VENDAS: 1-800-867-1389

Guia de Solução de Problemas

Atualizado: setembro de 2014

As ferramentas do Windows Azure para Microsoft Visual Studio estão disponíveis na página de download de ferramentas do Windows Azure para Microsoft Visual Studio. O SDK do Windows Azure é incluído na instalação. Portanto, você não precisa instalar o SDK separadamente.

Também é possível instalar as ferramentas do Windows Azure usando o Instalador de plataforma da Web da Microsoft. Esse instalador simplifica o processo de instalação e configuração de IIS (Serviços de Informações da Internet), de SDK do Windows Azure e das ferramentas do Windows Azure.

Para determinar quais versões do Visual Studio e do Visual Web Developer têm suporte das ferramentas do Windows Azure, consulte Ferramentas do Azure para Microsoft Visual Studio.

Problema de compatibilidade do SDK do Azure

Se você estiver usando o Visual Studio 2012, deverá usar a versão 1.71 ou posterior das ferramentas do Windows Azure. Se você estiver usando o Visual Studio 2013, deverá usar a versão 2.1 das ferramentas do Windows Azure.

O Visual Studio deve ser executado como um administrador

Você deve executar o Visual Studio com permissões elevadas ao criar serviços para o Windows Azure. Você pode criar um atalho que iniciará o Visual Studio com permissões administrativas. Para criar o atalho, clique na guia Atalho. Na página Propriedades Avançadas, marque a caixa de seleção Executar como Administrador. Outra opção é clicar com o botão direito do mouse em Atalho e, depois, clicar em Propriedades.


Mudança no comportamento de reciclagem da função

A partir de Ferramentas do Windows Azure versão 1.3, um projeto criado no Visual Studio não inclui mais o código padrão que força a reciclagem da função quando ocorre uma mudança de configuração. Se você precisar reciclar a função após uma mudança de configuração, consulte Alteração da configuração de um serviço de nuvem em execução para obter mais informações.


Caminho longo demais

Você pode receber o seguinte erro se os nomes de solução e projeto são muito longos:

O caminho, o nome do arquivo especificado, ou ambos, são muito longos. O nome de arquivo totalmente qualificado deve ter menos de 260 caracteres, e o nome do diretório deve ter menos de 248 caracteres.

Para corrigir isso, crie um projeto do Windows Azure com uma solução e nome de projeto mais curtos.


Dependências e referências do projeto entre projetos de função

Você não pode referenciar diretamente um projeto a partir de outro em soluções do Windows Azure. Essa limitação existe porque cada projeto é tratado como uma função separada e independente que será implantada em um conjunto separado de máquinas virtuais. Se o projeto de uma função contém código que outra função deve usar, você deve considerar o código fora da função e em outro assembly que você possa referenciar de ambos os projetos de função.

Mantenha o projeto do Windows Azure definido como o projeto de inicialização ao executar ou depurar um aplicativo

Para executar ou depurar seu aplicativo de nuvem usando o emulador de armazenamento, você deve definir o projeto de nuvem como o projeto de inicialização. Verifique se a seguinte configuração não está selecionada: Soluções | Compilação e execução | Para novas soluções use o projeto selecionado no momento como o projeto de inicialização na caixa de diálogo Opções.


Os pontos de interrupção definidos em um arquivo podem ser acessados em todos os arquivos que têm o mesmo nome

Quando várias funções em um único projeto do Windows Azure contêm um arquivo com o mesmo nome, por exemplo, WorkerRole.cs ou WorkerRole.vb, os pontos de interrupção definidos em um dos arquivos podem ser acessados em todos os arquivos. Para obter mais informações sobre a opção de depuração Requer que os arquivos de origem correspondam exatamente à versão original, consulte a caixa de diálogo Geral, Depuração, Opções.

Se você encontrar esse problema mesmo quando a opção estiver selecionada, reinicie o Visual Studio e tente novamente.


Atualização do IIS para dar suporte a aplicativos FastCGI

Para executar um serviço de nuvem que use o módulo FastCGI para hospedar aplicativos não-ASP.NET no emulador de armazenamento, a seguinte atualização é necessária: http://support.microsoft.com/kb/967131


Desanexando de um processo

Quando você depurar um serviço de nuvem e desanexar de todos os processos que estejam sendo depurados, a depuração será interrompida e a implantação será excluída.

Um erro de instalação aparece indicando que o .NET Framework 3.5 deve ser instalado

O Visual Studio 2010 instala apenas o .NET Framework 4 e não o .NET Framework 3.5. Em alguns sistemas operacionais, o .NET Framework 3.5 não é instalado por padrão. As ferramentas do Windows Azure dão suporte ao .NET Framework 3.5 e ao .NET Framework 4. Portanto, você deve instalar o .NET Framework 3.5. Você pode instalá-lo aqui.


O projeto MVC 2 padrão do .NET Framework 4 não é executado quando carregado no Windows Azure

O modelo de projeto MVC 2 usa o SQL Express localmente para habilitar a autenticação. Você precisa atualizar o arquivo Web.config de forma que a cadeia de conexão do ApplicationServices aponte para um banco de dados do SQL Azure, e não para um banco de dados do SQL Express.


O IntelliTrace não pode ser habilitado em uma versão de 32 bits do Windows

Se você estiver executando uma versão de 32 bits do Windows, a caixa de seleção Habilitar Intellitrace será desabilitada. Para usar o IntelliTrace para depurar um serviço do Windows Azure em uma versão de 32 bits do Windows, instale o seguinte QFE: http://code.msdn.microsoft.com/KB983301.

Aplicativos do Windows Azure que usam o módulo FastCGI exigem um hotfix

Para executar um aplicativo do Windows Azure que use o módulo FastCGI para hospedar aplicativos não-ASP.NET no emulador de armazenamento, a seguinte atualização é necessária: http://support.microsoft.com/kb/967131


Mensagem "WaWorkerHost.exe parou de funcionar"

Exceções não tratadas na função de trabalho não são identificadas pelo emulador de armazenamento. Quando um processo de trabalho termina, ele é reiniciado. Isso pode resultar na repetição de mensagens “WaWorkerHost.exe parou de funcionar”. Essa mensagem não indica um erro e não afeta execuções futuras.

Usando o emulador de armazenamento com o SQL Server Express 2008

Por padrão, o grupo local do Windows BUILTIN\Administrador não está incluído na função de servidor de administrador do sistema do SQL Server em novas instalações do SQL Server Express 2008. Para usar os serviços de armazenamento local no SQL Server Express 2008, você deve se adicionar à função de administrador do sistema. Para obter mais informações, consulte Alterações de segurança no SQL Server 2008.


Alterando a instância do SQL Server que é usada pelo emulador de armazenamento

O emulador de armazenamento usa a instância padrão do SQL express. Para alterar a instância do SQL Server que é usada, execute o seguinte comando no prompt de comando do SDK do Windows Azure:

DSInit.exe /sqlinstance:<SQL Server instance>

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft