VENDAS: 1-800-867-1389

Considerações sobre planejamento de capacidade para cache na função (cache do Azure)

Atualizado: setembro de 2014

noteObservação
Para orientação sobre como escolher a oferta Azure Cache para seu aplicativo, consulte Qual oferta de cache do Azure é ideal para mim?.

A capacidade necessária de um cache do Cache na Função é determinada por vários fatores, incluindo a quantidade de dados a serem colocados no cache, a frequência e o número de leituras e gravações no cache e as opções, como alta disponibilidade, especificadas para o cache. Tendo sido determinados os requisitos do cache, sua topologia poderá ser configurada. A topologia do cluster de cache provisionado depende de vários fatores, incluindo o tamanho da máquina virtual, o número de instâncias implantadas e se a função é compartilhada ou dedicada para cache. Este tópico mostra como usar a planilha do guia de Planejamento de Capacidade para determinar a capacidade necessária do cache e descreve os parâmetros a serem configurados para provisionar um cluster de cache que atenda aos requisitos.

noteObservação
Este tópico fornece orientação sobre como usar a planilha do Guia de Planejamento de Capacidade para determinar a capacidade e as configurações para provisionar um cache do tamanho desejado. Para obter orientação adicional sobre como determinar o tamanho adequado para um aplicativo, consulte a seção Capacity Planning Methodology do white paper Capacity Planning for Caching in Azure. Embora o white paper Capacity Planning for Caching in Azure contenha orientações específicas para o Microsoft Azure Shared Caching, as instruções da seção Capacity Planning Methodology são aplicáveis ao Cache na Função e podem ajudá-lo a determinar o tamanho de cache que atenderá aos requisitos do seu aplicativo. É importante ressaltar que essa orientação é um ponto de partida para ter uma noção da capacidade necessária com base nos requisitos de cache e serão necessários testes antes de entrar em produção, mesmo com as configurações recomendadas neste guia.

A planilha do Guia de Planejamento de Capacidade, disponível para download no Centro de Transferências da Microsoft, inclui duas planilhas que podem ser usadas para auxiliar no planejamento de capacidade: Dedicated Role – Planner e Co-Located Role - Planner. Dedicated Role – Planner fornece orientação sobre a criação de um cluster de cache de Dedicated Role e Co-Located Role - Planner fornece orientação sobre a criação de um cluster de cache de Co-Located Role.

 

Topologia de implantação de um cluster de cache Descrição

Cache de função dedicada

Instâncias de função de trabalho são usadas exclusivamente para cache.

Cache de função colocalizada

O cache compartilha os recursos da VM (largura de banda, CPU e memória) com o aplicativo principal hospedado pela função.

Se o seu aplicativo tiver memória não utilizada nas funções existentes, você poderá configurar um cluster de cache de função colocalizada nessas funções e usar a memória extra para o cache. Se não houver memória extra suficiente nas funções para oferecer suporte a um cluster de cache, você poderá redimensionar as funções ou adicionar uma função de trabalho de cache e configurar um cluster de cache de função dedicada. Este guia o ajudará a determinar as configurações a serem usadas em uma topologia de implantação que atenda às necessidades de cache do seu aplicativo.

As seções a seguir descrevem como usar as duas planilhas no planejamento de capacidade para caches de Dedicated Role e de Co-located Role.

A planilha Dedicated Role – Planner, a primeira da planilha do Guia de Planejamento de Capacidade, é usada para ajudar a determinar as configurações de um cluster de cache de Dedicated Role. Um cluster de cache de função dedicada é aquele em que as instâncias de função de trabalho são usadas exclusivamente para cache.

Planejador de capacidade de cache dedicado

A planilha Dedicated Role – Planner aceita vários tipos de entrada. A primeira seção, Entrada: Requisitos de Dados, é usada para calcular o tamanho máximo dos dados do cache. Para até dez tipos de dados, você pode inserir o Tamanho Médio dos Objetos (Pós-Serialização), o Número Máximo de Objetos e Alta Disponibilidade Habilitada. No exemplo anterior, um tipo de dados foi modelado. O tamanho médio é de 2.560 bytes, com 100.000 como o número máximo de objetos no cache. A alta disponibilidade não está habilitada.

A segunda seção, Entrada: Requisitos de Taxa de Transferência, é usada para calcular os requisitos de largura de banda do cache, tendo como entradas o Número de Leituras/s e o Número de gravações/s no pico de carga. Neste exemplo, o pico de carga para Data Type 1 é 10.000 leituras por segundo e 500 gravações por segundo.

A terceira seção, Entrada: Opções Avançadas, fornece várias configurações de entrada adicionais. Amortecedor para carga de pico - dados e Amortecedor para carga de pico - Taxa de transferência fornecem um buffer para surtos de carga do aplicativo. Essas configurações fornecem uma maneira prática de aumentar ou diminuir o buffer desejado para a quantidade e a taxa de transferência dos dados no cache.

Preservar Dados nas Atualizações do Azure indica se a planilha do planejador de capacidade deve incluir capacidade extra para cenários de atualização sem interrupção, quando as funções em um domínio de atualização são interrompidas em razão de uma atualização. Quando o interrompe as funções em um domínio de atualização em razão de uma atualização, o Cache na Função tenta mover os dados para os outros nós do cluster antes que o nó fique offline. Caso a capacidade dos outros nós seja insuficiente para acomodar a carga extra, todos os itens em cache da função podem não ser transferidos para outros nós. Por padrão, Preservar Dados nas Atualizações do Azure é definido como Sim na planilha do planejador de capacidade. Se for definido como Não, os requisitos de capacidade da função serão diminuídos. Quando Preservar Dados nas Atualizações do Azure é definido como Sim, o guia reserva uma capacidade extra equivalente à capacidade de um domínio de atualização. Para obter mais informações sobre domínios de atualização, consulte Atualizar um serviço do Azure.

noteObservação
Se um nó sofre interrupção por falha ou devido à redução do número de instâncias de função decorrente de uma alteração de configuração, os dados em cache não são movidos para outros nós. O Cache na Função só move dados para outros nós quando o desligamento é planejado. A alta disponibilidade pode ser habilitada para fornecer cópias de backup dos dados em cache em caso de falha de um nó. Para obter mais informações, consulte Alta disponibilidade (cache na função para cache do Azure).

Contagem de Domínios de Atualização refere-se ao número de domínios de atualização para a função que hospeda o cluster de cache. Você pode deixar que a planilha do planejador de capacidade recomende uma contagem de domínios de atualização para o seu cluster de cache, ou pode especificá-la você mesmo. A configuração padrão é Definir por planejador. Quando Definir por planejador está selecionado, a planilha de planejamento de capacidade fornece uma recomendação na coluna Domínios de Atualização da seção Saída: Configurações Possíveis. Quando uma contagem de domínios de atualização é especificada manualmente em Contagem de Domínios de Atualização, esse valor é exibido na seção Saída. Para obter mais informações sobre domínios de atualização, consulte Atualizar um serviço do Azure.

Depois que as entradas são configuradas, a ferramenta fornece propostas na seção Saída: Configurações Possíveis. Neste exemplo, a configuração recomendada é uma VM de tamanho Medium com 3 instâncias de função e uma contagem de 3 domínios de atualização. Além da configuração recomendada, a seção Saída: Configurações Possíveis mostra as configurações necessárias caso um dos outros tamanhos de VM seja escolhido.

Se o tamanho médio dos objetos no cache é inferior a 2k, o guia do planejador de capacidade mostra uma coluna CacheDataSize (MB)* e uma observação sob a seção Saída.

Configurações de Cache do planejador de capacidade de cache dedicado
noteObservação
O link exibido sob a seção Saída remete ao tópico Considerações sobre planejamento de capacidade, que você está lendo no momento.

Se essa mensagem for exibida, crie um arquivo XML com o nome CacheSettings.xml no seu projeto de função e adicione uma seção dataCache que inclua a configuração CacheDataSize (MB) da seção Saída executando as etapas a seguir.

  1. Clique com o botão direito do mouse no projeto de função que hospeda o cluster de cache no Gerenciador de Soluções e escolha Adicionar, Novo Item. Selecione Arquivo XML no painel Modelos, digite CacheSettings.xml na caixa Nome e clique em Adicionar.

  2. Copie o trecho de XML a seguir e cole-o no arquivo CacheSettings.xml.

    <?xml version="1.0" encoding="utf-8" ?>
    <configuration>
      <configSections>
        <section name="dataCache" type="Microsoft.ApplicationServer.Caching.DataCacheSection, Microsoft.ApplicationServer.Caching.Core" allowLocation="true" allowDefinition="Everywhere" />
      </configSections>
      <dataCache size="Small">
        <advancedProperties>
          <memoryPressureMonitor cacheUserDataSizePerNode="[CacheDataSize (MB) Setting]" />
        </advancedProperties>
      </dataCache>
    </configuration>
    
    Substitua [CacheDataSize (MB) Setting] pela configuração na coluna CacheDataSize (MB) que corresponde ao tamanho da sua VM. No exemplo a seguir, 2088 é usado.

    <?xml version="1.0" encoding="utf-8" ?>
    <configuration>
      <configSections>
        <section name="dataCache" type="Microsoft.ApplicationServer.Caching.DataCacheSection, Microsoft.ApplicationServer.Caching.Core" allowLocation="true" allowDefinition="Everywhere" />
      </configSections>
      <dataCache size="Small">
        <advancedProperties>
          <memoryPressureMonitor cacheUserDataSizePerNode="2088" />
        </advancedProperties>
      </dataCache>
    </configuration>
    
    ImportantImportante
    Não modifique nenhuma das outras configurações nesse trecho, como o atributo dataCachesize. O atributo dataCachesize não especifica o tamanho da função VM que você está usando para o cluster de cache e deve ser definido como Small.

    O arquivo CacheCluster.xml, que será implantado juntamente com o aplicativo, contém a configuração necessária.

Para usar a planilha Função Dedicada – Planejador, insira valores nas seções Entrada que correspondam aos seus requisitos de cache. Use as propostas recomendadas como ponto de partida para configurar o cluster de cache. Para configurar um cache de função dedicada, adicione uma Função de Trabalho de Cache ao projeto e configure as propriedades do cluster de cache. Para obter um exemplo de configuração de um cluster de cache de função dedicada, consulte Como: Configurar um cluster de cache para cache na função (cache do Azure).

A planilha Co-located Role – Planner, a segunda da planilha do Guia de Planejamento de Capacidade, é usada para ajudar a determinar as configurações de um cluster de cache de Co-located Role. Um cluster de cache de função colocalizada é aquele em que os recursos das instâncias de função (memória, CPU e largura de banda) são compartilhados entre o cache e o aplicativo.

Planejador de capacidade de cache no mesmo local

Para usar a planilha Co-Located Role – Planner, insira a configuração da função na seção Entrada: Configuração do Cluster. Em Tamanho da VM, insira o tamanho da VM que hospeda a função, e insira o número de instâncias de função em Número de Instâncias de VM. Insira o tamanho de cache desejado em Dados de Usuário a serem armazenados no Cache e especifique a configuração desejada em Alta Disponibilidade Habilitada. Insira Yes se quiser habilitar a alta disponibilidade, ou No se não quiser. Neste exemplo, o tamanho da VM é médio, com 3 instâncias de função e um tamanho de cache desejado de 1.500 MB, sem alta disponibilidade.

Após a configuração das entradas, a ferramenta fornece uma recomendação sobre a viabilidade de hospedar o cluster de cache desejado nas instâncias de função existentes e a configuração a ser usada para o controle deslizante Tamanho do Cache na guia Cache das propriedades da função. Essas recomendações estão localizadas na seção Saída: Viabilidade & Configurações. Neste exemplo, a configuração Tamanho do Cache (%) seria definida como 30%, com o restante sendo usado pelo SO e por outros tipos de processamento. Se o tamanho de cache desejado não for viável para a configuração de função atual, você poderá modelar outras configurações alterando o tamanho da VM, a contagem de instâncias de função e o tamanho do cache até encontrar uma configuração que atenda às necessidades do aplicativo.

Propriedades de função de Caching

Para usar a planilha Função Colocalizada – Planejador, insira valores na seção Entrada: Configuração do Cluster que correspondam aos seus requisitos de cache. Use as recomendações da seção de saída como ponto de partida para determinar a configuração do seu cluster de cache.

noteObservação
A carga que um cache colocalizado pode suportar depende da quantidade de largura de banda/CPU disponível para o cache depois que o consumo de largura de banda e CPU pelo aplicativo primário é contabilizado. Deve-se realizar testes para verificar o desempenho tanto do cache como do aplicativo principal.

Quando a configuração do cluster de cache tiver sido determinada, o cluster poderá ser configurado nas páginas de propriedades da função. Para obter um exemplo de configuração de um cluster de cache de função colocalizada, consulte Como: Configurar um cluster de cache para cache na função (cache do Azure).

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft