VENDAS: 1-800-867-1389

Introdução ao SQL Server em Máquinas Virtuais do Azure

Atualizado: outubro de 2014

Este tópico fornece diretrizes sobre como se inscrever no SQL Server em uma máquina virtual do Azure e como começar a criar bancos de dados do SQL Server no ambiente de nuvem pública da Microsoft.

Com o SQL Server em Máquinas Virtuais do Azure, você obtém os benefícios completos da oferta de infraestrutura como serviço nos data centers da Microsoft. Em virtude disso, você tem controle total das máquinas virtuais que executam o SQL Server, bem como seus aplicativos e bancos de dados no Azure. Você pode mover seus aplicativos de amplitude empresarial em sua própria plataforma de virtualização local para o Azure usando o SQL Server na Máquina Virtual do Azure, em vez de comprar o novo hardware para atender às suas crescentes necessidades. Quando você precisar de mais hardware apenas por um período específico ou para fazer a validação ou os testes de seu novo aplicativo, as Máquinas Virtuais do Azure fornecem flexibilidade de acordo com suas necessidades. Você pode criar aplicativos híbridos hospedando bancos de dados do SQL Server em Máquinas Virtuais do Azure. Assim, você pode tornar seus bancos de dados disponíveis para aplicativos locais e na nuvem.

Este tópico inclui as seguintes subseções:

Para criar uma máquina virtual do SQL Server no Azure, primeiro você deve obter uma assinatura da Plataforma Azure. Você pode comprar uma assinatura do Azure em Opções de Compra. Para testá-la gratuitamente, visite Avaliação gratuita do Azure. Em seguida, você poderá colocar sua própria máquina virtual no Azure ou usar a imagem fornecida pela plataforma para criar sua máquina virtual no Azure.

O tutorial Provisionar uma máquina virtual do SQL Server no Azure demonstra como criar uma máquina virtual do SQL Server usando a imagem fornecida pela plataforma.

Importante: Quando você criar uma máquina virtual do SQL Server no Windows Azure, será necessário executar algumas tarefas adicionais para poder se conectar de outras máquinas virtuais no Windows Azure ou em seus computadores locais ou da Internet. Para obter orientações detalhadas, consulte Considerações de conectividade para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

Se você quiser colocar sua própria máquina virtual no Azure, consulte Como criar uma máquina virtual do SQL Server no Azure usando o disco do SQL Server existente local e Como criar uma máquina virtual do SQL Server no Azure usando a máquina virtual do SQL Server existente local.

Para obter mais informações sobre como gerenciar assinaturas do Azure, consulte Gerenciando assinaturas. A galeria de máquinas virtuais do Azure fornece várias imagens de máquina virtual, como imagens do Windows ou não do Windows. Para obter a lista mais atualizada de imagens de máquina virtual com suporte, consulte Tamanhos de máquina virtual para o Azure e Detalhes de preços de Máquinas Virtuais.

A galeria de Máquinas Virtuais do Azure inclui várias imagens que contêm o Microsoft SQL Server. O software instalado nas imagens de máquina virtual varia com base na versão do sistema operacional e na versão do SQL Server. A tabela a seguir resume as imagens relacionadas do SQL Server disponíveis atualmente na galeria de Máquinas Virtuais do Azure:

 

Sistema operacional Versão do SQL Server Edição do SQL Server

Windows Server 2008 R2

SQL Server 2008 R2 Service Pack 2

Enterprise, Standard e Web

Windows Server 2008 R2

SQL Server 2008 R2 Service Pack 3

Enterprise, Standard e Web

Windows Server 2012

SQL Server 2012 Service Pack 1

Enterprise, Standard e Web

Windows Server 2012

SQL Server Service Pack 2

Enterprise, Standard, Web, OLTP (Enterprise) e Data Warehouse (Enterprise)

Windows Server 2012 R2

SQL Server 2014

Enterprise, Standard, Web, OLTP (Enterprise) e Data Warehouse (Enterprise)

Observação importante: as versões e as edições adicionais do SQL Server estão sendo planejadas. Faça logon no Portal de gerenciamento do Azure para ver todas as versões e as edições com suporte do SQL Server.

Se tiver uma máquina virtual criada usando o SQL Server Evaluation Edition da imagem de plataforma que estava disponível durante o período de visualização, você não poderá atualizá-la para uma imagem de edição paga por hora na galeria. Você pode escolher uma destas duas opções:

A instalação do Windows Server na imagem da plataforma contém as seguintes configurações e componentes:

  • A Área de Trabalho Remota está habilitada para a conta de administrador.

  • O Windows Update está habilitado.

  • Por padrão, a conta de usuário especificada durante o provisionamento é membro do grupo local Administrators. Essa conta de administrador também é o membro da função de servidor do SQL Server sysadmin.

  • A máquina virtual é um membro de um grupo de trabalho chamado WORKGROUP.

  • A conta de Convidado não está habilitada.

  • O Firewall do Windows com Segurança Avançada (c:\Windows\System32\WF.msc) está ativado.

  • O .NET Framework versão 4 está instalado.

  • O tamanho da máquina virtual é especificado durante o provisionamento.

  • O tamanho médio é recomendado para cargas de trabalho normais.

  • O tamanho mínimo recomendado para uma máquina virtual é Grande durante o uso do SQL Server Enterprise Edition.

  • O tamanho selecionado limita o número de discos de dados que você pode configurar. Para obter as informações mais atualizadas sobre tamanhos de máquina virtual disponíveis e o número de discos de dados que você pode anexar a uma máquina virtual, consulte Tamanhos de máquina virtual para o Azure.

A instalação do SQL Server na imagem da plataforma contém as seguintes configurações e componentes:

  • Mecanismo de Banco de Dados

  • Analysis Services

  • Integration Services

  • Reporting Services (configurado no modo Nativo)

  • Os grupos de disponibilidade AlwaysOn estão disponíveis no SQL Server 2012 (ou posterior), mas precisam de configuração adicional para que sejam usados. Para obter mais informações, consulte Alta disponibilidade e recuperação de desastres para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

  • Ativa

  • Extrações Semânticas e de Texto Completo para Pesquisa (extrações semânticas no SQL Server 2012 ou posterior somente)

  • Data Quality Services (SQL Server 2012 ou posterior somente)

  • Master Data Services (SQL Server 2012 ou posterior somente), mas requer configuração e componentes adicionais. Para executar o Master Data Services em uma máquina virtual no Azure, instale o Servidor Web (Serviços de Informações da Internet) e o Silverlight e também configure o Master Data Services usando a Ferramenta de Configuração do Master Data Services (MDSConfigTool.exe). Para obter mais informações, consulte Instalar o Master Data Services.

  • O PowerPivot para SharePoint está disponível (SQL Server 2012 ou posterior somente), mas requer configuração e componentes adicionais (inclusive o SharePoint).

  • O Distributed Replay Client está disponível (SQL Server 2012 ou posterior somente), mas não instalado. Para executar a instalação, consulte Instâncias adicionais do mecanismo de banco de dados e da imagem do SQL Server fornecida pela plataforma.

  • Todas as ferramentas, incluindo o SQL Server Management Studio, o SQL Server Configuration Manager, o Business Intelligence Development Studio, a Instalação do SQL Server e as ferramentas de atualização e migração, como aplicativos da camada de dados (DAC), backup, restauração, anexação e desanexação.

  • Conectividade das Ferramentas de Cliente, SDK de Ferramentas de Cliente e SDK de Conectividade de Cliente do SQL.

  • Manuais Online do SQL Server, mas requerem configuração usando o Help Viewer. Para obter mais informações, consulte Use a documentação do produto do SQL Server.

  • Contém uma instância padrão (sem nome) do Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server, escutando apenas no protocolo de memória compartilhada.

  • Por padrão, o Azure seleciona a Autenticação do Windows durante a instalação da máquina virtual do SQL Server. Se você quiser usar o logon sa ou criar uma nova conta do SQL Server, será necessário alterar o modo de autenticação. Para obter mais informações, consulte Considerações de segurança para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

  • O usuário do Azure que instalou a máquina virtual é, inicialmente, o único membro da função de servidor fixa do SQL Server sysadmin.

  • A memória do Mecanismo de Banco de Dados é definida como a configuração de memória dinâmica. A opção de autenticação do banco de dados independente está desativada. O idioma padrão é inglês. O encadeamento de propriedades de bancos de dados está desativado. Para obter mais configurações, examine a instância do SQL Server.

  • As instalações adicionais do SQL Server podem ser feitas na máquina virtual, mas podem exigir um PID (código de ID do produto).

  • O Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário (CEIP) está habilitado. Você pode desabilitar o CEIP usando o utilitário de Relatório de Erro e Uso do SQL Server. Para iniciar o utilitário de Relatório de Erro e Uso do SQL Server, no menu Iniciar, clique em Todos os Programas, clique na versão do Microsoft SQL Server, clique em Ferramentas de Configuração e clique em Relatório de Erro e Uso do SQL Server. Se você não quiser usar uma instância do SQL Server com o CEIP habilitado, você poderá considerar também implantar sua própria imagem de máquina virtual com o Azure. Para obter mais informações, consulte Criando e carregando um disco rígido virtual que contém o sistema operacional Windows Server.

  • Considerações sobre desempenho:Ao executar o SQL Server em Máquinas Virtuais do Azure, recomendamos que você continue usando as mesmas opções de ajuste de desempenho do banco de dados que são aplicáveis ao SQL Server no ambiente de servidor local. Entretanto, o desempenho de um banco de dados relacional na nuvem pública depende de muitos fatores como o tamanho de uma máquina virtual e a configuração dos discos de dados. Para obter informações mais atualizadas, consulte Práticas recomentadas para o desempeinho do SQL Server em máquinas virtuais do Azure. Este tópico inclui informações sobre o posicionamento de arquivos de dados e registros, unidade de armazenamento temporário, cache, desempenho I/O, etc.

  • Considerações sobre alta disponibilidade e recuperação de desastres: Para bancos de dados executando em VMs do SQL Server no Azure, siga a orientação detalhada dada em Alta disponibilidade e recuperação de desastres para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure. Para aplicativos que estão executando no Azure e ao mesmo tempo estão usando o SQL Server em VMs do Azure, considerações adicionais se aplicam. Nós recomendamos veementemente que você leia as informações dadas em Development Strategies in Azure: Comparison of Traditional Web Development vs. Azure Cloud Services and Azure Web Sites no artigo Padrões de aplicativo e estratégias de desenvolvimento para SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

  • Serviços: desabilite os serviços não utilizados que estiverem em execução na sua máquina virtual no Azure. Por exemplo, se você não estiver usando alguns serviços do SQL Server pré-instalados, como Analysis Services, Reporting Services ou Integration Services; desabilite-os.

  • Autoescala: O recurso Autoescala no Azure permite aumentar ou diminuir as máquinas virtuais que são usadas pelo aplicativo automaticamente. Esse recurso garante que a experiência do usuário final não seja afetada negativamente durante os períodos de pico e que as VMs sejam desligadas quando a demanda for baixa. É recomendável que você não defina a opção Autoescala para o seu serviço de nuvem se este incluir as VMs do SQL Server. O motivo para isso é que o recurso de Autoescala permite que o Azure ligue uma máquina virtual quando o uso da CPU na VM for superior ao limite e para desligar uma máquina virtual quando o uso da CPU for inferior a isso. O recurso de Autoescala é útil para aplicativos sem monitoração de estado, tais como servidores Web, onde qualquer VM pode gerenciar a carga de trabalho sem quaisquer referências para qualquer estado anterior. No entanto, o recurso Autoescala não é útil para aplicativos com monitoração de estado, como o SQL Server, onde somente uma instância permite gravar no banco de dados. Observação: Para configurar o Autoescala para VMs, é necessário certificar-se de que estão no mesmo conjunto de disponibilidade e no mesmo serviço de nuvem. Para criar VMs no mesmo serviço de nuvem, basta criar a primeira VM, criar a segunda VM, e então conectar a segunda à primeira. Para obter mais informações, consulte Tutorial: configurar e conectar várias máquinas virtuais do SQL Server no mesmo serviço de nuvem no Azure. Para obter mais informações sobre máquinas virtuais e conjuntos de disponibilidade, consulte Gerenciar a Disponibilidade de Máquinas Virtuais.

Para obter mais recomendações, as práticas recomendadas e os tutoriais, consulte os tópicos listados na seção Próximas etapas no final deste tópico.

Na caixa de diálogo Conectar ao servidor do Management Studio, digite o nome de host do computador virtual na caixa Nome do servidor.

Antes que você possa se conectar à instância do SQL Server da Internet, as seguintes tarefas devem ser concluídas:

  • Configure o SQL Server para escutar no protocolo TCP e reinicie o Mecanismo de Banco de Dados.

  • Abra as portas TCP no Firewall do Windows.

  • Configure o SQL Server para a autenticação no modo misto.

  • Crie um logon de autenticação do SQL Server.

  • Crie um ponto de extremidade TCP para a máquina virtual.

  • Determine o nome DNS da máquina virtual.

Para obter instruções passo a passo, consulte Provisionar uma máquina virtual do SQL Server no Azure.

A rede virtual do Azure permite que uma máquina virtual hospedada no Azure interaja facilmente com sua rede privada. Há várias etapas para definir as configurações de rede virtual do Azure. Para obter mais informações sobre a rede virtual do Azure, consulte Visão geral da rede virtual do Azure.

Forneça uma cadeia de conexão semelhante a

add name ="connection" connectionString ="Data Source=VM_Name;Integrated Security=true;" providerName ="System.Data.SqlClient";

onde VM_Name é o nome que você forneceu para sua máquina virtual durante a instalação. Para cenários diferentes de conectividade, consulte Considerações de conectividade para o SQL Server em máquinas virtuais do Azure.

Se você criar uma máquina virtual usando uma imagem do SQL Server fornecida pela plataforma, poderá localizar a mídia de instalação do SQL Server salva na máquina virtual no diretório C:\SqlServer_SQLMajorVersion.SQLMinorVersion_Full. Você pode executar a instalação desse diretório para executar as ações de configuração, incluindo adicionar ou remover recursos, adicionar uma nova instância ou reparar a instância se o espaço em disco permitir. Observe que o Azure fornece várias versões das imagens do SQL Server no portal. Por padrão, se a data de lançamento da versão da imagem fornecida pela plataforma do SQL Server for 15 de maio de 2014 ou posterior, ela contém a chave do produto. Se você configurar uma máquina virtual usando uma imagem fornecida pela plataforma do SQL Server que tenha sido publicada antes desta data, a VM não contém a chave do produto. Como uma prática recomendada, recomendamos que você selecione sempre a versão mais recente da imagem quando for configurar uma nova VM.

Você pode capturar uma máquina virtual do SQL Server e usá-la como modelo para criar outras máquinas virtuais. O provisionamento de uma nova máquina virtual usando o modelo de imagem não viola a licença fornecida pela plataforma do SQL Server. Para obter mais informações, consulte Como Capturar uma Máquina Virtual do Windows para Usar como um Modelo. Se você levar sua própria imagem do SQL Server para o Azure e depois precisar instalar recursos adicionais do SQL Server, verifique se há espaço em disco suficiente na sua máquina virtual. Para obter mais informações sobre as licenças do Windows Server e do SQL Server na plataforma Azure, consulte Perguntas frequentes sobre Licenciamento de Máquinas Virtuais.

Quando você cria uma máquina virtual usando a imagem do SQL Server fornecida pela plataforma, pode criar novos usuários do Windows, logons de Autenticação do Windows do SQL Server e usuários de banco de dados da mesma maneira que faria no banco de dados local. Se você pretender usar a Autenticação do SQL Server, deverá configurar o Mecanismo de Banco de Dados para a autenticação no modo misto. A conta sa está desabilitada. Para obter mais informações sobre como alterar o modo de autenticação e habilitar a conta sa, consulte Alterar o modo de autenticação do servidor.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft