096)

Contém a mensagem retornada pela função. Se nenhum erro ocorreu, a coluna conterá NULL.

error_type

int

Contém um inteiro que representa o erro que é retornado. Mapeia para error_type_desc. Consulte a lista sob comentários.

error_type_desc

nvarchar(60)

Contém uma pequena cadeia de caracteres maiúsculos que representa o erro sendo retornado. Mapeia para error_type. Consulte a lista sob comentários.

Esta função usa o mesmo algoritmo como sp_describe_first_result_set. Para obter mais informações, consulte sp_describe_first_result_set (Transact-SQL).

A tabela a seguir lista os tipos de erros e suas descrições

 

error_type error_type Descrição

1

MISC

Todos os erros que não são descritos de outra forma.

2

SYNTAX

Um erro de sintaxe ocorreu no lote.

3

CONFLICTING_RESULTS

O resultado não pôde ser determinado devido a um conflito entre duas primeiras instruções possíveis.

4

DYNAMIC_SQL

O resultado não pôde ser determinado devido a um SQL dinâmico que poderia retornar o primeiro resultado.

5

CLR_PROCEDURE

O resultado não pôde ser determinado devido a um procedimento armazenado de CLR que poderia retornar o primeiro resultado.

6

CLR_TRIGGER

O resultado não pôde ser determinado devido a um gatilho CLR que poderia retornar o primeiro resultado.

7

EXTENDED_PROCEDURE

O resultado não pôde ser determinado devido a um procedimento armazenado estendido que poderia retornar o primeiro resultado.

8

UNDECLARED_PARAMETER

O resultado não pôde ser determinado por que o tipo de dados de uma ou mais das colunas do conjunto de resultados depende de um parâmetro não declarado.

9

RECURSION

O resultado não pôde ser determinado porque o lote contém uma instrução recursiva.

10

TEMPORARY_TABLE

O resultado não pôde ser determinado porque o lote contém uma tabela temporária e não tem suporte de sp_describe_first_result_set.

11

UNSUPPORTED_STATEMENT

O resultado não pôde ser determinado porque o lote contém uma instrução sem suporte de sp_describe_first_result_set (por exemplo, FETCH, REVERT, etc.).

12

OBJECT_TYPE_NOT_SUPPORTED

A @object_id passada para a função não tem suporte (isto é, não é um procedimento armazenado)

13

OBJECT_DOES_NOT_EXIST

A @object_id passada para a função não foi encontrada no catálogo do sistema.

Exige a permissão para executar o argumento @tsql.

Exemplos adicionais no tópico sp_describe_first_result_set (Transact-SQL) podem ser adaptados para usar sys.dm_exec_describe_first_result_set.

O código a seguir retorna informações sobre os resultados de uma instrução Transact-SQL.

USE AdventureWorks2012;
GO
SELECT * FROM sys.dm_exec_describe_first_result_set
(N'SELECT object_id, name, type_desc FROM sys.indexes', null, 0) ;

O exemplo a seguir cria um procedimento armazenado chamado pr_TestProc que retorna dois conjuntos de resultados. Em seguida, o exemplo demonstra que sys.dm_exec_describe_first_result_set retorna informações sobre o primeiro conjunto de resultados no procedimento.

USE AdventureWorks2012;
GO

CREATE PROC Production.TestProc
AS
SELECT Name, ProductID, Color FROM Production.Product ;
SELECT Name, SafetyStockLevel, SellStartDate FROM Production.Product ;
GO

SELECT * FROM sys.dm_exec_describe_first_result_set
('Production.TestProc', NULL, 0) ;

O exemplo a seguir avalia um lote que contém duas instruções Transact-SQL. O conjunto de resultados descreve o primeiro conjunto de resultados retornado.

USE AdventureWorks2012;
GO

SELECT * FROM sys.dm_exec_describe_first_result_set(
N'SELECT CustomerID, TerritoryID, AccountNumber FROM Sales.Customer WHERE CustomerID = @CustomerID;
SELECT * FROM Sales.SalesOrderHeader;',
N'@CustomerID int', 0) AS a;
GO

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft