VENDAS: 1-800-867-1389

Novidades nas Ferramentas do Windows Azure

Atualizado: setembro de 2014

Neste tópico, você encontra informações sobre cada versão das ferramentas do Windows Azure para Visual Studio, inclusive os recursos incluídos em cada versão e o suporte a cada produto do Visual Studio.

Neste tópico

noteObservação
Para obter informações sobre as novidades na plataforma Windows Azure, no SDK do Windows Azure e no Portal de Gerenciamento do Windows Azure, consulte Novidades no Windows Azure.

 

Tarefa Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

No Gerenciador de Servidores, exiba instantaneamente informações sobre serviços de nuvem em execução, contas de armazenamento, máquinas virtuais e recursos de barramento de serviço.

Ainda no Gerenciador de Servidores, filtre a exibição de recursos por assinatura, região, ou ambos para mostrar apenas as informações do seu interesse agora.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio 2013

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

  • Visual Studio Express 2013 for Web

No Gerenciador de Servidores, várias alterações facilitam o trabalho com recursos do Windows Azure.

  • As informações são automaticamente populadas de forma que você não precise solicitar as informações sobre cada nó para ver as informações.

  • Você pode filtrar os recursos que aparecem de forma que possa focar seu trabalho atual, sem se distrair com informações de projetos não relacionados. Consulte Como filtrar recursos do Windows Azure no Gerenciador de Servidores.

  • Os nós para serviços de nuvem agora são rotulados pela implantação para que você possa facilmente localizar as implantações de Produção e Preparo.

Executar o Visual Studio como um usuário normal usando o Emulator Express.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio 2013

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

  • Visual Studio Express 2013 for Web

Usando o Emulator Express, você pode executar os serviços de nuvem localmente sem exigir permissões elevadas. Portanto, você pode executar o Visual Studio como um usuário normal. No entanto, essa abordagem tem limitações. Consulte Depurando um serviço de nuvem com o Emulator Express.

Gerenciar Máquinas Virtuais do Windows Azure no Gerenciador de Servidores.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio 2013

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

  • Visual Studio Express 2013 for Web

Você pode gerenciar o estado das máquinas virtuais no Windows Azure através do Gerenciador de Servidores no Visual Studio. Em vez de perder o estado da máquina virtual quando você a interrompe, agora é possível parar a máquina virtual e deixá-la em um estado inativo até que você precise desse computador novamente. Quando precisar dele novamente, você poderá reiniciá-lo sem perder as alterações que fez. Consulte Acessando Máquinas Virtuais do Windows Azure no Gerenciador de Servidores.

 

Tarefa Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Personalizar a coleta de dados de diagnóstico para uma função em execução, uma instância em execução ou para a implantação como um todo.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode configurar o tipo de informações de diagnóstico que o Windows Azure coleta, inclusive logs e rastreamentos de seu aplicativo, contadores de desempenho, logs de eventos, logs de diagnóstico, logs do IIS e despejos de memória. Para obter mais informações, consulte Configuring Diagnostics for Azure Cloud Services and Virtual Machines.

Criar tabelas no armazenamento do Windows Azure, e editar dados da tabela.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode criar tabelas e editar diretamente dados da tabela no Gerenciador de Servidores. Usando o Construtor de Consultas, você também pode personalizar os tipos de elemento de dados (chamados de entidades) que aparecem em uma tabela. Para obter mais informações, consulte Procurando Recursos de Armazenamento com o Gerenciador de Servidores.

 

Tarefa Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Focar no .NET Framework 4.5 e no Windows Server 2012

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode criar projetos que visam o .NET Framework 4.5 e que serão executados em Máquinas Virtuais do Windows Server 2012.

Você pode alterar a estrutura de destino para projetos existentes do .NET Framework 4.5, desde que redefina manualmente a configuração osFamily no arquivo .csdef para seu projeto. Para obter mais informações e instruções, consulte Managing Operating System and Framework Versions.

Trabalhe facilmente com recursos da conta de armazenamento no Gerenciador de Servidores. Exiba, carregue e edite blobs em suas contas de armazenamento. Crie filas do Windows Azure, e envie mensagens a elas, sem gravar códigos.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode gerenciar recursos da conta de armazenamento (blobs, tabelas e filas) usando o Gerenciador de Servidores. A capacidade de criar e editar esses recursos do Visual Studio permite que você comece mais rápido, sem precisar escrever tanto código para criar e configurar esses recursos. Você também pode testar seus serviços de nuvem com mais facilidade usando filas do Windows Azure e enviando mensagens a elas para testar o comportamento dos serviços. Para obter mais informações, consulte Procurando Recursos de Armazenamento com o Gerenciador de Servidores.

Baixar automaticamente informações da conta de armazenamento de sua assinatura.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode facilmente baixar informações da conta de armazenamento de sua escolha a partir da assinatura do Windows Azure. Não é mais necessário fazer logon no Portal de Gerenciamento, navegar até sua conta de armazenamento, copiar uma ID de assinatura ou um nome da conta de armazenamento, e colá-lo no Visual Studio. Para obter mais informações, consulte Configurando os serviços necessários para publicar um serviço de nuvem a partir do Visual Studio.

Publique em data centers específicos, garantindo que os serviços de nuvem e as contas de armazenamento sejam executados no mesmo data center.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode facilmente verificar se o serviço de nuvem foi implantado no mesmo data center que a conta de armazenamento usada por seu serviço. O Assistente de Publicação exibe o local do data center de forma que você possa controlar essa configuração importante. Para obter mais informações, consulte Publish Azure Application Wizard.

Publicar em um dispositivo do Windows Azure diretamente do Assistente de Publicação do Windows Azure.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Um dispositivo do Windows Azure é uma instância do Windows Azure hospedada em particular. Se você tiver acesso a um dispositivo de nuvem, poderá publicar nele fornecendo a URL de gerenciamento do serviço. Para obter mais informações, consulte How to: Publish a Cloud Service to a Windows Azure Appliance.

Depurar páginas da Web usando o inspetor de página ASP.NET.

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode abrir o inspetor de página abrindo o menu de atalho para um projeto Web e escolhendo Exibir em Inspetor de Página. O inspetor de página fornece informações internas que geralmente são úteis na depuração. Para obter mais informações, consulte Usando o Inspector de Página no ASP.NET MVC.

WarningAviso
O formato de arquivos .publishsettings mudou com esta versão. Você não pode usar uma versão anterior das ferramentas do Windows Azure para abrir um arquivo .publishsettings criado com a versão 1.8. Você não pode usar a versão 1.8 para abrir arquivos .publishsettings criados com versões anteriores das ferramentas. Você pode determinar se um arquivo .publishsettings usa o novo formato abrindo-o em um editor de texto e procurando o elemento SchemaVersion. Se o arquivo contém o elemento <SchemaVersion="2.0">, significa que ele está formato 1.8. Se você tentar usar uma versão anterior para abrir um arquivo que está no formato 1.8, o arquivo não será aberto, e a seguinte mensagem de erro aparecerá: O arquivo File.publishsettings não contém configurações de publicação válidas para o Windows Azure.

Uma atualização nas ferramentas do Windows Azure (versão 1.71) foi lançada em agosto de 2012. A versão 1.71 é necessária para uso com Visual Studio 2012 mas não contém outros recursos. Os outros componentes do SDK do Windows Azure não foram atualizados para a versão 1.71.

 

Tarefa Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Desenvolver serviços de nuvem usando a versão mais recente do Visual Studio.

Visual Studio 2012

Você pode instalar essa versão do SDK do Windows Azure, que inclui as ferramentas do Windows Azure, na mesma instância do Visual Studio 2012 que a versão anterior do SDK ou em outra instância. Se você instalar essas versões do SDK lado a lado, ainda poderá abrir projetos criados com a versão anterior, mas todos os novos projetos serão criados com a versão atual.

Para obter mais informações, consulte Como atualizar projetos para a versão atual das Ferramentas do Windows Azure

Crie e consuma um serviço de cache distribuído hospedado por uma função ou executado como uma função separada em um serviço de nuvem.

  • Visual Studio 2010 com Service Pack 1 (SP1)

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Usando o cache baseado em função, você pode configurar caches de dados para fins gerais, além dos caches de saída e dos caches do estado de sessão baseados na função dos serviços de nuvem no Windows Azure.

Para obter mais informações, consulte How to: Use an Azure In-Role Cache in Azure Cloud Service.

Explore o fluxo de trabalho em funções de trabalho usando tarefas e filas do barramento de serviço no Gerenciador de Servidores. Além disso, crie funções de trabalho que usem filas do barramento de serviço.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Um barramento de serviço fornece um sistema eficiente de filas de mensagens para funções de trabalho no Windows Azure.

Para obter mais informações, consulte Service Bus.

Explore máquinas virtuais e filas de barramento de serviço. Além disso, inicie uma sessão RDP (área de trabalho remota) diretamente de uma máquina virtual ou de um serviço de nuvem na janela Gerenciador de Servidores do Visual Studio.

  • Visual Studio 2010 SP1

  • Visual Studio 2012

No Gerenciador de Servidores, você pode monitorar o status das máquinas virtuais e registrar nelas. Para obter mais informações sobre como gerenciar máquinas virtuais, consulte Acessando Máquinas Virtuais do Windows Azure no Gerenciador de Servidores.

Use o banco de dados leve, LocalDB do SQL Server Express, durante o processo de desenvolvimento.

  • Visual Studio 2012

  • Visual Studio Express 2012 for Web

O LocalDB do SQL Server Express é um banco de dados leve que se destina a desenvolvedores e não requer administração ou gerenciamento das instâncias do SQL Server. O Visual Studio 2012 instala o LocalDB no computador local por padrão.

O emulador de armazenamento agora pode ser inicializado e ter apoio do LocalDB. Você pode usar o LocalDB ao executar e depurar seu aplicativo localmente.

Para obter mais informações, consulte Como atualizar para o LocalDB do SQL Server Express e LocalDB do SQL Server 2012 Express.

Use funções Web ASP.NET MVC4 em seus serviços de nuvem.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode criar funções ASP.NET MVC4 de um modelo. Além disso, se você já tiver um projeto MVC4, poderá adicionar a ele o suporte à publicação do Windows Azure.

Para obter mais informações, consulte Novidades no ASP.NET MVC 4.

Configurar os serviços de nuvem a serem implantados automaticamente quando você fizer alterações de código.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode adicionar projetos do Windows Azure ao Team Foundation Service, que é um sistema de controle de versão baseado em nuvem que se baseia no Visual Studio Team Foundation Server. Você pode gerenciar o código-fonte, itens de trabalho, projetos, compilações e a publicação no Windows Azure sem servidores em seu local.

Para obter mais informações, consulte Fornecimento contínuo de aplicativos de nuvem no Windows Azure.

Implantar serviços de nuvem com mais rapidez.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Várias melhorias agilizam a implantação de aplicativos do Windows Azure. Você pode implantar apenas os componentes que foram alterados desde a última implantação. Se você não precisa manter um aplicativo disponível o tempo todo, pode atualizar todas as instâncias simultaneamente, e não de forma incremental.

Você pode testar e executar serviços de nuvem localmente usando o IIS (Serviços de Informações da Internet) Express.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Ao depurar um aplicativo localmente, você pode executar o IIS Express no emulador de computação, como uma alternativa leve à instalação de um servidor para executar o IIS. Nesta versão, você ainda precisa de permissões elevadas para executar serviços de nuvem no emulador do Windows Azure.

Para obter mais informações, consulte Visão geral do IIS Express.

Usar o protocolo UDP nos serviços de nuvem.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

O Windows Azure oferece suporte ao UDP na guia Pontos de Extremidade do designer de função.

Adicionar arquivos e pastas às suas funções.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Você pode adicionar conteúdo às suas funções criando uma pasta ou adicionando arquivos aos projetos da sua função no Gerenciador de Soluções. Quando você publica, seus arquivos são implantados no Windows Azure e disponibilizados para o serviço de nuvem em execução.

Crie mais facilmente cadeias de conexão de armazenamento para diagnóstico e caching.

  • Visual Studio 2010 com SP1

  • Visual Studio 2012

  • Visual Web Developer 2010 com SP1

  • Visual Studio Express 2012 for Web

Quando você usa o Assistente de Publicação para publicar no Windows Azure, pode atualizar automaticamente os arquivos de configuração com as informações de conexão para a conta de armazenamento. Se você já adicionou uma cadeia de conexão, ela não será substituída. Como as ferramentas alteram o arquivo .cscfg ativo antes de publicar o serviço de nuvem no Windows Azure, você tem visibilidade explícita e controle sobre os valores. Para obter mais informações, consulte Publish Azure Application Wizard.

A tabela a seguir descreve os recursos que foram adicionados às ferramentas e o SDK versão 1.6, que foi lançado em novembro de 2011.

 

Recurso Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Publicar o Assistente de Aplicativo no Windows Azure

  • Visual Studio 2010

  • Visual Web Developer 2010

Esse assistente simplifica downloads de configurações e certificados, permite o uso de várias assinaturas com um conjunto de credenciais e permite salvar configurações em perfis. Para obter mais informações, consulte Publish Azure Application Wizard.

Compilação da linha de comando do Windows Azure

Não Aplicável

Você pode seguir este procedimento para criar e empacotar aplicativos para o Windows Azure. Para obter mais informações, consulte Compilação da linha de comando do Windows Azure.

Com o lançamento das ferramentas mais recentes e do SDK versão 1.5 (setembro de 2011), o recurso descrito na tabela a seguir foi adicionado.

 

Recurso Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Publicar um aplicativo Web existente para o Windows Azure

  • Visual Studio 2010

  • Visual Web Developer 2010

Se você desejar implantar o aplicativo Web existente no Windows Azure, agora poderá publicar no Windows Azure diretamente do seu projeto Web. Para obter mais informações sobre esse recurso, consulte Como migrar e publicar um aplicativo Web no Windows Azure do Visual Studio.

noteObservação
Ao usar esse recurso, você provavelmente verá o seguinte erro na janela Lista de Erros: O caminho especificado, o nome do arquivo ou ambos são muito longos. Esse erro ocorre porque o comprimento do nome totalmente qualificado do projeto do Windows Azure é muito longo. Para reduzir o comprimento do nome totalmente qualificado do projeto, talvez seja necessário mover sua solução para um diretório diferente que tem um caminho mais curto.

CautionCuidado
Alteração recente: O arquivo de projeto do Windows Azure (.ccproj) tem uma estrutura diferente para a versão 1.5 (setembro de 2011) de ferramentas do Windows Azure em relação a versões anteriores. Quando você abre uma solução contendo um projeto do Windows Azure, todos os arquivos .ccproj existentes são alterados para essa nova estrutura. Esse arquivo .ccproj atualizado é incompatível com versões anteriores das ferramentas do Windows Azure.

Com o lançamento das ferramentas mais recentes e do SDK versão 1.4 (agosto de 2011), os recursos descritos na tabela a seguir foram adicionados.

 

Recurso Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Várias configurações de serviço

  • Visual Studio 2010

  • Visual Web Developer 2010

Se você quiser executar o aplicativo do Windows Azure localmente para depurá-lo e quiser publicar seu aplicativo no Windows Azure, isso geralmente exigirá valores diferentes para as configurações das suas funções. Por exemplo, talvez você queira executar quatro instâncias de uma função no Windows Azure, mas apenas uma instância ao depurar em seu ambiente local. Agora você pode ter várias configurações de serviço em seu projeto do Windows Azure que permitem definir esses valores diferentes. Você pode selecionar qual deseja usar. Para obter mais informações sobre esse recurso, consulte Configurando um projeto do Windows Azure.

Analisando um aplicativo do Windows Azure quando ele é executado no Windows Azure

  • Visual Studio 2010 Ultimate ou Visual Studio 2010 Premium

Agora você pode analisar seu aplicativo do Windows Azure quando ele é executado no Windows Azure para determinar eventuais problemas de desempenho. Quando você publica o aplicativo do Windows Azure do Visual Studio, pode analisar o aplicativo e selecionar as configurações de criação de perfil necessárias. Uma sessão de criação de perfil é iniciada para cada instância de uma função. Para obter mais informações sobre esse recurso, consulte Testando o desempenho de um serviço de nuvem.

Validação de pacotes

  • Visual Studio 2010

  • Visual Web Developer 2010

Quando você cria um pacote ou publica seu aplicativo do Windows Azure, avisos ou erros ocorrem para habilitá-lo a corrigir problemas que impediriam a implantação ou publicação do aplicativo. Ao receber um aviso ou um erro na fase de empacotamento, você pode economizar tempo pois corrige esses problemas antes de implantar o aplicativo do Windows Azure. Você não precisa aguardar a conclusão da implantação para saber se houve falhas na implantação. Para obter mais informações sobre como tratar avisos e erros ou corrigir avisos que ocorrem quando você cria um pacote, consulte Troubleshooting Package Validation Warnings and Errors.

Suporte à função Web MVC 3

  • Visual Studio 2010

  • Visual Web Developer 2010

Agora você pode adicionar uma função Web MVC 3 à sua solução ao criar um projeto do Windows Azure. Você pode selecionar o tipo de projeto MVC 3 a ser criado. Além disso, essa função Web adiciona automaticamente os assemblies necessários como referências ao projeto e garante sua implantação como parte do pacote de serviço quando você publica esse aplicativo. Para obter mais informações sobre o MVC 3, consulte MVC 3.

CautionCuidado
Alteração recente: Quando você cria o aplicativo do Windows Azure, a pasta chamada csx não é mais criada pela versão 1.4 (agosto de 2011). Os arquivos desta pasta o habilitaram a usar csrun para executar seu aplicativo usando o emulador de computação do Windows Azure. Se você usou o conteúdo dessa pasta com o Team Build para executar o aplicativo localmente e para testar o aplicativo antes de sua implantação, agora defina a propriedade PackageForComputeEmulator como true no modelo de compilação.

ImportantImportante
Com a versão da atualização 1.4.1 do SDK do Windows Azure e a versão 1.4 das ferramentas do Windows Azure (março de 2011), a Implantação da Web foi habilitada para ferramentas do Windows Azure para Visual Studio. Quando você estiver desenvolvendo e testando um aplicativo do Windows Azure, poderá usar a Implantação da Web para publicar alterações incrementalmente para funções Web. A Implantação da Web não se destina ao uso em um ambiente de produção. Para obter mais informações sobre como usar a Implantação da Web, consulte Habilitar a Implantação da Web quando você publica seu aplicativo.

 

Recurso Suporte nos produtos a seguir do Visual Studio Descrição

Área de trabalho remota

Visual Studio 2010

Visual Web Developer 2010

Com o suporte à área de trabalho remota nas ferramentas, você pode facilmente configurar conexões de área de trabalho remota para suas funções. Para obter mais informações sobre o suporte à área de trabalho remota, consulte Using Remote Desktop with Azure Roles.

Rede virtual

Visual Studio 2010

Visual Web Developer 2010

Com as ferramentas do Windows Azure para Visual Studio, você pode habilitar o Windows Azure Connect para suas funções. O Windows Azure Connect permite configurar a conexão IP entre funções executadas no Windows Azure e computadores locais. Para obter mais informações, consulte Using Windows Azure Connect to Create Virtual Networks.

Função de Máquina Virtual (VM)

Visual Studio 2010

Visual Web Developer 2010

Com as ferramentas do Windows Azure para Visual Studio, você pode adicionar uma função VM ao seu projeto do Windows Azure, selecionar o VHD para a função VM, configurar e implantar a função VM de forma tão simples quanto em outros tipos de função.

ImportantImportante
As funções VM podem não ter suporte habilitado por padrão. Para obter mais informações sobre o status de liberação da função VM, consulte o site do Windows Azure. Dependendo do status de liberação e de sua participação no programa mais recente da função VM, você pode ou não ter acesso à funcionalidade da função VM.

Suporte IIS

Visual Studio 2010

Visual Web Developer 2010

O IIS completo tem suporte para a criação e implantação de funções Web, no ambiente de desenvolvimento e no Windows Azure. Para obter mais informações, consulte Developing a Web Application.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft